sexta-feira, setembro 12, 2014

MINHA VIDA GAY

Martina Navratilova pede a namorada em casamento no US Open




Dezanove

A proposta de casamento de Martina Navratilova foi aceita pela sua namorada, Julia Kemigova, durante as meias-finais masculinas do Open dos Estados Unidos.

Surgindo no grande ecrã do estádio Arthur Ashe, Navratilova, histórica campeã de tênis já afastada das competições, pediu publicamente a mão da namorada. Os espectadores presentes no estádio gritaram de alegria quanto Julia Lemigova aceitou a proposta.



"Estava muito nervosa", disse Navratilova, de 57 anos, citada pelo The Independent. "Consegui falar e ela disse que sim. Foi como uma experiência fora do corpo! Já vimos pessoas fazer propostas de casamento em eventos desportivos, em filmes, na vida real. Mas aqui estava a acontecer-me a mim. Era como se estivesse a ver-me a mim mesma a fazê-lo."



Navratilova, que representou a República Checa numa carreira brilhante como tenista (arrebatou 18 troféus do Grand Slam, um record na modalidade), assumiu a sua homossexualidade em 1981, pouco depois de se naturalizar cidadã norte-americana.

Nessa noite de domingo, Navratilova escreveu uma mensagem de agradecimento no Twitter: "Obrigada a todos pelos votos de felicidade. Estou muito feliz, bem como a Julia e toda a família :)"


Empresária mais bem paga dos Estados Unidos é transexual


 


Extra

A CEO mais bem paga dos Estados Unidos é transexual. A revelação foi feita pela revista New York Magazine. Martine Rothblatt, de 59 anos, é a fundadora da empresa farmacêutica United Therapeutics, avaliada em US$ 5 bilhões. A empresária fez uma cirurgia de redesignação genital - mais conhecida como mudança de sexo - em 1994.

“Eu não posso afirmar que o que eu conquistei é equivalente às conquistas de uma mulher. Na primeira metade da minha vida, eu era um homem”, contou ela à revista norte-americana. Martine é casada com a mesma mulher há mais de 30 anos e elas têm quatro filhos.

À frente da United Therapeutics, empresa que ela fundou para criar um medicamento especial para sua filha, que sofre de hipertensão pulmonar primária, a empresária recebeu US$ 38 milhões (cerca de R$ 85 milhões) apenas no último ano. Martine ocupa o último lugar na lista dos 10 CEOs mais bem pagos dos Estados Unidos, divulgada pelo The New York Times em junho deste ano. Ela é a única mulher do top 10.


 Trilha Especial: Erik Toro - The Right


Nenhum comentário:

Postar um comentário