Slide 1 Slide 2 Slide 3

FOFOCAS DE CELEBRIDADES- GOSSIPS

Troye Sivan lança “Fools”, a continuação da trilogia “Blue Neighbourhood”.



Troye Sivan divulgou nessa manhã (24), seu mais novo trabalho intitulado “Fools”. O clipe é a continuação de Wild que é o carro-chefe de seu novo ep.

Produzido por Brandon Bonfigli e dirigido por Tim Mattia, o clipe retrata nesta segunda parte, Troye sendo traído pelo seu namorado. A terceira e última parte não tem data definida mas deve ser lançada muito em breve.

Sia lança “Alive”, novo single poderoso inspirado na vida de Adele.



Na calada da noite desta quinta-feira (24), a cantora Sia liberou “Alive”, seu mais novo single. A faixa deveria ter sido lançada na íntegra apenas nesta New Music Friday, mas a australiana mudou os planos após se dizer ansiosa.

Vale lembrar que “Alive” é o carro-chefe do álbum “This Is Acting” e tem como inspiração a cantora Adele, segundo a própria Sia. “Eu a canto da perspectiva dela”, afirmou recentemente sobre a faixa que chegou ser oferecida para a colega britânica.


Odiada pelos gays, Azealia Banks se desculpa por xingamento homofóbico.



Azealia Banks se meteu em uma puta confusão esta semana. Ao desembarcar de um voo de Nova Iorque para Los Angeles, a rapper se apressou para chegar logo a saída, mas o caminho estava bloqueado pelas bagagens de um casal de franceses.

Ela então teria tentado se espremer pelo pequeno espaço, quando o homem estendeu a mão próxima de seu rosto em sinal para ela esperar. Ela teria entendido o gesto como uma tentativa de socá-la e partiu para cima dele, chegando a cuspir e tentar revidar o “soco”, segundo testemunhas.

Em seguida, um comissário pegou sua mala e pediu para que ela se acalmasse, sem sucesso. Nesse momento, um outro passageiro começa a gravar a situação e a flagra xingando o comissário com um termo homofóbico.

Ao sair da aeronave, agentes policiais falaram com a rapper, testemunhas e o casal, que decidiu não prestar queixas para poder seguir com seu plano de férias tranquilamente.

Depois de levar uma paulada de críticas da comunidade LGBT, Banks fez várias postagens dizendo que estava sendo vítima de machismo e racismo, e tentando justificar que não usou o termo “viado” como forma de ferir a masculinidade do funcionário. Finalmente, nesta quarta-feira (23) ela resolveu pedir desculpas e dizer para não vincularem mais seu nome ao termo LGBT.

“Ninguém se importa que eu fui agredida. Tive minha propriedade apreendida contra minha vontade. Por favor não mencionem mais meu nome e LGBT novamente”, diz uma das mensagens.

“Já disse minha parte. Eu pedi desculpas aos meus fãs. Não há mais nada que eu posso fazer”, acrescentou. Desde então, ela tem postado as várias mensagens de apoio que tem recebido dos seguidores.

Katy Perry faz show inesquecível, fala em português e sorri pra Anitta em SP.



A cantora Katy Perryfez um show incrível na noite de ontem (25), no Alianz Parque para 55 mil pessoas. Chuva, cansaço e um possível frio não foram o bastante para desanimar os KatyCats que ali estavam. Diferente do show realizado em Lima, no Peru, a pop star trouxe seu famoso cavalo mecânico. Trocou várias vezes de figurino e peruca e apesar de ter deixado de fora “Birthday”, foi um verdadeiro espetáculo.

Esbanjando simpatia ainda chamou dois fãs para subirem ao palco. Um deles chamado Lucas estava fora de si, e não sabia o que responder quando a cantora perguntou de onde ele era. Eu fiquei agoniado por ele, pois “How are you/Hi/Where you from?” é inglês básico mas claro que conhecer o ídolo é uma experiência única.

