Slide 1 Slide 2 Slide 3

CONFISSÕES DO DIVÃ






Os textos apresentados nesta seção buscarão ilustrar situações, angústias, problemas e experiências vivenciadas por alguns homens gays. Não existem experiências universais, comuns a todos os homens gays, cada um de nós é constituído e atravessado por diversas características que tornam a sua experiência única.  Nossa principal ideia aqui é pensar em possibilidades de enfrentamento para as questões aqui representadas, que em menor ou maior grau podem ser semelhantes com alguma das histórias vivenciadas por você. Essas histórias não são uma representação literal de histórias reais e sim textos fictícios.


O Dr. Alexandre é formado em Psicologia pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Atua como psicólogo clínico no Espaço Recontar na região de São José / SC. Fundamenta seu trabalho pelos princípios da Psicologia Sistêmica. Compreender os fenômenos psicológicos sistemicamente significa, literalmente, “colocá-los” dentro de seu contexto, estabelecendo a natureza das suas relações.


Você pode fazer perguntas e sugerir temas que nosso psicólogo responderá com todo prazer.

Bem, vamos ao tema de hoje:

O meu namorado não quer casar!

Alexandre de Souza Amorim, Psicólogo
alexandresouza.psicologo@gmail.com




Olá, eu namoro há 7 anos, não tenho dúvidas do amor que sentimos um pelo outro, respeitamo-nos muito, temos muito carinho, somos muito companheiros, viajamos e todos os fins-de-semana, feriados e folgas estamos juntos, e somos um casal perfeito sexualmente. Porém, não acho normal a forma como ele trata o casamento, pois sempre que eu falava em casamento ou em morarmos juntos, ele tinha uma desculpa, ou era a parte financeira que iria nos prejudicar ou a por que mãe dele não me aceita. Não agüento mais esperar e continuar vivendo com meus pais. Esta semana tomei uma decisão e conversamos, disse-lhe que se não fossemos morar juntos, não poderíamos continuar. Ele respondeu-me dizendo que não sabe o que é que está acontecendo, mas não consegue pensar nessa possibilidade, não que não queira morar comigo, diz que parece uma “barreira”. Cheguei ao ponto de pedir para terminarmos para que eu possa encontrar alguém que queira casar comigo e, aos prantos, ele concordou, porque não consegue lidar com essa situação. Acho estranho, gostaria muito que me ajudasse, porque não sei o que fazer.
Anderson, 27 anos

           
Oi Anderson, sei que parece absolutamente comum que ao passar de alguns anos as pessoas queiram dar o passo seguinte no namoro, e aqui o passo seguinte seria viverem juntos. Porém quero chamar-lhe a atenção para uma dificuldade freqüente que surge para alguns casais que namoraram por longos anos, entram em crise pouco tempo depois do casamento.

É fundamental você olhar com atenção para esse fato, o que tenho percebido é a existência de um ultimato, ou seja, essas pessoas estiveram juntas por muito tempo e em um dado momento uma delas faz um ultimato: Ou vai ou racha, ou casamos, ou vivemos juntos... Ou isso acaba!

Porém não é assim que as relações funcionam, ou melhor, não é assim que as relações saudáveis funcionam. Em seu relato eu destaco duas questões importantes para se refletir:

Uma delas diz respeito sobre a sua relação com sua sogra. Você diz que ela não aceita a relação de vocês. Pois se estão juntos há sete anos e ela ainda não aceita a relação, suponho que há ou houve níveis de tensão elevados nessa situação. E eu não posso crer de imediato, que essas tensões não tenham influência sobre o seu namorado. Levanto aqui a hipótese de que essas tensões possam estar na base da insegurança dele. O mais importante é que juntos possam conversar sobre essa insegurança e sobre os reais motivos dela. Se há uma barreira é preciso conhecê-la bem antes de tentar derrubá-la.

A outra questão diz respeito a você. Gostaria que você Anderson, refletisse sobre os seus reais sentimentos, já que você disse que gostaria que ele fosse honesto e permiti-se que você pudesse então procurar outra pessoa para casar com você. Você precisa refletir melhor sobre esse passo. Até que ponto o seu interesse não é apenas sair da casa dos seus pais e viver com alguém? Será que é o seu amor por ele que te faz desejar dar esse passo? Se eu fiquei com essa duvida, talvez seu namorado também possa se sentir assim e, portanto, devem pensar juntos o que os está impedindo de sonhar a dois?

Acredito que se encontrarem dificuldades para solucionar essas questões uma terapia de casal pode ajudá-los.





Poderá gostar também de:
Postado por Mac Del Rey | (1) Comente aqui!

Um comentário:

  1. Anderson, não sou psicólogo e não tenho nem 1/4 do tato que o maravilhoso Alexandre tem. Mas serei ferinamente fraco: pare de ser IMATURO, cara. A coisa mais chata é ter namorado que pega pesado nesse ponto. Não conheço nem metade da sua história, que deve ter sido muito legal, mas esse papo de colocar o namorado na parede porque vc quer casar... Ai, cara, que MALA sem alça vc está sendo! Pare de arranjar problema onde não tem! Se VC quer sair da casa dos seus pais, VC é que deve se virar! Não transfira sua frustração para seu namorado. Vc está destruindo uma relação legal por SUA incompetência em sair da casa dos pais. Morar sozinho requer maturidade. Será que vc tem essa maturidade? Tenha uma vida independente, caminhe pela suas próprias pernas e seja feliz com seu namorado. Ele é seu parceiro, não é sua muleta!!! Antes de fazer bobagem de desmanchar por um motivo idiota (franqueza total...), pense muito, pois uma vez feita a m... vc não vai conseguir desfazê-la. E, na boa, namorado que vc se dá tão bem, vc não vai arranjar outro. ACORDA!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...