Slide 1 Slide 2 Slide 3

MINHA VIDA GAY

Caroline Cossey: Ex-modelo transexual diz que tentou  suicídio após outing forçado.


Ex-modelo posou duas vezes para a Playboy para mostrar que transexuais também podem ser sexy


A ex-modelo transexual Caroline Cossey revelou que tentou o suicídio após o extinto tabloide sensacionalista “News of the World” fazer o seu outing.

Aos 60 anos, Caroline disse à “Cosmopolitan”: “Eu acordei no meu banheiro vomitando. Eu me senti envergonhada e constrangida”.

Após posar para a Playboy, em 1981, Caroline também foi ridicularizada em uma entrevista ao talk show de Howard Stern.

“Ele apareceu vestido de mulher para me entrevistar e brincou dizendo que tinha feito cirurgia e eu não sabia que ele faria nada disso”, contou.

“Ele também fez uma piada sobre cortar seu pênis e me entregou uma salsicha. Eu me senti tipo, ‘eu não preciso disso. Preciso manter minha sanidade’”, disse.

A ex-modelo disse que voltou às páginas da Playboy em 1991 porque queria mostrar que transexuais também podem ser sexy e “ajudar as pessoas a perderem noções preconcebidas sobre nós”.

Encontro Inesperado: a história de um relacionamento.



Em depoimento a Antonio Trigo.

Durante algum tempo, Fabrício e Guilherme trocaram olhares sem querer assumir a mútua atração. Rendidos, engataram uma relação sólida de amor e aprendizado.

FABRÍCIO E GUILHERME: UNIDOS E INSEPARÁVEIS

Na seção In Love do site Universo AA, a história de dois meninos que até tentaram negar o que sentiam. Se o amor não foi assumido à primeira vista, eles aceitaram o retumbante sentimento sem temer as primeiras impressões.




Fabrício Ternes, 41, administrador


Eu estava num voo que vinha de Salvador para São Paulo. Foi a primeira vez que o vi. É engraçado, pois quando alguém me chama atenção, tenho dificuldade em lembrar do rosto no dia seguinte. Porém o Gui tinha um diferencial: uma sexy cicatriz. E assim, aquele garoto nunca mais deixou de aparecer em minha vida.Passei a vê-lo na noite em algumas festas e não demorou para que amigos em comum nos apresentassem – simplesmente pelo social. Afinal, os dois namoravam.

Em meados de 2012 terminei minha relação e estava querendo passar um tempo sozinho. Na minha cabeça, era a hora de eu viver pela primeira vez a minha solteirice… Mas surpresa: quem aparece no meu Face e Insta? Sim, o próprio, que também tinha terminado sua relação na mesma época. Bate-papo para cá, bate-papo para lá e surgiram convites para jantar uma, duas, três vezes. Todos recusados, pois eu sentia que sairia do jantar quase namorando – tinha medo da “cara de namorado” do Gui, ou seja, tudo o que eu estava evitando na época…

Resolvemos deixar rolar, sem marcar. Porém o desejo de ambos passou a ser conhecido por amigos e em uma festa um amigo resolveu dar literalmente um empurrão, e quando percebi o Gui estava cara a cara comigo e o deixar rolar, rolou. Beijei o cara com “cara de namorado”!!! Ainda tentei me enganar, mas já sabia onde isso nos levaria. Em menos de um mês oficializamos o namoro.

Foi a primeira vez que encontrei alguém que morava na mesma cidade e ganhamos qualidade e quantidade. Fatos que acho tão importantes pois é na hora que estamos sem fazer nada que percebemos se a presença do outro é ou não confortável.

Rapidinho percebemos que as afinidades eram maiores do que esperávamos. Os diálogos passaram a ser mais reais e menos fantasiosos. A relação cresceu e amadureceu. Eu brinco que juntos formamos uma terceira pessoa. E esta terceira tem que ser muito bacana! Desta forma, todos ganham, principalmente os amigos e a família, que, para mim são peças fundamentais em qualquer relação bem-sucedida.

Não sei dizer o que mais me atrai nele e talvez esta subjetividade seja justamente o segredo do meu amor. Só sei que eu tenho o maior orgulho em falar “meu namorado” e dizer “te amo meu Cataúcho!”. Ah, e quanto a solteirice que eu desejava no inicio do texto? Não, obrigado. Eu tenho certeza que fiz a escolha certa. Tão certa que resolvemos encurtar ainda mais a distancia e juntar as nossas escovas de dentes depois de quase três anos de namoro!!!