Outra fã que subiu ao palco, conversou com a cantora e ainda aproveitou o momento para falar: VOCÊ TEM QUE FALAR: NÃO FALA DA MOMMA! Katy fazendo a linha Leila a gentil atendeu o pedido fã. Depois a Momma ainda perguntou o que “morta” e “linda” significa. Palavras que para ela são usadas como virgula.

Katy ainda pediu para que silêncio no estádiopara dizer que aquele era o melhor show desde o começo da turnê, e ainda ressaltou que toda a pessoa/fã deveriam ser como os que estavam presentes no local

Rihanna faz show poderoso no penúltimo dia do Rock In Rio 2015.



Apesar de não ter lançado nada de novo sobre o “R8”, a cantora deu seu nome na noite passada. Rihanna que é louca sim mas de amor parecia muito animada, mais que as próprias batidas das músicas. Ela cantou vários de seus hits e os fãs presentes no local cantaram do começo ao fim deixando a musa impressionada. Sem cantar a grande maioria de suas músicas inteiras, a pop star não perdeu o gingado, com direito a twerks e muita jogação de cabelo.

Na metade do show, Rihanna cantou seu maior hit “Umbrella“, e ainda soltou uma piadinha “se você souber a letra é melhor você cantar, caso o contrário você não é um fã da Rihanna de verdade”.  

No momento acústico do show, foram as vezes de “Unfaithful”, “Love The Way You Lie”, “Take a Bow” e por último “Cold Case Love”. Fãs que chegaram de manhã cedo, ou até mesmo há dias deram de tudo quando o instrumental de Diamonds começou.

Promovendo seu recente single, o show se encerrou com ‘Bitch Better Have My Money“, e enquanto cantava o refrão fãs jogavam  dólares com o seu rosto estampado. Antes de sair do palco, a barbadiana agradeceu por estar mais uma vez no festival e ainda ressaltou: Vocês fizeram uma noite que eu jamais esquecerei, eu amo vocês e mal posso esperar para voltar!

Seu novo álbum intitulado “R8” (até o momento), não tem previsão de lançamento e segue sem feats confirmados.

Show completo…



Rihanna foi avisada para não ir à praia por causa de arrastão no Rio.



Rihanna chegou ao Rio de Janeiro, na antevéspera de seu show no Rock in Rio — ela foi a grande atração de sábado. A cantora ficou hospedada no Hotel Fasano, bem em frente ao Posto 8 de Ipanema.

Como você deve estar acompanhando nos noticiários, a segurança na cidade está bastante falha. Por isso, a cantora foi alertada pelo seu staff: desta vez, não deve nem pensar em “descer para dar um mergulhinho”: a previsão para o fim de semana é de arrastões generalizados, com uma guerra declarada pelas redes sociais entre bandidos e justiceiros. Rihanna vai assistir a tudo de camarote, da janela de sua suíte.

Sam Smith visita o Cristo Redentor antes de show no Rock in Rio.



Inglês aproveitou a estadia no Rio para visitar o principal ponto turístico da cidade.

Atração do Palco Mundo do Rock in Rio neste sábado (26), o cantor Sam Smith aproveitou a estadia na cidade para visitar o principal ponto turístico da Cidade Maravilhosa: o Cristo Redentor. O inglês Sam Smith se apresenta no terceiro show da noite de sábado. O artista publicou fotos da visita ao Cristo Redentor em seu perfis nas redes sociais.

Não é 'fã de transgêneros': Rapper transfóbico pede desculpas  aos LGBT mas não convence.


Artista tentou se desculpas mas reiterou seu preconceito


O rapper Waka Flocka Flame tentou explicar as falas homofóbicas e transfóbicas que soltou a um programa de rádio esta semana.

Ele pediu desculpas dizendo que foi acusado de ser homofóbico e que sentia se tiver ofendido alguém. O artista afirmou que não é “fã de transgêneros que são comercializados como super-heróis”.

Ao programa “The Breakfast Club”, Flame disse que transexuais fazem marketing do mal e que jovens do sexo masculino hoje têm medo de serem homens.

Thammy diz que se curou da síndrome do pânico após começar readequação sexual.


