Slide 1 Slide 2 Slide 3

FOFOCAS DE CELEBRIDADES- GOSSIPS

Marina And The Diamonds alfineta artistas que levantam bandeira gay.




Em entrevista para o site LGBT Pride Source, Marina and The Diamonds soltou algumas declarações um tanto quanto polêmicas sobre o envolvimento de artistas pop em relação às causas gays.

Segundo  ela, algumas estrelas do cenário pop afirmam apoiar a comunidade gay de forma calculada e não verdadeira:

"Eu sinto que as pessoas no meio pop se expressam dessa forma (dizendo que amam os gays) de forma calculada porque sabem que a base de fãs gays é extremamente leal e expressiva além de serem tastemakers" disse a cantora.Marina também falou sobre proxenetismo em relação à alguns artistas que se expressam muito em relação ao que sentem por seus fãs:

"No Twitter, eu realmente não gosto quando eu vejo um monte de mensagens de um artista dizendo "Eu amo vocês! Eu amo vocês! Eu amo vocês!" porque eu não acho que haja qualquer tipo de inteligência nisso. Além disso, como você pode ser verdadeiro e dizer a mesma coisa tantas vezes? Talvez isso é quando se torna proxenetismo, quando você está emburrecendo sua base de fãs.

"Opiniões controversas, não?

Cantora transexual portuguesa busca fama na TV brasileira.




 Nasceu ele, virou ela. Era Nuno, agora é Patricia. A primeira cantora transexual de Portugal, Patricia Ribeiro, desembarcou em São Paulo no sábado (11), com o objetivo de conquistar aqui a mesma fama que tem em seu país de origem.

Ao longo deste domingo gravará em alguns cartões postais da cidade o clipe de seu maior sucesso, a eletro-dance ‘Lotaria do Amor’ (em Portugal, usa-se lotaria ou loteria para definir os jogos de azar).

O vídeo terá a participação da modelo transexual brasileira Thalita Zampirolli, que virou subcelebridade instantânea ao ser flagrada com o ex-jogador Romário e aparecer em programas de TV afirmando ter tido um affair com o eterno baixinho da Seleção.
A assessoria de imprensa de Patricia Ribeiro planeja divulgar o clipe em programas populares da TV brasileira. A cantora vai aproveitar a passagem pelo país para lançar sua biografia, ‘Ontem Homem Hoje Mulher’.




No livro, ela relata, entre outros assuntos, os anos nos quais trabalhou como garota de programa para sobreviver e o longo processo até a cirurgia de mudança de sexo, realizada em novembro de 2008, em Lisboa.

Fã de Ivete Sangalo, Daniela Mercury, Leonardo e Gusttavo Lima, a cantora lusa, de 33 anos, sonha conquistar o público brasileiro e se tornar uma estrela da TV: “Acho que minha sonoridade pode ser um êxito no Brasil, por ser um país com a mesma língua, com mentalidades mais abertas e muito hospitaleiro com artistas internacionais”.

A ligação de Patricia Ribeiro com o Brasil vai além da música. Foi um cirurgião plástico de São Paulo que salvou a vida dela há um ano. O médico retirou parte do silicone industrial que havia sido aplicado em várias partes de seu corpo, como maçãs do rosto, queixo, boca e glúteos.

Ela sofreu reação parecida com a que deixou a modelo Andressa Urach à beira da morte: a substância foi rejeitada pelo organismo e provocou inflamações e deformações. “Depois dessa cirurgia fiquei anêmica, não me aguentava em pé. Só pedia a Deus para me dar forças para conseguir voltar a Portugal e morrer no meu país”, conta a transexual.

Trauma superado, agora a artista pensa unicamente em conquistar os brasileiros: “É um povo que se emociona com histórias fortes, como é a minha. Por causa da minha transexualidade haverá sempre quem não compreenda. Mas as coisas estão melhores, acredito que farei sucesso aqui”.

Monique Evans conta que experiência homossexual é a melhor que já teve na cama.




Agora que assumiu seu namoro com a DJ Cacá Werneck, Monique Evans resolveu escancarar. Em entrevista polêmica, concebida a socialite Val Marchiori no quadro de Elas Querem Saber, do Programa Raul Gil, ela contou que a atual experiência homossexual é a melhor que ela já teve na cama.

"A Monique disse que a DJ é a pessoa da vida dela e a responsável pelo melhor sexo que a Titia já teve! Que ninguém foi igual a ela na cama! E que não é carência, não! É amor e que ela manda bem mesmo! Hello! Adorei a coragem da Monique! O importante é ser feliz e não importa com quem seja!", relatou Val em seu blog pessoal.Monique falou das experiências que teve com os homens e contou que sempre enrolou seus parceiros antes da primeira noite."Ela disse que, muitas vezes, por tanta espera e pressão, os homens acabavam brochando! Vocês acreditam? Ela não deve serfácil mesmo! E disse que sempre preferiu namorar do que ficar com qualquer um, por aí! Mas o melhor, ainda estava por vir...", narrou Val.O  apoio da família para assumir o namoro com outra mulher também foi abordado, e a ex-modelo ainda contou que que se afastou da religião por causa do romance."A Monique contou que teve o apoio de toda família nesse relacionamento homossexual, mas acabou se afastando da Igreja Evangélica, de que fazia parte! Mas o pior, foi que a moça que trabalhava com ela, pediu demissão, pois não achava certo esse relacionamento! Hello! Vocês acreditam? Você vê que a pessoa com quem você convive está mais feliz e mesmo assim, acha errado! Chega de tanto preconceito!", relatou a socialite.

