Slide 1 Slide 2 Slide 3

NOTICIAS DO MUNDO GAY

Polícia prende ativistas LGBT  que protestavam na Rússia.


Militantes arco-íris tentaram protestar durante evento de paraquedistas


A polícia russa prendeu vários ativistas gays que tentavam protestar no centro de São Petersburgo, no domingo, 02.

De acordo com a imprensa local, os policiais prenderam os militantes na Praça do Palácio, próxima ao famoso museu do Hermitage, antes que eles tivessem tempo de montar um arco-íris.

No mesmo local, acontecia um evento nacional de paraquedistas, que são homofóbicos declarados. Um dos ativistas teve uma bandeira e um cartaz retirados à força por paraquedistas que passeavam pela praça.

Morre jovem de 16 anos esfaqueada  durante parada gay de Jerusalém.


Jovem não resistiu aos ferimentos causados por assassino que invadiu o evento


Morreu no domingo, 02, uma jovem de 16 anos esfaqueada durante a Parada do Orgulho Gay de Jerusalém, na quinta-feira, 31.

Shira Banki estava internada no Hospital Hadassah e não resistiu aos ferimentos. Seus órgão serão doados.

O homofóbico Yishai Schlissel feriu seis pessoas que participavam do evento. Ele estava solto há apenas três semanas depois de passar dez anos preso por ter feito o mesmo: atacado manifestantes desta parada em 2005.

Casais homossexuais têm pedidos de  união negados nas Filipinas.


Maria e Crescencio dirigem igreja inclusiva LGBT


Dois casais de homossexuais filipinos foram a um cartório na capital de seu país, Manila, na segunda-feira, 03, na tentativa de registrar suas uniões.

Depois da recusa, Maria Arlyn Ibanez e sua companheira Joanne Reena Gregorio e o pastor Crescencio Agbayani e seu companheiro, Marlon Pelipe, que dirigem uma igreja inclusiva protestaram com um cartaz que dizia “Não aceitamos isso” ante uma bandeira de arco-íris.

À imprensa, os funcionários do cartório disseram que foi a primeira vez que pessoas do mesmo sexo pediram o direito de se casar.

A influência da Igreja Católica é tão grande no país que até o divórcio não foi legalizado ainda. Cerca de 80% dos 100 milhões de habitantes são católicos.

Turquia: Ativista trans é estuprada, roubada  e ameaçada pelos criminosos.


Ativista denunciou em seu blog crimes que sofreu


Uma ativista transgênero foi assaltada, estuprada e depois obrigada a ficar na mesma sala de espera junto aos criminosos em Ancara, na Turquia.

No domingo, 26, Kemal Ördek viu dois assaltantes invadirem sua casa, levaram seu telefone celular, e não sem antes de a estuprarem.

Depois disso, eles a obrigaram a ir a um caixa eletrônico retirar dinheiro de um caixa eletrônico. A ativista viu um policial e pediu ajuda.

Na delegacia, ela foi obrigada a ficar junto aos criminosos na sala de espera que, claro, a ameaçaram, dizendo que se continuasse com a denúncia eles a procuraria depois. Ela se recusou a corroborar com a versão dos estupradores.

Professor de musculação ganha  processo contra motel que o barrou.


Vítima estuda recorrer e pedir indenização maior


Um professor de musculação de 28 anos ganhou na Justiça um processo por danos morais contra o Joia Motel, em Rio Branco (AC). O motivo? O estabelecimento barrou ele e o namorado há cerca de um ano e meio.

Ao G1, o professor, que preferiu não ser identificado, disse que ao entrar no motel, eles foram informados que dois homens não poderiam permanecer na suíte.

Eles fizeram boletim de ocorrência, entraram na Justiça contra o motel e ganharam. A empresa recorreu, mas o 3º Juizado Especial Cível (3º JEC) da Comarca de Rio Branco, julgou improcedente o recurso e manteve a condenação por danos morais no valor de R$ 1 mil por má prestação de serviço.

Diante da multa irrisória a que o estabelecimento foi condenado a pagar, o professor estuda a possibilidade de recorrer e pedir um valor maior.

Preconceito: Namorados gays saem para comemorar aniversário e são agredidos em Cabo Frio.


Crime de homofobia ocorreu perto de uma lanchonete, no Itajuru, em Cabo Frio (RJ); casal fez boletim de ocorrência e exame de corpo de delito


"Jamais passou pela minha cabeça que algo tão cruel pudesse acontecer comigo pelo simples fato da minha condição sexual ser diferente..." O desabafo é de um jovem, que completou 20 anos nesta sexta-feira (31) e, de "presente", recebeu socos e pontapés no rosto e braços porque um desconhecido não teria gostado de ver o aniversariante chegar no local de mãos dadas com o companheiro. Este último também foi agredido pelo criminoso por tentar defender o namorado. O homem fugiu do local e ainda não foi identificado.

Segundo contou ao Portal RC24h, Alan Alves Tatagiba, 20 anos - o aniversariante - ele voltava para casa, nesta madrugada de sexta (31) para sábado (1º), junto do companheiro, Maicon Cesar Marques Viana, de 18, quando resolveram parar para comer alguma coisa na lanchonete. Neste momento, o suspeito já soltou palavras de ofensa e xingamentos, chamando os dois de "bichas", "viadinhos". Um dos meninos pediu que parasse, pois eles eram pessoas comuns, trabalhadores e que queriam apenas comer antes de ir para casa. Mas as agressões verbais continuaram.