Eu já o conhecia antes dele me conhecer. Afinal de contas, quem nunca olhou as fotos de um ensaio e uma capa de revista que ele protagonizou com uma cueca frouxa (risos)? Sempre soube através da sacada de um casal de amigos que, na frente do prédio deles, e andares abaixo existia um cara muito atraente. E quem diria, sem querer, tempos depois estaria junto dele!

Nosso primeiro encontro aconteceu depois de muitos convites para jantares recusados por ele. Mas numa festa em 2012, nossos amigos alertaram: “Gui, Fabricio está indo! Vamos?!” “Fa, adivinha quem está indo? O Gui!”. Tudo começou com um literal empurrão dado de um amigo em mim para cima dele.Praticamente em cima dele, minha arma foi um sorriso. Um beijo…

Mas precisava conquistá-lo de vez fora de qualquer festa. Foi a hora de tirar a polo, vestir um jeans básico, camiseta branca, camisa flanela xadrez e um boné num próximo encontro, dessa vez na casa dele. Quando me viu, soltou uma gargalhada. Ate hoje ele tira sarro de mim. Desde então não nos distanciamos mais. Mas foi a beira-mar, com um nascer do sol indescritível, depois de uma grande festa no nordeste, quando ele, no meu colo, escutou: “Fa, namora comigo?”.

O sim e o toque suave no meu rosto estão eternizado em minha memória. Já são praticamente três anos de relacionamento e um constante e eterno aprendizado.Relacionamento não é coisa fácil, mas tentamos facilitar. Não só o meu prazer em cozinhar somado com o dele em fotografar, mas também com os filmes, viajar (muitas vezes sem um roteiro definido), e claro, reunir nossos amigos e nos divertir – quem nos conhece, sabe que adoramos uma festa!

Hoje há quem diga que somos muito parecidos. O que não faz a convivência não é?! Com ele aprendi a ser mais… humano. Que podemos errar, chorar e que a família é tudo – mais do que eu já sabia. Notar o esforço dele em me fazer ver as coisas de uma forma diferente não tem preço. Nosso plano mais recente se concretizou agora, quando resolvemos morar juntos. Tenho muito orgulho de ter ele ao meu lado. Isso é amor, paixão, união.

Angelis Borges, campeã da 'Fazenda de Verão', se casa com a namorada em Nova York.


Angelis Borges mostra fotos de seu casamento com Nina Fisher em NY


A DJ postou as fotos da cerimônia em sua conta nas redes sociais.

Angelis Borges, a vencedora da "Fazenda de Verão", se casou na última segunda-feira (20) com a inglesa Nina Fisher em Nova York, nos Estados Unidos. A DJ postou as fotos da cerimônia em sua conta no Instagram.

"Nos conhecemos em um site de encontros bem conhecido nos Estados Unidos. Minha amiga fez por brincadeira. Nunca acreditei nesses sites, mas felizmente deu certo", contou Angelis. "Como ela é bem tradicional, resolvemos nos casar para morar juntas", completou.

Junto com Nina há quatro meses, Angelis não tem dúvidas que encontrou sua alma gêmea. "Ela é a mulher que sempre sonhei em conhecer. Ela me olha e me trata como a pessoa mais preciosa do mundo. Me sinto completa ao lado dela", disse a DJ.

Embora tenha recebido muitas mensagens de apoio após colocar as fotos da cerimônia nas redes sociais, Angelis sabe que ainda há muito preconceito no Brasil.

"As pessoas julgam, mas eu não me importo. Eu quero poder ajudar a acabar com o preconceito. Amor é amor. É claro que já fiquei com homem, mas só serviu para ver que realmente gosto de mulher", disse Angelis, que já teve um affair com o ator Caio Castro.

Família gay SIM.


Na foto: David, Jéssica, Felipe, Toni e Allyson


Em março deste ano, o Supremo Tribunal Federal deu ganho de causa a Toni Reis e David Harrad sobre o recurso do Ministério Público sobre uma proibição feita pela juíza da Varada Infância de Curitiba que limitou a idade e sexo para a adoção feita pelo casal. Eis que o Ministério Público do Paraná tentou embargar a decisão novamente no Supremo e no mês passado o Marco Aurélio negou o recurso, justificando que "As razões do extraordinário partem de pressupostos fáticos estranhos ao acórdão atacado". No recurso extraordinário, o MP PR alegou que o casal não formava uma família, o que foi refutado novamente pelo STF.



Clipe Musical Lésbico: Blankets em "The Hanging Tree".



Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (0) Comente aqui!

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...