sexta-feira, setembro 19, 2014

NOTICIAS DO MUNDO GAY

Judaísmo Conservador ordena seu primeiro rabi assumidamente homossexual em Israel.




Portugal Gay

A denominação de Judaísmo Conservador, também chamado do Movimento Masorti, ordenou pela primeira vez um rabi homossexual.

O novo rabi da Sinagoga Adat Shalom Emanuel é um homem homossexual de 49 anos, nascido no Reino Unido chamado Mikie Goldstein. Goldstein terminou os seus estudos no Seminário de Teologia Judaico em Nova Iorque este ano, e há duas semanas foi ordenado como rabi na Sinagoga Adat Shalom Emanuel na cidade de Rehovot em Israel.




O movimento religioso de Judaísmo Conservador só começou a aceitar estudantes abertamente homossexuais em abril de 2012. Goldstein serviu em 2 sinagogas em Nova Iorque antes de voltar a Israel. Goldstein afirma que o seu objetivo é combater o Judaísmo Ultra-Ortodoxo. “O meu lema é dar o Judaísmo de volta às pessoas. Considero que o poder dos Ortodoxos neste país estão a querer instaurar uma forma de ser Judeu… E pensei que se alguém tem que tomar uma decisão, então essa pessoa serei eu. Então fui estudar. Quem me interessa são os milhões de Israelitas que se afastaram por completo do Judaísmo. Quero certificar-me que eles se vão sentir bem vindos na sinagoga, seja no shul, seja na biblioteca. Não quero que as pessoas tenham medo de passar a porta, e agora sinto que muitas pessoas o têm.”


 


O Judaísmo Conservador foi mais lento na sua aceitação das pessoas LGBT que os movimentos Reformista e Reconstrucionista, em que já existem rabis homossexuais e a celebrar casamentos homossexuais há vários anos.

O Rabi Goldsteing é casado há já 20 anos com o diplomata veterano Isi Yanouka, o atual embaixador israelita na Costa do Marfim.


 Malafaia: 95% dos evangélicos vão votar na Marina no segundo turno




Se Marina não tivesse voltado atrás, eu teria arregaçado em cima dela, diz Malafaia.

Em entrevista à série especial da RBS “La Urna”, o pastor Silas Malafaia diz que se a presidenciável Marina Silva não tivesse cedido à pressão dele e mudado seu posicionamento quanto aos direitos LGBT, ela seria “arregaçada” por ele. O pastor diz ainda que se a candidata estiver em um possível segundo turno, quase cem por cento dos evangélicos brasileiros votarão nela.

Para o pastor, Marina recuou em sua posição quanto à cidadania LGBT “por causa do povo cristão, que é maioria no Brasil. Eu apenas interpreto o pensamento de grande parte do povo cristão. E agora, na maior das hipocrisias, Dilma vem dizer que é a favor da criminalização da homofobia. Teve quatro anos para dizer isso, o PT teve 12”.

Na mesma entrevista, Malafaia, que no primeiro turno apoia Pastor Everaldo para presidente, promete: “se a Marina for, vou entrar de cabeça para ajudá-la. Porque o PSDB já teve uma bela oportunidade de governar. E chega de PT. Se Marina não tivesse voltado atrás, eu teria arregaçado em cima dela! Agora, anota aí, irmãozão: se ela for para o segundo turno, 95% dos evangélicos vão votar nela”.


Discriminatório- Candidatos do PSB chamam LGBTs de doentes mentais, e Marina Silva repudia material.




O material de campanha dos candidatos a deputado federal Ezequiel Teixeira e deputado federal Édino Fonseca, do PSB - Rio de Janeiro - chocou quem acredita nos direitos humanos e é a favor da causa LGBT.

Com uma revista de 24 páginas, eles classificaram a comunidade formada por lésbicas, gays, bissexuais e trans de anticristo e doentes mentais, e ainda condenaram a criminalização da homofobia.

Nas páginas, eles afirmam ter o direito de demitir uma babá ao descobrirem que ela é lésbica e afastar ou expulsar um integrante que seja gay. "A criminalização da homofobia é uma perseguição às famílias e aos seguidores religiosos", diz o texto.

O material ainda levanta questões inverídicas e jamais discutidas pelos movimentos em prol da diversidade sexual e de identidade de gênero, como a vontade de praticar sexo dentro das igrejas e associação da homossexualidade com pedofilia.

Ao tomar conhecimento do material, que usa a sua imagem, a candidata à presidência Marina Silva manifestou repúdio e chamou o material de "criminoso", de "cunho homofóbico", "amplamente discriminatório" e disse que sua imagem foi utilizada de forma indevida.

