Slide 1 Slide 2 Slide 3

NOTICIAS DO MUNDO GAY

Hillary Clinton usa casal gay em vídeo de lançamento de campanha para presidente.




A vitória da ex-Secretária de Estado dos EUA para presidente seria ótima notícia para os LGBTs americanos. Ela é a favor do casamento gay e defende os direitos dos LGBTs. Seus concorrentes republicanos são declaradamente contra.


Jared e Nate na cena usada pelo video de anúncio da candidatura de Hillary Clinton à presidência dos EUA, divulgado no domingo (12).

Jared Milrad e Nathan Johnson estão de casamento marcado. No domingo, estavam decidindo os convites da festa quando os amigos começaram a ligar para eles, avisando que uma cena dos dois caminhando de mãos dadas apareceu no video de lançamento da candidatura de Hyllary Clinton à presidência da República.

O video tem dois minutos de duração. Em certo momento, uma série de imagens de americanos representa as diferentes prioridades democratas: uma jovem mãe de família, um operário, uma mulher perto da idade de se aposentar... E Jared e Nate.

Milrad e Johnson são ativistas dos direitos humanos, e o grupo Human Rights Campaign destaca em seu site que é a "primeira vez que casais do mesmo sexo e o casamento igualitário foram incluídos em um lançamento da campanha presidencial."

“ Os direitos dos homossexuais são direitos humanos, e os Estados Unidos serão um líder na defesa desses direitos" (Hillary Clinton). O grupo postou um vídeo em que a democrata Hillary Clinton professa seu apoio aos ativistas LGBT. "Um pouco mais de um ano atrás, em Genebra, eu disse às nações do mundo que “ Os direitos dos homossexuais são direitos humanos, e os Estados Unidos serão um líder na defesa desses direitos" (Hillary Clinton), diz ela. "Ora, havia alguns países que não queriam ouvir isso."

“ Acredito que a América está no seu melhor quando defendemos a liberdade e a dignidade de cada ser humano. Isso é o que somos. Está no nosso DNA Ela acrescenta: "Mas eu acredito que a América está no seu melhor quando defendemos a liberdade e a dignidade de cada ser humano. Isso é o que somos. Está no nosso DNA. E, como Secretária de Estado, eu tive o privilégio de representar a América."




Ela fez mais: transformou o Departmento de Estado de instituição homofóbica em promotor - talvez um dos maiores do mundo - dos direitos LGBT. Agora vai além, nomeando Robby Mook, gay assumido, para ser seu diretor de campanha, fazendo dele o primeiro gerente abertamente gay de uma grande campanha política dos EUA.

Em entrevista ao "Washington Blade", Milrad e Johnson contaram que eles sabiam que foram filmados para a campanha de Clinton, mas naõ tinham ideia de que apareceriam no vídeo de lançamento da campanha. Depois de ver o vídeo, eles convidaram Clinton para o seu casamento em julho via Twitter.

Barack Obama pede fim de  terapias de 'cura gay'.


Obama se posiciona claramente contra a tentativa de curar LGBT


Valerie Jarrett, assessora do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, deixou clara a posição do governo em relação à terapia de ‘cura gay’, em uma declaração.

“Compartilhamos nossa preocupação a respeito dos efeitos potencialmente devastadores nas vidas de jovens transgêneros e também de gays, lésbicas, bissexuais e homossexuais”, disse em comunicado.

E acrescentou: “Como parte da dedicação à proteção da juventude dos Estados Unidos, este governo apoia os esforços para proibir o uso da terapia de conversão para menores.”

A nota veio como resposta a uma petição on-line que em três meses amealhou 120 mil assinaturas pedindo a proibição dessas terapias no país.

A mobilização contra o descalabro desse tipo de terapia começou após a morte de Leelah Alcorn, uma transgênero de apenas 17 anos, que sofreu com a rejeição dos pais que a levaram a um psicólogo cristão e acabou se suicidando em dezembro.

Papa rejeita embaixador no  Vaticano apenas por ser gay.


Diplomata foi indicado pelo presidente francês, mas Papa está demorando para aprová-lo



O Papa Francisco não quer aprovar o diplomata Laurent Stéfanini, de 55 anos, como embaixador da França no Vaticano. O motivo? Segundo a imprensa francesa, porque Stéfanini é gay.

O diplomata já teve o segundo cargo mais importante na embaixada francesa no Vaticano, entre 2001 e 2005, e hoje é chefe do cerimonial do Palácio do Eliseu, sede do executivo francês.