"Depois de muita provocação, dei um passo no escuro, que foi expor tudo o que senti na hora, tudo o que pensei. Em plena sexta feira, resolvi sair com meu companheiro de vida para dar início à comemoração dos meus vinte anos de idade. Já vi, li e ouvi reportagens sobre a homofobia, sobre as agressões que jovens sofrem por amar uma pessoa da mesma sexualidade, porém nunca passou pela minha cabeça que um dia isso aconteceria comigo, eu realmente fui pego de surpresa...", disse Alan.

O que veio em seguida à resposta de Alan foram socos e pontapés desferidos pelo criminoso. Maicon entrou no meio para tentar apartar e foi agredido também. Depois de bater, o homem desapareceu.

"Eu disse que as pessoas que têm um pré-conceito não podem se achar auto suficientes para poder dizer o que é certo e o que é errado. Se eu sou feliz assim, por que eu deveria me sentir constrangido? Ou envergonhado? Ou até mesmo intimidado pela ignorância das pessoas?
Depois de muita alfinetada da parte do rapaz - que deve ter por volta de uns 27 anos -, ele se levantou e veio na minha direção para me agredir, quando meu companheiro se meteu para não deixar que acontecesse", contou a vítima, sobre a noite de terror. "Ser chamado de aberração, doente, entre outros nomes chulos, magoam a alma. Eu ainda tô muito abalado, porém sei que vou superar. Afinal, a vida conspira a favor de quem não conspira nada contra ninguém", completou Alan.


Alan e Maicon foram para a 126ª DP, onde foi feito boletim de ocorrência. Também passaram por exame de corpo de delito. O caso será investigado. O vice-presidente do Fórum LGBT de ONGs da Baixada Litorânea, Victor Jotha, acompanhou o casal na delegacia


"Recebi a ligação na manhã quando ia dormir e, imediatamente, corri para a lá, para auxiliar os mesmos a fazerem o BO; infelizmente é lamentável um ato como esse. Iremos acompanhar o caso junto ao grupo Iguais (Grupo de atuação de Cabo Frio) e com nosso corpo jurídico e também encaminhar o caso ao Centro Referência LGBT da Capital, e ao conselho Estadual de Direitos da Populacao LGBT", destacou Victor.

Grupo Iguais: imagens de monitoramento para chegar ao criminoso

O presidente do Fórum de Ongs LGBT da Baixada Litorânea e presidente do Grupo Iguais, Rodolpho Campbell, já colocou o departamento jurídico do grupo a par do assunto e medidas serão tomadas. "Só fui tomar conhecimento do acontecido depois do registro policial. Mas os companheiros do nosso fórum deram todo suporte às vítimas dessa atrocidade. Agora, coletarei informações com alguns comerciantes do local onde aconteceu o fato e solicitaremos à 126ª DP, através do departamento jurídico do Grupo Iguais, busca por monitoramento de algum estabelecimento comercial próximo, para tentar chegar ao homofóbico. Nossa cidade linda não combina com a homofobia".
Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (2) Comente aqui!

2 comentários:

  1. Puts dois mlks desse não se defenderam pq, como ele ajudou o namorado conversando com o cara tirando ele deve ter apanhando também chega no murao bicuda voadora dois contra um por mais que o outro saiba lutar pelo menos tentaram se defender que bosta, e o carinha ali ta chocado pq achou que isso nunca iria acontecer com ele aqui? pobre coitado esse mlk tinha sua consciência feita a base de sonhos e ideologias de seriadinhos e videozinhos bonitinhos sobre aceitação e intendimento sobre sexualidade especialmente aqui no Brasil SQN acorda rapaz, enquanto tiverem essa atitude passiva, com uma falsa segurança em propagandas e casos isolados de aceitação da diversidade sexual irão continuar se fudendo feio e com razão esses viadinhos de agora acham oque a vida é fácil hum vai nessa.

    ResponderExcluir
  2. Enrique, infelizmente a situação não e´bem assim. No Brasil , as pessoas se preocupam muito com os outros e ate interferem na vida intima das pessoas. No exterior, que sao chamadas de pessoas frias, pelos brasileiros, não querem se intrometer na vidas dos outros., ao contrario , tentam se concentrar em resolver seus próprios problemas. Casos, que aconteceram de um pai abraçar e beijar o filho e agredidos brutalmente , muito noticiado aqui no Brasil e´um grande exemplo. Os homofobicos tem problemas graves em relação a sexualidade. Se acham no direito de interferir na privacidade dos outros e cometem atos insanos. Podemos dizer que e´um problema cultural. Emendando, os russos sempre fizeram oposição aos americanos, desde a guerra fria. Economicamente, os russos foram derrotados e se reflete nos dias atuais, essa rivalidade. A populaçao russa ainda ``acostumada`` ao governo ditatorial comunista e manipulada por ela , tende-se a defende-lo. Mas e´certo que as coisas por la , irão se modificar gradativamente a médio prazo.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...