"A Coligação vai acionar a Justiça para a busca e apreensão, bem como proibição de distribuição do material, que estimula o ódio e a violência contra pautas diferenciadas dos movimentos feminista e negro (...) Não podemos mais permitir que a dignidade das minorias sexuais continue sendo violada em nome do preconceito. É preciso olhar com respeito os grupos hoje discriminado", informa o comunicado.

Veja parte do material:


Marina Silva fala sobre aborto, liberalização das drogas e união civil de gays .



Dilma Rousseff fala sobre aborto e união de pessoas do mesmo sexo.




Vereador sugere que homossexuais sejam 'colocados em uma ilha'




Redação Yahoo! Brasil

O vereador Sérgio Nogueira (PSB), da cidade de Dourados (MS), fez discurso inflamado na Câmara local nesta segunda-feira (15) e propôs que os homossexuais fossem colocados todos em uma ilha por 50 anos. As informações são da rádio 94FM Dourados.
 
"Não podemos passar a ideia de que o anormal é normal. Bota (sic) as pessoas que pensam assim numa ilha por 50 anos. Coloca essas pessoas numa ilha e depois de 50 anos volta para ver; não vai ter mais ninguém”, afirmou ele em seu discurso. Na sequência, Nogueira afirmou não ser homofóbico.
 
O vereador iniciou seu discurso por conta de um convite para que assistisse palestras contra a homofobia que a Secretaria Municipal de Assistência Social organiza. Ele é presidente da Comissão de Assistência Social da Câmara.
 
“Perguntaria para qualquer vereador se podendo ser adotado se optaria por ser adotado por uma família de homossexuais. Não sou a favor da homofobia. Quero colocar a população para refletir. Isso é contra os nossos princípios”, concluiu ele, que é pastor evangélico.


 


Brasil ganha site onde as próprias vítimas de homofobia podem registrar os crimes.




Como toda ferramenta, a internet pode ser usada para o bem ou para o mal. É para o bem que ela está sendo via de mapeamento de crimes homofóbicos no Brasil com a iniciativa do Smaps. O objetivo do site criado pelo militante Douglas Roque é ajudar no combate à violência homofóbica usando dados fornecidos pela própria população.

“O Smaps servirá para mapearmos os crimes de homo-les-bi-transfobia e assim conseguir estudar uma forma de evitar novos crimes a partir de uma análise. Eu também prezo as ações que nos levem a Paz, e no Smaps podemos além de registrar crimes, fazer pesquisas sobre lugares perigosos, fazer filtros para entender um pouco mais sobre a violência”, explica Douglas.

O site é alimentado de forma colaborativa pela comunidade e pode ser acessado gratuitamente. “Estudos mostram que as informações sobre os locais perigosos ajudam a diminuir a criminalidade. Hoje já contamos com o apoio de alguns Consegs (Bela Vista, Consolação, Santa Cecília) de São Paulo e de Curitiba, assim como a Prefeitura e GGI-M de Curitiba e do Movimento Paulistano pela Paz.”

Ainda segundo o criador do site, “também temos o apoio de algumas ONGS e associações como ABGLT, CONAM, Parada GAY de São Paulo. O Reino Unido já nos enviou os dados dos crimes e assim que formatarmos, o Smaps será homologado no site do Governo UK”.

O endereço é o www.smaps.com.br.



Anúncio de TV nos EUA mostra casal gay fã de futebol americano




Portugal Gay

Na última quinta-feira, durante a primeira partida da temporada da NFL, no jogo entre os Green Bay Packers e os Seattle Seahawks, um dos anunciantes deu uma pequena prenda aos fãs LGBT: um spot publicitário de 30 segundos com um casal do mesmo sexo.

A DirecTV não anunciou nada antes de colocar o anúncio no ar, provocando uma onde comentários positivos nas redes sociais.

O anúncio começa com dois homens a entrar pela parede de uma casa num movimento chamado de “abraço” (embrace em inglês). Um dos homens diz “O Chris e eu somos rivais saudáveis. Giants - Cowboys, sabem como é. Às vezes discutimos. Mas na verdade somos como qualquer casal.”



A última frase deixa entender que o “abraço” não é um movimento de futebol, mas sim um abraço entre namorados. Depois de partirem mais algumas peças de vidro, os homens correm um atrás do outros pela casa, enquanto uma voz off anuncia o bilhete de domingo da NFL da DirectTV.

Nenhum comentário:

Postar um comentário