terça-feira, agosto 05, 2014

FOFOCAS DE CELEBRIDADES- GOSSIPS

Conheça Troye Sivan, o garoto que foi ao primeiro lugar no iTunes com seu single de estreia




PAPEL POP

Você já conhece o Troye Sivan? Esse garoto de apenas 19 conseguiu alcançar a posição número 1 no iTunes com seu single de estreia, a música pop “Happy Little Pill”.
 
Como nós acompanhamos esse “youtuber” famosíssimo mundialmente, estamos de olho no Troye e viemos aqui contar a novidade…



Troye mora desde criança na Austrália, mas nasceu na África do Sul. O rapaz já tem mais de 90 milhões de visualizações no seu canal do Youtube, que reúne músicas autorais, covers, vídeos engraçados e um pouco da sua vida.
 
Um dos vídeos de maior destaque em seu canal é o da música “The Fault in Our Stars”, inspirada, claro, pelo livro “A Culpa é das Estrelas”, mas o Troye se destaca principalmente pelo que fala em seu canal. Foi lá que ele se assumiu gay e falou abertamente sobre o tema, além de comentar assuntos da internet, como a polêmica do Nash Grier.




Troye também é super simpático e engraçado, um dos vídeos que a gente mais adora é esse, em que ele aplica frases das músicas de Beyoncé na vida real.
 
Ah, a além de sucesso no Youtube, ele também é bastante seguido em redes como o o Tumblr e o Twitter. Isso sem falar que ele ainda é amigo de outros famosinhos da internet…



Troye tem vários vídeos bem legais com o Tyler Oakley, youtuber de Los Angeles, que também é gay assumido. Até por isso muita gente na internet “shippa” os dois, que já ganharam até o nome de casal “Troyler”.


Agora, um detalhe que deixa todo mundo de queixo caído: o garoto também é ator e fez a versão criança do Wolverine no filme “X-Men Origins”, de 2009.  Rá! A gente sabia que já conhecia ele de algum lugar…


O lançamento do primeiro EP do Troye, “TRXYE”, está prometido para o dia 15 de agosto. Além de “Happy Little Pill” e “The Fault in Our Stars”, o EP inclui ainda as músicas “Touch”,”Fun” e “Gasoline”, que estamos loucos para ouvir!
 
São só cinco músicas no EP, mas o Troye revelou que já gravou mais de 40! Desde já estamos ansiosíssimos para ouvir todas as lindas e melancólicas músicas do Troye compiladas no futuro álbum de estreia dele.


Galã hetero, José Mayer vira piada na internet como gay enrustido em “Império”




Visto no IGAY
 
Depois de conquistar todo o elenco feminino da Globo, agora é a vez dos bofes? Cerimonialista gay é sucesso nas redes sociais
 
“Zé Mayer tem cara de quem escreve 'brodagem no sigilo' e 'parceira entre machos' no Grindr”, brincou em seu perfil no Twitter o jornalista Ricardo Rodrigues, relacionando as atitudes de Cláudio Bolgaro, interpretado por José Mayer em "Império", com as dos usuários do aplicativo de encontros gays que ainda estão no armário.
 
Claudio, que na novela é um gay enrustido, já é sucesso nas redes sociais. Este e outros comentários pipocaram no fim de semana, a maioria se referindo ao fato de o personagem de Zé Mayer ser casado com uma mulher e manter sua homossexualidade em segredo. Mas teve também quem se divertiu porque o eterno galã pegador está agora se relacionando com um homem na trama das 21h na Globo.
“Momento histórico da TV brasileira: Zé Mayer dando ré no kibe em horário nobre, que é para acabar com qualquer tipo de preconceito”, se divertiu a usuária Renata Costa.
 
Na trama, o cerimonialista (outro fato bastante lembrado pelos internautas) é casado com Beatriz Bolgari (Suzy Rego), porém vive às voltas com seu amante, o jovem e romântico Leandro (Klebber Toledo).O sobrenome da intérprete da mulher de Claudio foi também motivo de piada nas redes: “Foi de propósito o gay enrustido da novela ser casado com a Suzy REGO”, brincou a ex-BBB e DJ Angélica Morango.


Rômulo Neto fala de personagem gay em Império



 O folgado e aproveitador Robertão, de “Império” (Globo), começará a explorar, além da família, o blogueiro Téo Pereira, interpretado pelo ator Paulo Betti.

O personagem de Rômulo Neto vai perceber que o blogueiro homossexual fica encantado sempre que olha para ele. “Não sei se vão se envolver fisicamente, mas sem que eles vão ter uma relação meio voyeur. Ele se vende em determinada cena e Téo acaba comprando”, disse o ator ao jornal “Folha de S. Paulo”.

Para ele o seu personagem não é gay, mas pode vir a virar, conforme se relacione com o seu companheiro. “Acho que a ética sexual dele vai ser regida pela ética profissional”, contou.


Novo curta tem jovem gay em busca de respostas para si mesmo




Diretor mergulha no submundo do sexo para questionar se o amor é um delírio.

Muito da inquietude da quase impossibilidade do amor em tempos de cólera, o tempo atual, permeia o mais novo curta do diretor Victor Reis Aleixo. Em “Delirium”, ele questiona: o amor é um delírio? A cidade grande apenas uma ilusão? Para o rapaz PJ toda essa confusão de sentimentos se mistura quando se vê perdido em meio à multidão.

Ele se vê muito mais do que interessado por um rapaz e o segue até um sexshop e suas apertadas cabines de vídeos pornôs. Sem pudor, direto ao ponto, realista, Victor mostra o delírio de PJ. Sozinho e confuso, as lembranças de sua mãe invadem pouco a pouco o seu sonho de viver numa metrópole, transformando sua vida em um pesadelo surreal.

O curta independente tem participação de Fátima Esteves, João Pedro Alencar, Rafael Nunes e Marlon Gomes. A música original é de Celso Braga Júnior. O amor é um delírio?


Nenhum comentário:

Postar um comentário