No bate-papo durante o quadro, a depressão não ficou de fora e Monique admitiu que já tentou até suicídio por conta da doença.

"Vocês sabiam que ela sempre sofreu de depressão e já tentou se matar algumas vezes? Hello! Fiquei chocada com tudo o que ela disse. Ela contou que tem depressão desde criança e que com os hormônios e a menopausa, os sintomas pioram! Que as pessoas não a levavam a sério e achavam que era apenas uma frescura, o que é sempre pior para pessoa! Ela ainda disse, que já tentou se matar algumas vezes, até com o carro em movimento, se jogando dele! Hello! Não dá nem pra acreditar, que uma mulher tão bonita e bem sucedida como ela, possa ter feito isso! A depressão é assunto sério, mesmo!", contou a socialite.

O quadro será exibido no Programa Raul Gil, no sábado (11).

Jean Wyllys sobre fatídico voo: "Não voaria e não voarei ao lado daquele senhor".




Sem tocar no nome do deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ), Jean Wyllys (PSOL-RJ) explicou pela primeira vez por que mudou de assento para não viajar ao lado de seu detrator
Segundo Jean, ele já estava sentado numa poltrona do vôo JJ 304, da TAM, que o levaria do Rio de Janeiro para Brasília no dia 7 de abril às 10h19. O vôo não estava lotado, mas por um acaso que ele sugere tenha sido proposital, o deputado Jair Bolsonaro estava na poltrona exatamente ao lado da sua. "Era uma poltrona do meio, daquelas que ninguém escolhe ocupar."

Bolsonaro entrou no avião com a câmera ligada, e filmou a cena em que avisa a Jean que vai viajar sentado ao lado dele, e registra o momento em que Jean se levanta e troca de assento.

Bolsonaro divulgou o video nas redes sociais, acusando ter sido vítima de "heterofobia". Jean tinha decidido não comentar o caso com a imprensa, já que a considerou uma não-notícia. "Heterofobia não existe. Que tipo de acusação é essa?"

Mas, de passagem por São Paulo no sábado (11), decidiu quebrar o silêncio e falou com o iGay.

Assista ao video em que ele conta sua versão dos fatos, parte de uma entrevista maior que você vai ver aqui no iGay:




Padre Fábio de Melo defende união gay em seu Twitter.




Cantor religioso afirmou que esta é uma questão que cabe ao Estado decidir, e não às religiões
 
O Padre e cantor Fábio de Melo, popular tanto pelas músicas quanto pelas postagens em sua conta no Twitter, rede social em que acumula 858 mil seguidores, defendeu em um post que não cabe à igreja decidir sobre a união entre pessoas do mesmo sexo, e se disse favorável ao reconhecimento pelo Estado do casamento gay: "A união civil entre pessoas do mesmo sexo não é uma questão religiosa. Portanto, cabe ao Estado decidir", escreveu o padre. A publicação foi compartilhada por 1,5 mil internautas.
 
Em outro post no Twitter, ele ressaltou que fala sobre a união civil, e não religiosa: "São situações que não nos competem. A questão só nos tocaria se viessem nos pedir o reconhecimento religioso e sacramental da união", escreveu. Para ele, o Estado deve proteger legalmente duas pessoas que escolherem viver juntas, independente do sexo: "suas necessidades civis. Se duas pessoas estabeleceram uma parceria, e querem proteger seus direitos, o Estado precisa dar o suporte legal".
 
O deputado federal Jean Wyllys (Psol-RJ), defensor da causa LGBT, escreveu, na tarde deste domingo, um post em seu Twitter elogiando o posicionamento de Fábio: "Obrigado, @pefabiodemelo, por vir a público em defesa do Estado laico, dos direitos civis de LGBTs e da diversidade". Outros internautas também comentaram de forma positiva sobre os post do padre.
 
O posicionamento nesta questão não é novidade. Em entrevista ao jornal O Globo , Fábio já havia se posicionado favorável à união homossexual. Ele explicou ainda sua posição ao jornal: "É salutar que a religião abra espaço para a dúvida. Isso pode soar um tanto herético num primeiro momento, o que já me fez sofrer críticas, mas decidi que as pessoas precisam ouvir isso, sobretudo num momento em que o discurso religioso passa por tanto descrédito. As pessoas têm que saber que o sagrado não se opõe ao profano, nem o contrário", disse.

Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (1) Comente aqui!

Um comentário:

  1. Jean wyllys e despreparado para o cargo que ocupa , num congresso moralista
    que já tem como oposição os direitos lgbts o que ele faz ? cria um projeto pedindo
    a regulamentação do aborto aff! Ele não entende nada de estratégia! Não sera pela força
    nem pela violência! que vamos ter nossos direitos reconhecidos! E sim pelo uso da inteligencia!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...