Slide 1 Slide 2 Slide 3

LIVROS DA ESTANTE




Lançamento: 

“JIYUU na Karada: O Corpo Liberto”





Josiane Veiga, uma das revelações da nova safra de escritores nacionais, nos surpreende mais uma vez ao lançar mais uma de suas obras renomadas. “JIYUU na Karada: O Corpo Liberto” é o livro 2 da tão maravilhosa saga inaugurada com Kinshi na Karada, O Corpo Proibido”. São histórias ambientadas no Japão durante a Segunda Guerra Mundial (Kinshi) e após guerra (Jiyuu). Onde em meio ao ódio e destruição, o amor improvável floresce, rompendo barreiras, convenções e preconceitos, tal qual uma flor de cacto em meio à diversidade árida de um deserto de lavas vulcânicas, surge mostrando a força da vida, a força maior da natureza. E o calor efervescente dessa união será bem mais abrasador que o magma destruidor de um vulcão.
Recomendo a todos que tenham sensibilidade e bom gosto.





JIYUU na Karada: O Corpo Liberto


O amor se apaga com o tempo?

Ele era um guerreiro.
O jovem homem Shiromiya Kazue jamais lutou com armas, mas saiu da guerra que destruiu seu país fortalecido pela dor. Corajoso, ele reconstruiu sua vida, formou uma família, e conquistou o respeito e a confiança de todos da pequena cidade que vivia. Contudo, ainda sofria pelo passado, ainda amava a quem devia odiar...

Ele era um derrotado.
O comerciante Ryo Satoshi conquistou o respeito dos aliados ao final da II Guerra Mundial. Sagaz, tornou-se um popular membro do comércio internacional, expandindo sua fortuna e seu poder. Porém, vítima dos próprios erros do passado, ele caminhava pelo seu presente sem sentir o sabor da vida. Podia ter tudo que desejava, porém, a única coisa que realmente queria estava fora de seu alcance...

Em 1950, o Japão estará reconstruindo mais do que suas estruturas. Um país retornando do caos, progredindo em direção ao futuro. E nesse cenário, os protagonistas de Kinshi na Karada se reencontram. O que restou de seus intensos sentimentos?


Onde Encontrar:



Versão Digital (ebook): http://goo.gl/Bl0DSB



Livro 1: Kinshi na Karada: O Corpo Proibido








Japão, 2º Guerra Mundial.

Apesar do começo promissor, o exército japonês, um dos mais bem armados e fortes de sua época, viu-se acuado, pronto para a derrota. Na terra do Imperador, o medo parecia acompanhar, como um guardião, cada habitante do país. Nas ruas, a Kempeitai – Corpo de Soldados da Lei – impunha sua vontade com brutalidade e até a morte.
O Japão iniciava a década de 40 dividido entre a esperança e o medo dos dias vindouros.
Shiromiya Kazue cresceu nas ruas, órfão, acompanhado do irmão que o vendia a troco de arroz. Desde pequeno, sua aparência feminina contribuía para que o preço de sua carne fosse o bastante para que ambos pudessem sobreviver aos dias cruéis. Porém, num ambiente em que sobravam pessoas famintas e faltava dinheiro, ser jovem e bonito já não mais bastava. Foi assim que ele precisou se transformar em mulher.
Ryo era um poderoso comerciante, dono de uma frota de barcos pesqueiros. Viveu o período turbulento com relativa calma. Comprava a paz que necessitava, assim como o corpo daquelas com quem queria se deitar. Mas a vida ainda haveria de ensinar-lhe que, nem sempre, o coração de alguém está à venda e nem tudo é o que parece.
Kazue e Ryo se cruzam num momento difícil de suas vidas e não sabem o que fazer perante o que entre eles surge. Como Kazue, acostumado à dor e ao abuso, poderia entregar o coração a alguém que o via apenas como mercadoria? E como Ryo poderia amar um homem?
Kinshi na Karada pode ser traduzido como o Corpo Proibido para o português, e a história retrata a sociedade japonesa na primeira metade da década de 40.
A honra e a vergonha se cruzam, mostrando o que, de fato, existe em cada um de nós, humanos.


Onde Encontrar:



Versão Digital (ebook): http://goo.gl/fST94F



BOA LEITURA !!!



Poderá gostar também de:
Postado por Mac Del Rey | (0) Comente aqui!

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...