Slide 1 Slide 2 Slide 3

MINHA VIDA GAY

'Barriga voluntária': Casal gay consegue registrar  gêmeos gerados por irmã.


Jason e Robert que conseguiram decisão inédita em São Paulo


Um casal gay da cidade paulista de Santos ganhou na Justiça o direito de registrar dupla paternidade de um casal de gêmeos que vai nascer no próximo mês.

Ambas as crianças foram geradas por meio de uma “barriga voluntária”, da irmã de um deles, que é casado com um norte-americano.

Esta será a primeira vez no Estado de São Paulo que gêmeos nascidos de reprodução assistida terão dupla paternidade.

Claudio DeLourenço, de 45 anos, e Jason Robert Flemming, de 47, conheceram-se nos Estados Unidos há oito anos. Os dois moram na Califórnia. Claudio pediu à irmã Adriana, de 40 anos, que gerasse o seu filho. Ela já tem dois filhos, frutos de seu primeiro casamento, e hoje vive com a companheira, Célia.

Adriana recebeu o material genético de Jason. Apenas na quinta tentativa, quando eles já estavam desistindo do processo, Adriana conseguiu ficar grávida. E, para a surpresa dos todos, ela estava esperando gêmeos, um menino e uma menina.

Repórter da ESPN assume-se gay e  anuncia casamento com namorado.


David Kitchen e Israel Gutierrez vão se casar em 12 de setembro


Um outing de fazer inveja. No Brasil, se nem jornalistas que cobrem cultura têm coragem de se declararem gays, dá para imaginar um da área esportiva apresentando o namorado?

Pois bem, nos Estados Unidos isso aconteceu. O repórter da ESPN Israel Gutierrez declarou-se gay e anunciou o noivado com o amado, David Kitchen.

“Eu tenho estado angustiado nos últimos meses tentando descobrir como fazer isso”, anunciou o jornalista em post em seu blog.

“Tem sido extremamente difícil, até o ponto de eu ficar falando comigo mesmo em círculos, o que acaba fazendo pouco sentido.”

“Então, eu decidi por este simples blog. Sem formalidades, sem restrições, só me deixá-los saber de uma parte da minha vida que eu tenho mantido em grande parte separada da minha carreira profissional.”

“Eu sou gay, o que muitas pessoas, tenho certeza, deduziram ou apenas adivinharam ao longo dos anos.”

“Mas essa não é uma saída do armário. A verdade é que eu estou fora do armário para os amigos e para a família há mais de seis anos.”

“A razão de estar abordando isso agora é, principalmente, porque eu vou me casar em 12 de setembro e além do fato de que seria chato contar a minha história cada vez que alguém visse o meu anel de casamento, parece ser um momento natural para abrir sobre isso.”

“Eu não quero entrar em qualquer coisa excessivamente séria, porque este não me parece o momento certo para pregar. E, normalmente, essas conversas me deixam na defensiva, o que poderia deixar os leitores na defensiva, e não é exatamente onde eu quero ir com isto.”

“Mais do que tudo, eu só quero contar a minha história. Provavelmente será como informação demais para alguns de vocês. Mas é a melhor maneira que conheço para explicar que a vida pode ser conflitante, confusa para homens e mulheres gays confusos em todos os lugares.”

Fofos: casal gay fica noivo dentro de igreja evangélica nos EUA.




Nos EUA, um gay pediu o namorado em casamento no altar de uma Igreja. Primeiro ele finge que vai dar seu testemunho de fé acompanhado do companheiro, mas em seguida  ele se ajoelha para o delírio da platéia que os aplaude. O vídeo que se tornou viral foi gravado na Primeira Igreja Metodista Unida de Austin, no Texas (EUA).

Trevor Harper e Davis Covin namoram há nove anos fazem parte da congregação que aceita a homossexualidade e o casamento gay. Eles esperam casar no templo no próximo ano. Apesar de inclusiva, a denominação não autoriza seus pastores de realizarem casamentos gays dentro de seus templos.

O vídeo foi compartilhado no BuzzFeed, com direito a apoio do pastor da local, John Wright, que sabia de tudo. “Pensei que a proposta na frente de todos da congregação seria uma ótima maneira de celebrar o amor”, declarou o religioso. A igreja também compartilhou o vídeo emocionante.

Confira:



Por outro lado, no Brasil...

“O Excomungado”, sobre o padre Beto punido por defender o casamento gay no Brasil.




“A minha boa intenção é defender o debate”, assim se defendeu Padre Beto suas opiniões que o tornaram o primeiro padre excomungado pelo Vaticano em mais de 400 anos. O documentário “O Excomungado” do cineasta curitibano Alex Ferreira, acabou de ganhar o primeiro lugar na tradicional premiação 66ª edição do RNA 2015 Documentaries Contest, um dos mais tradicionais concursos do gênero nos EUA, formado por jornalistas.
 
O curta de 30 minutos foi gravado em Bauru, no interior de São Paulo, em 2013, pela DOCSFILMS, produtora de documentários brasileira voltada ao mercado internacional. O filme fala sobre a história do Roberto Francisco Daniel, Padre Beto, excomungado pelo Vaticano por pregar em vídeos na internet ideias humanistas, ao defender o amor incondicional, a união entre pessoas do mesmo sexo, o uso de preservativos e a reflexão de dogmas.

Confira o documentário “O Excomungado” na íntegra:

Religiosos x LGBT.


Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (0) Comente aqui!

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...