Em entrevista ao programa 'Xuxa Meneguel', Thammy disse que a partir do momento que começou a tomar injeções de hormônios masculinos se curou totalmente da síndrome.


Ator disse que sua mãe foi a única pessoa da família que ficou com um pé atrás quando ele saiu do armário.

Thammy Miranda voltou a falar sobre a sua readequação sexual. O ator, que lançou sua biografia na Bienal do Livro do Rio deste ano, disse que, a partir do momento em que começou a tomar injeções de hormônios masculinos, se curou totalmente da síndrome do pânico, doença que sofria desde a infância.

"Eu tomei remédio para síndrome do pânico por 31 anos. Eu comecei a terapia hormonal há um ano, e desde então não tomo mais remédio. Eu me encontrei, só isso", disse Thammy em entrevista ao programa "Xuxa Meneghel" desta segunda-feira (21).

Thammy, que completou 33 anos em setembro, disse que sua mãe, Gretchen, foi a única pessoa da família que ficou com um pé atrás quando ele saiu do armário.

"Ela deu uma surtada no começo. Acho que pelo fato de ela ter planejado muita coisa para mim, e eu acabei não seguindo nada do que ela planejou. Mas eu tive muita sorte, todo mundo da minha família sempre esteve do meu lado", contou.

Questionado por Xuxa sobre o motivo que o levou a começar o processo de readequação sexual, Thammy disse que foi pelo fato de sempre ter se sentido desconfortável em viver como mulher.

"É uma coisa louca. Eu achava tudo chato em ser mulher: roupa, maquiagem, cabelo grande. Eu me sentia incomodado, mas não sabia o que estava errado. Até o momento em que descobri que o problema era o fato de eu ter um cérebro masculino e um corpo de mulher. O que eu tinha por dentro não condizia com o que eu era por fora", disse Thammy.

Criticada por internautas, Tatá Werneck pede desculpas por música transfóbica.


Tatá Werneck no clipe da música 'Travesti de fogo', da Banda Renatinho

'Não quis ofender as travestis e, por isso, peço desculpas', disse Tatá, sobre música 'Travesti de fogo'. Ela é vocalista da Banda Renatinho.

Tatá Werneck, quem diria, sempre querida pelo público, vem sendo criticada por causa da música transfóbica "Travesti de fogo", trabalho de estreia de seu projeto musical, a Banda Renatinho, da qual a atriz é vocalista. “Às vezes tenho medo de travesti. Rosto feminino e masculino ao mesmo tempo (...) Travestis carregam navalhas na bolsa e matam pessoas mil", diz a letra, que foi fortemente criticada nas redes sociais. "É muito fácil fazer piada com opressão dos outros, esse humor é sujo e tosco", opinou um internauta na página oficial da banda no Facebook. Tatá, através de sua assessoria de imprensa, pediu desculpas publicamente às travestis em uma declaração dada na manhã de domingo, 20.

"O Brasil é o país que mais mata travestis no mundo. Dizem que a média de vida não chega a 30 anos. Desde ontem, recebo críticas e ameaças por conta de uma música da @bandarenatinho. Na verdade queríamos com a música dizer que ter medo de travestis é totalmente infundado, absurdo e inadmissível. Algumas pessoas nem leram até o final. E achávamos que através do humor nossa crítica seria clara. Mas se não fomos entendidos, lamento muito. Não quis ofender as travestis e, por isso, peço desculpas. Sei que esta é ainda uma população extremamente vulnerável, que sofre preconceito, discriminação e falta de políticas públicas. As situações de violência física e emocional a que estão submetidas são inúmeras... Quero transformar as críticas que recebi em uma oportunidade para chamar a atenção do caminho que ainda temos que construir para que as travestis tenham os seus direitos respeitados. Contem comigo", declarou Tatá.

A banda Renatinho é formada por Tatá Werneck, Maurício Meirelles, Murilo Couto, Marco Gonçalves e Nil Agra,q ue já dividiram antes palcos de stand up comedy e programas de comédia na MTV.




Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (0) Comente aqui!

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...