terça-feira, setembro 24, 2013

FOFOCAS DE,CELEBRIDADES-GOSSIPS

Daniel Radcliffe poderá interpretar Freddie Mercury no cinema, após desistência de Sacha Baron Cohen




Com a saída de Sacha Baron Cohen do projeto, o ator Daniel Radcliffe, famoso por interpretar Harry Potter, aparece como a principal aposta dos produtores para o papel de Freddie Mercury no filme que contará a história do líder da banda Queen, morto em 1991.
 
Envolvido com o projeto desde 2010, Sacha decidiu sair em julho deste ano após desentendimentos com Brian May e Roger Taylor, integrantes da banda. A imprensa internacional divulgou que os músicos queriam que o filme tivesse um tom mais leve, para ser assistido por adultos e adolescentes, enquanto o ator queria focar na orientação sexual de Mercury e seu envolvimento com as drogas, fatores que elevariam a classificação indicativa do longa.
 
De acordo com o Daily Star, o nome de Daniel Radcliffe tem sido apontado como favorito ao papel e, segundo uma fonte da publicação, os produtores estariam dispostos a pagar um alto cachê ao ator para que ele participe das filmagens. "Já foi dito a Daniel que o papel é dele caso queira", disse o informante.
 
São dois os fatores que colocaram o "bruxinho" no foco dos produtores: a estatura de Daniel ser próxima a de Freddie Marcury e aos comentários positivos sobre seu desempenho no filme Kill Your Darlings, no qual interpreta o poeta gay Allen Ginsburg e que deve estrear nos Estados Unidos no dia 18 de outubro.
 
Caso aceite o papel, Daniel Radcliffe precisará fazer algumas aulas de canto, pois a ideia é que não existam dublagens nas cenas musicais do filme, que ainda não tem data de estreia confirmada.


Ator Josafá Filho resolve negar que sofreu assédio de Dennis Carvalho




Josafá Filho, que interpreta o gay Filipinho em “Sangue Bom”, desmentiu os boatos de que seu afastamento da novela teria sido motivado por assédio do diretor Dennis Carvalho.
 
“Foi uma decisão dos autores a viagem de Filipinho para Nova York. Não tenho nenhum problema. Me dou bem com os diretores, com o elenco. Eu até fui pego de surpresa. Mas foi bom esse afastamento para amadurecer o personagem”, disse ao “R7?.
 
Rumores na imprensa apontavam de que havia rolado uma saia justa nos bastidores da trama. O ator seria namorado de um dos autores, Vincent Villari, e teria se negado a sair com Carvalho, que ficou furioso. Para apaziguar os ânimos, a decisão da emissora teria sido afastá-lo temporariamente da novela.



Dennis e os autores da novela, Maria Adelaide Amaral e Vincent Villari


Maria Gadú e Lua Leça declaram seu amor




Maria Gadú está curtindo o Rock in Rio de duas maneiras: Como fã e frequentadora do festival e como artista. Neste sábado (21), ela acompanhou o show ao lado da namorada, a produtora Lua Leça, com quem trocou muitos beijos. Questionada sobre o line-up e se o dia estava propício para namorar, ela disparou: "quando o dia não está propício para namorar, né?". Ambas usavam aliança.
 
No último dia 07, Lua Leça declarou seu amor pela cantora postando uma foto (acima) no Instagram das duas se beijando apaixonadamente. “Minha mulher! Quem se incomodar se retire... a vida é de alegrias sem remendo!”, escreveu Lua na rede social.



Gadú e Lua no Rock in Rio (foto revista Quem)

Recentemente, Gadú revelou publicamente que estava casada com Lua numa entrevista ao jornal O Dia .
 
“Estou casada com a Lua vai fazer um ano. Não tenho problemas em falar sobre isso. Acho supernatural, é uma coisa que a gente abre para os outros. Somos um casal mesmo, não tem o que esconder. Moramos juntas, trabalhamos juntas e saímos juntas”, declarou a cantora à publicação.
 
Gadú também disse que não gosta de se prender a rótulos. “Vivo uma vida normal e eu não encaro esse lance da sexualidade como notícia. Saber se sou gay, hétero ou bi não vai mudar a vida de ninguém, nem a minha”.
 
Produtora de moda, Lua está ajudando Gadú a reinventar o jeito de se vestir . A cantora quer abandonar o antigo look mais largado para investir num estilo mais amadurecido.
 

Jennifer Lopez receberá premiação da comunidade LGBT





O trabalho de Jennifer Lopez na comunidade LGBT, como porta-voz para a igualdade nos direitos de casamento além dos milhões de dólares que ajudou a arrecadar para a campanha contra o HIV/AIDS, será reconhecido. A cantora receberá o prêmio “Ally for Equality Award” no jantar de gala organizado pela Human Rights Campaign no próximo dia 5 de outubro, em Washington.
 
“Mesmo enfrentando grupos anti-LGBT, Jennifer se manteve firme como uma apoiadora estrita da igualdade. Durante toda sua carreira, Jennifer Lopez sempre apoiou a justiça e igualdade, e isso é o que significa ser um aliado”, concluiu o presidente da HRC, Chad Griffin.

