Slide 1 Slide 2 Slide 3

MINHA VIDA GAY

Filha de Johnny Depp se assume LGBT.


Lily Rose participou de projeto fotográfico exclusivo para quem não se identifica como heterossexual


A modelo e atriz Lily Rose Depp se assumiu LGBT de uma forma bastante discreta no último domingo (23). A filha do ator americano Johnny Depp foi marcada em uma foto no Instagram pela artista iO Tillett Wright, que fotografa jovens que se encaixam em algum lugar no espectro LGBT.

"Estou tão orgulhosa da minha menina @lilyrose_depp", escreveu a fotógrafa na legenda da imagem. "Ela decidiu que queria fazer parte do projeto Self Evident porque se encaixa no vasto espectro, e eu não poderia estar mais feliz por recebê-la na família."

Ainda que não esteja claro se Lily se identifica como lésbica, bissexual ou transexual, o fato de participar publicamente do projeto de Wright já manda uma mensagem para os milhares de fãs da modelo e deixa claro que ela não se considera heterossexual.

Menino escolhe boneca em loja e a reação do pai surpreende internautas.




Um menino de quatro anos de idade, recebeu dois presentes iguais no seu aniversário, por isso, foi com seu pai trocar na loja por algum outro presente.

Ao entrar na loja, o pequeno pegou uma Barbie Pequena Sereia. Mas o que mais causou a atenção no vídeo foi a reação do pai do garoto. No vídeo, Mikki pergunta “Como você acha que um pai se sente quando seu filho de quatro anos escolhe esse brinquedo?”



O menino dá um grito “Yeahh” e seu pai rapidamente emenda “eu deixei meus meninos escolherem as suas vidas, é assim que eu e mamãe somos, é só dizer o que quer e dizemos sim”.

“Escolha o que quer, escolha sua expressão, escolha o que você é, escolha sua sexualidade, você tem minha promessa de te amar para sempre e aceitar você, não importa a vida que você escolher”.

Estes noivos decidiram vestir suas madrinhas de uma forma bem curiosa.



Ninguém espera ver um vestido de noiva em um casamento entre dois rapazes. Mas Bene Derii Rogers Wood decidiram inovar na cerimônia e não deixaram um item tão tradicional de fora da festa.

Os noivos trajaram suas dez madrinhas com vestidos de noiva segurando buquês (e elas ficaram lindas)! Derii contou ao BuzzFeed que a ideia surgiu quando eles não conseguiam se decidir em um modelo de vestido para as garotas.

Elas adoraram e, assim que souberam da ideia, começaram a competir para saber quem teria o mais belo vestido.

O caso impressionou as até as pessoas que passavam perto do casamento “ninguém conseguia acreditar”, disse Deri Rogers. Segundo ele, a interação das madrinhas com a festa foi tão grande que: “elas sentiram como se o dia fosse delas também”.

Confira as fotos da festa:







Sou mulher. Beijo mulher. NÃO SOU LÉSBICA!





Her é um aplicativo de busca de relacionamentos muito utilizado em Londres, semelhante ao Tinder aqui no Brasil. Segundo uma pesquisa feita pela própria criadora do app, Robyn Exton, a quantidade de mulheres que se assumem como lésbicas caiu muito, cerca de 20%.

Foram entrevistadas 85 mil mulheres, e o resultado foi bastante inusitado: a quantidade que se classifica como bissexual aumentou de 16% para 27% e a margem das “sem rótulos” foi de 1% para 9%.

Robyn Exton aposta na mídia como influenciadora na mudança destes dados, apontando celebridades, como a modelo Cara Delevigne — que atualmente namora a cantora St. Vincent — e a série “Orange is the new black“, da Netflix — que vem ganhando o público internacionalmente.

"Há uma mudança na percepção tanto do público geral como da comunidade gay. Um tempo atrás, muitas lésbicas não namorariam bissexuais. As mulheres gays também estão aceitando uma as outras por quem elas gostam."
Eu acredito que…

…É bastante complicada uma rotulação LGBT logo de início, quando você está se descobrindo e em seguida descobrindo o mundo. Entretanto, sempre chega a um ponto em que devemos ter um posicionamento, principalmente por consideração as pessoas com as quais nos relacionamos. Não dá pra andar de mãos dadas no shopping com uma garota e no outro dia dizer “então gata, te pego, mas só namoro homem”. Mesmo que não curta rótulos, é bom saber lidar com seus próprios sentimentos.

Nessa que entra o tal do respeito!

E você?

Particularmente falando, acha mesmo possível que haja interesse na pessoa do mesmo sexo sem que isso abale sua sexualidade? Ou que rótulos são totalmente desnecessários?

Coca-Cola ensina o que fazer quando descobrir que seu amigo é gay.




A amizade e a empatia são grandes aliadas no combate ao bullying e no engajamento de uma geração inteira de crianças e adolescentes mais compreensiva. E é essa ideia que a Coca-Cola está colocando em prática em sua mais recente campanha para a América Latina.

A companhia acaba de lançar um curta-metragem, abordando a diversidade sexual. No filme chamado “O SMS”, com quase oito minutos de duração, o jovem Diego descobre – através de um SMS – que seu amigo Rafael esconde um grande segredo. O resto você vai descobrir ao dar play!


Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (3) Comente aqui!

3 comentários:

  1. Muito bonito o curta da coca cola!

    ResponderExcluir
  2. Bom demais. Isso educa as pessoas, ensinando a elas outra opção ao bullying, que seria a reação mais obvia pra maioria das pessoas. Uma reação assim demonstra inteligencia acima de tudo. Muito bom mesmo.

    ResponderExcluir
  3. A Coca Cola, alem de sua porpaganda (em sua maioria. muito bem feitas), criou um curta da diversidade; LGBT. A aceitaçao e tolerancia a diversidade deve ser sim, sempre incentivada em propagandas, porque no ensino das escolas, deixa muito a desejar. Devia ser sim, um curriculo escolar, pois estao lidando com a convivencia em sociedade e repeito a diversidade na qual estao inseridas.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...