Ele foi indicado pelo presidente François Hollande para chefiar a embaixada no Vaticano, mas até agora não foi aprovado. Segundo a imprensa francesa, o fato tem gerado mal estar entre a Santa Sé e a chancelaria da França.

De acordo com o jornal Le Monde, Stéfanini é homossexual, católico praticante, solteiro e sem filhos.

**(Quanta hipocrisia deste papa. Uma hora e´a aceitaçao das minorias, porque Cristo andava com mendigos,pobres, prostitutas, os menos favorecidos na sociedade (Teoria) e na pratica, toma atitudes contrarias...Lastimavel !! ).

Nicarágua aprova proibição  ao casamento gay.


Adoção por casais homossexuais também estão proibidas


Na contramão do mundo moderno, a Nicarágua deu um jeito de proibir que casais homossexuais tenham os mesmos direitos que os héteros.

Passou a valer na quarta-feira, 08, uma nova definição jurídica do que se constitui uma família. Segundo o Código da Família, que já havia sido aprovado pela primeira vez em meados de 2014, casamento é apenas “entre um homem e uma mulher”.

Além de barrar o casamento gay, a definição exclui homossexuais de processos de adoção e diminui outros direitos. “Sentimos que fomos excluídos dessas leis”, afirmou Marvin Mayorga, líder do Movimento para a Diversidade Sexual, à Agência France-Presse.

Pela nova regra, fica explícito que apenas casais compostos por homem e mulher, estrangeiros ou da Nicarágua, podem adotar.

Além disso, Mayorga disse que casais gays não seriam autorizados a usar tratamentos de fertilidade para engravidar. Eles também não têm direito a proteção da seguridade social ou direito a herança no caso de perda de um cônjuge.

Cerca de 600.000 pessoas homossexuais vivem no país e os ativistas LGBT prometem fazer barulho contra esse código.

PT do DF abre guerra contra  bancada evangélica.


Deputado lembrou que o Estado é laico e que PT não é contra evangélicos


O deputado distrital Chico Vigilante (PT) subiu à tribuna da Câmara Legislativa do DF para protestar contra a moção que repudia duas resoluções do Conselho à Discriminação e Promoções dos Direitos de Lésbicas, Gays, Travestis e Transexuais da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, apresentada pela deputada Sandra Faraj.

“O que foi escrito na moção, não é o que está na resolução. E o nosso papel aqui é esclarecer as coisas. E agora a deputada Sandra Faraj joga a culpa no PT”, disse o deputado, na quinta-feira, 09, a respeito de insinuações de alguns integrantes da bancada evangélica de que seu partido é contra os evangélicos.

“Não venham colocar coisa do PT onde não tem; PT não é contra os evangélicos, pois tem petista que é evangélico, gay, lésbica, católica, enfim o PT é uma grande família. Essa moção teve um sentido, que é abrir esse debate e cair por terra determinados conceitos que as pessoas querem segurar aqui na Casa como se fosse uma voz única. Há que se ter respeito com o que as pessoas entendem como família”, disse.

O deputado lembrou que cada religião vê Deus de uma forma, que não há uma voz única para o governo. “O Estado Brasileiro é laico. Nós não queremos no Brasil o que está vivendo o Oriente Médio. Não queremos guerra de religião. Todo mundo tem que ser respeitado. Deus é Único, mas cada pessoa vê de uma forma”, destacou.

Terça às 14h: LGBT farão protesto na CLDF  contra deputada homofóbica.


Protesto na Câmara Legislativa acontecerá na próxima terça-feira


O movimento LGBT do DF vai enfrentar a homofobia da bancada evangélica da Câmara Legislativa. Na terça-feira 14, às 14h, será feito ato na galeria do plenário contra moção da deputada homofóbica Sandra Faraj (Solidariedade).

A proposta da parlamentar quer demonstrar repúdio à resolução do Conselho Nacional Contra Discriminação que determina respeito ao nome social de pessoas trans e ao uso de banheiro público de acordo co o gênero social.

O Partido dos Trabalhadores (PT) tem conseguido impedir a apreciação da moção saindo do plenário. Agora o movimento LGBT quer se somar a essa resistência e levar à derrota da proposta.

Bom, todos e todas tem esse compromisso na agenda! Temos de mostrar que tribuna do Poder Legislativo não é púlpito de igreja evangélica.
Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (0) Comente aqui!

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...