Telefilme sobre pianista gay interpretado por Michael Douglas foi o grande vencedor do Emmy!




O grande vencedor do Emmy 2013 foi o telefilme "Behind the Candelabra", estrelado por Michael Douglas e Matt Damon e que conta a história do pianista gay Liberace. A produção levou os prêmios de melhor ator (Douglas), melhor diretor, para Steven Soderbergh e também na categoria melhor minissérie ou telefilme.
 
No total, foram 11 prêmios, incluindo elenco, direção de arte, edição, hairstyling, mixagem de som, figurino, fotografia, maquiagem com prótese e maquiagem sem prótese. O filme da HBO, que no Brasil ganhou o título de "Minha Vida com Liberace", recebeu um total de 15 indicações ao Emmy 2013.


O filme ja foi postado aqui no Entre Homens


Michael Douglas dedicou seu prêmio a Matt Damon, que estava indicado na mesma categoria e interpreta o amante de seu personagem.
 
"Eu não conseguiria fazer isso sem você, Matt. Você merece metade desse prêmio. Você quer a parte de baixo ou a de cima?", brincou o ator.





Ele ainda fez uma menção especial ao filho Cameron, que cumpre pena na prisão. "Eu espero vê-lo novamente um dia".
 
Cameron, filho de Douglas com a ex-mulher Diandra Luker, foi condenado a cinco anos de prisão em 2010 por posse de heroína e conspiração para vender metanfetaminas e cocaína. Um ano depois, ele se declarou culpado de posse de drogas na prisão. Em abril deste ano, Cameron teve sua sentença de cinco anos quase dobrada devido a infrações relacionadas a drogas. Ele não deve sair até 2018.
 
Em entrevista a revista "New York", Douglas afirmou que a condenação de seu filho foi uma forma de "dar o exemplo": "Não estou defendendo Cameron como viciado ou traficante, mas acredito que, por causa do sobrenome dele, ele foi feito de exemplo".

Neil Patrick Harris: Ele se assumiu gay e não perdeu o posto de galã




Quando pisou no palco do Nokia Theater, na noite deste domingo (22), o ator Neil Patrick Harris , 40, deu mais um passo em sua ascendente carreira. E não foi um passo qualquer. Já que apresentar o prêmio dos melhores da TV americana, o Emmy, é uma honra destinada a poucos em Hollywood.
 
Aliás, foi no próprio Emmy em que Neil corajosamente assumiu seu relacionamento com o então noivo David Burtka no tapete vermelho do prêmio, em 2007. Um ano antes, o ator havia saído do armário em uma entrevista à revista People. "Estou feliz por dissipar os rumores e os equívocos, estou muito orgulhoso em poder dizer que sou um homem gay muito feliz, que vive sua vida plenamente”, declarou ele, na ocasião.


Na época em que o ator se assumiu, especulações nos bastidores da indústria do entretenimento nos EUA colocaram em dúvida a possibilidade de Neil continuar mantendo a veracidade do papel de garanhão mulherengo na série “How I Met Your Mother” depois de se revelar gay.
 
O tempo mostrou que as especulações eram infundadas. Neil manteve com competência o papel de Barney Stinson na série, que está no ar até hoje, somando nove temporadas. O conquistador inveterado Barney é certamente um dos responsáveis por essa longevidade do programa, que estreou em 2005.
 
A carreira dele nas telas começou cedo. Aos 15 anos, ele estrelou ao lado de Whoopi Goldberg o filme “Clara's Heart”, em 1988. No ano seguinte, aos 16, o ator ganhou a sua própria série, “Doogie Howser, M.D.” , na qual vivia o personagem-título, um adolescente precoce que trabalhava como médico. O seriado, que no Brasil levou o nome de "Tal Pai, Tal Filho", teve quatro temporadas.
 
Depois de muitos papéis na TV, no cinema e também nos palcos, Neil estreou com sucesso em 2009 como apresentador do Tony Awards, a premiação que celebra os melhores espetáculos da Broadway. Ele continua comandando o prêmio até hoje.
 
O Emmy desse domingo foi o segundo que Neil apresentou, o primeiro foi em 2009. Ele próprio já venceu a premiação, como melhor ator convidado por uma participação na série “Glee”, em 2010.
 
Como um bom casal de lésbicas
 
No recém-lançado documentário da HBO “The Out List” , o ator e apresentador contou como conheceu o marido David, em 2004. “Um dia, eu estava andando em uma rua de Nova York com uma amiga e vi um conhecido dela, parecendo James Dean, todo estiloso. Falei que ele era um gato, mas minha amiga disse: ‘Esquece, o David não é gay. Só que nós dois começamos nos encontrar logo depois. E como um bom casal de lésbicas, fomos morar juntos depois de três meses. Nunca mais nos separamos”, revelou o ator e apresentador.




Neil e David têm um casal de filhos gêmeos de dois anos, Harper Grace e Gideon Scott. Eles nasceram em 2010, por meio de uma de inseminação artificial numa barriga de aluguel.
 
O casamento civil de Neil e David deve acontecer em breve, como eles revelaram recentemente. O casal acaba de comprar uma mansão no bairro do Harlem, em Nova York, por R$ 8 milhões.

Nenhum comentário:

Postar um comentário