quarta-feira, setembro 03, 2014

DICAS DE SAÚDE


Proctite: Inflamação do Anus




A proctite é uma inflamação do reto que causa desconforto, sangramento e, às vezes, secreção de muco ou pus.

Quais as Causas?
Existem diversas causas para a proctite, mas elas podem ser agrupadas nas seguintes categorias:
  • Doença autoimune
  • Substâncias prejudiciais
  • Infecção não transmitida sexualmente
  • Doença sexualmente transmissível (DST)

A proctite decorrente de uma DST é comum em pessoas que praticam o sexo anal. As DSTs que causam proctite são gonorreia, herpes, clamídia e linfogranuloma venéreo.

Infecções não sexualmente transmitidas que causam proctite têm menos ocorrências do que proctites decorrentes de DSTs. Um exemplo clássico de infecção não sexualmente transmitida surge em crianças e é causada pela mesma bactéria que causa faringite estreptocócica.

A proctite autoimune é associada a doenças como colite ulcerativa ou Doença de Crohn.

Essa inflamação também pode decorrer do uso de certos medicamentos, de radioterapia e da inserção de substâncias prejudiciais no reto.

Os fatores de risco incluem:
  • Distúrbios autoimunes
  • Práticas sexuais de alto risco, como sexo anal



Exames
  • Exame das amostras de fezes
  • Proctoscopia
  • Cultura retal
  • Sigmoidoscopia

Quais os Sintomas?
  • Fezes com sangue
  • Constipação
  • Sangramento retal
  • Secreção retal, pus
  • Desconforto ou dor retal
  • Tenesmo (dor oriunda da vontade de defecar, sem sucesso)


Buscando Ajuda Médica






A proctite ou inflamação retal é uma condição que pode gerar muitas dores, dor e sangramento anal. As suas causas são variadas mas na maior parte dos casos seguindo as indicações médicas a recuperação ocorre de forma pronta e sem complicações.

Marque uma consulta com o médico se você apresentar sintomas de proctite.

Perante uma inflamação retal as dores são evidentes, pelo que se deve recorrer de imediato a um médico para realizar um exame detalhado. Com um exame de fezes e uma proctoscopia normalmente consegue-se confirmar o diagnóstico. Dependendo da origem da doença irá aplicar-se um tratamento que, geralmente, consiste na administração de antibióticos para eliminar a infeção. Podem-se indicar também esteroides dependendo do tipo de inflamação retal.


Para tratar a inflamação retal, além da medicação oral e dos supositórios, pode optar por um creme com hidrocortisona para reduzir as dores, no entanto deverá consultar o seu médico sobre isso, pois quando há sangramento e secreção usar o creme não é recomendável.



Recomendações


  Além do tratamento médico é importante evitar todos aqueles alimentos que naturalmente podem produzir irritação intestinal e retal, como os picantes, as comidas muito condimentadas, a cafeína ou os lácteos. Leve uma dieta saudável com alimentos preferencialmente suaves e fáceis de digerir.


  É importante beber muita água para melhorar o trânsito intestinal e reduzir a prisão de ventre que é um dos sintomas mais dolorosos desta doença. Deve aumentar também a ingestão de alimentos ricos em fibra para facilitar a evacuação e reduzir a dor: os cereais integrais, o espinafre, o brócolo, a aveia ou a papaia são grandes opções que lhe ajudam a melhorar os sintomas e a tratar a inflamação retal.




ATENÇÃO






As pessoas que mantêm relações sexuais anais são muito propensas a sofrer da inflamação retal, devido em muitas ocasiões ao contágio de doenças de transmissão sexual. Por isso, é muito importante fazê-lo de forma segura utilizando as camisinhas especiais para o sexo anal.






Nenhum comentário:

Postar um comentário