Slide 1 Slide 2 Slide 3

LIVROS DA ESTANTE



Apresentamos hoje, as obras do escritor Felipe Mariotto. Nasceu em 18 de Janeiro de 1980 na cidade do Rio de Janeiro, médico, formado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. “ A Festa” é a sua estreia na literatura. O livro de 336 páginas foi lançado em 2014, pela Editora Multifoco, sob o selo Desfecho Romances. São livros que não tenho dúvida, serão do agrado de todos. E na versão digital, os preços são super atrativos.




Leon

Quando seu mundo se expande tão rápido que você precisa se reinventar e correr para acompanhá-lo. Quando, de repente, parece que toda a sorte resolveu te acompanhar de uma só vez. Quando os sentimentos mais ocultos afloram em explosão, no momento em que não se julga preparado. Tudo isso e mais um pouco aconteceu com o pacato Leon. Leão, para os íntimos, é filho de lavradores do interior paulista e conseguiu, por esforço próprio, uma aprovação no concorrido vestibular de Medicina da UFRJ. Trocou o campo pela viciante confusão do Rio de Janeiro e seus personagens. Logo no início da faculdade conheceu Arthur, um rico amigo que o abraçou como membro da família. Em pouco tempo, Leon foi convidado a frequentar e morar de frente para o mar, numa das coberturas mais caras da Barra da Tijuca. Tudo parecia tão fácil e perfeito, que o lado imperfeito ficou com inveja. Arthur, sua mãe e irmã – de apenas 14 anos - iniciaram um jogo de sedução particular com o belo e cativante Leon que, inseguro, se enrolava cada vez mais nas teias dessa gente dominadora. Confuso entre sentimentos verdadeiros e descartáveis, além da própria sexualidade, ele se apaixonou pelo amigo, mas vive o dilema dramático de se afastar dessa família que tanto o transformou e, por conseguinte, do próprio Arthur, com medo que este descubra seus sórdidos segredos. Nada é tão simples assim na escola da vida. Leon teve de amadurecer à força e tomar decisões que transformariam de vez sua história. O peso de cada escolha era o novo e diferente caminho a seguir. O que fazer? Este livro trata dos sentimentos e dúvidas verdadeiros de pessoas comuns em busca da felicidade. Trajetórias de altos e baixos que afloram o autoconhecimento, trancafiando ou libertando de vez o leão enjaulado em cada um de nós.



  


A Festa

A beleza é, sem dúvida, o maior cartão de visita de uma pessoa. Richard, Ítalo, Isabelle, Pedro e Pablo são modelos exuberantes, em constante uso de sua arma natural de sedução. Corpos esculturais que são como ímãs para os relacionamentos fugazes, para o sexo fácil e sem preconceitos, e que destravam com facilidade as portas mais difíceis. A vida até parece uma festa. Mas o jogo da vida nem sempre segue uma trilha linear. Richard sofre um grave acidente ao fugir de um assalto e se depara com uma nova realidade: entre cicatrizes físicas e emocionais, tem de abandonar a carreira de modelo. Foi iludido com o mito da beleza incondicional, e agora tem que enxergar um mundo onde as portas se fecham subitamente. Preso na lama pessoal, apenas a vingança o alimenta, principalmente contra Ítalo, que era seu namorado, mas que o abandonou por uma oportunidade de carreira em Paris, justamente no momento em que Richard mais precisava de apoio. Ítalo teve uma vida bastante difícil antes de ser modelo. Tinha sido garoto de programa e viciado em drogas, até Richard e seus amigos o ajudarem. Ele tinha amor, um lar e boas companhias, mas jogou tudo para o alto em busca da fama e do dinheiro. Também quebrou a cara. As embalagens bonitas descortinaram alguns produtos podres. Relações fúteis e traições comuns. Alguns aprenderam antes: tudo se transforma. O novo fica velho e enrugado, o bonito fica feio e o rico pode empobrecer. Resta o cerne, a essência de cada um, que é a verdade maior. Esta pode usufruir das alegrias e aprender com os tropeços. Richard, entretanto, só aprendeu depois de muito sofrimento e da outra festa, diabolicamente planejada, a da vingança. Belos e malditos vivem uma história de altos e baixos, luxúria e cobiça, amor e ódio. Realidade impactante como enredo de uma lição que precisa ser dada e aprendida, mesmo que demore, mesmo que seja da pior maneira possível.









Lampejos Poéticos

Lampejos de pensamentos traduzidos em poemas, na tentativa de dar forma e embelezar o que era apenas um sentimento.




BOA LEITURA !!!



Poderá gostar também de:
Postado por Mac Del Rey | (0) Comente aqui!

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...