Slide 1 Slide 2 Slide 3

não aceito ser gay




O relato foi enviado pelo Guilherme, que mora em Portugal, e que esta passado por  um dos problemas mais grave que assola os gays.

A aceitação

Segue o relato

titulo sugerido

não aceito ser gay




Olá turma.

Descobri com agrado este blog. E vejo que posso estar a vontade aqui.

Sou um jovem de 15 anos que se sente homossexual, porem não aceito ser gay. Tenho rejeição a isso. 

Eu sei que isto não e uma  escolha e tenho de aprender a viver com isto, mas eu queria constituir família, ter filhos...Uma vida "normal"

Nunca tive nenhuma experiencia gay nem heterossexual, porém, o sexo feminino não me atrai, não me seduz.

Eu tenho medo, tenho muito muito medo de toda esta situação. O fato de se me envolver com alguém do mesmo sexo, ter de o esconder da família (eu sei que poderia dizer, mas nunca aceitariam) e amigos. 

Voces vão dizer "então mas por causa dos outros, vai deixar  de ser feliz?",  Eu não tenho uma resposta sobre essa questão. a verdade é que isto tudo me deixa extremamente triste, tudo isto juntado à minha fraca auto estima e muito muito muito pouca auto-confiança.

Tenho medo! e não sei o que fazer da minha vida.

obrigado 

Guilerme
Poderá gostar também de:
Postado por Estagiario | (6) Comente aqui!

6 comentários:

  1. Sei o que é isso, eu também não aceitava quando eu descobri por volta dos meus 14 anos e tentei esquecer esse assunto pra ver se era só uma fase que passaria com o tempo, mas o tempo passou e a fase não passou.
    O tempo passou, eu me acostumei e hoje eu aceito e acho até um alívio ser gay por um lado. Não é 100% tranquilo por causa da homofobia, mas 'c'est la vie'.
    Para você Guilherme que vive na Europa, a violencia por motivação homofóbica é bem menor que aqui no Brasil.
    Guilherme, desejo que as coisas fiquem mais tranquilas para você.

    ResponderExcluir
  2. Com o tempo as coisas se encaixam, consequentemente haverá maturidade, óbvio que depende de ti.
    Já passei por muito isto, o meu namoro me fortaleceu, fiquei menos neurótico, mas as vezes passo por estes momentos de não me aceitar, pois não é facil viver escondido, sem poder ser autentico, e mesmo se eu fosse assumido, viver com o preconceito é cruel.

    ResponderExcluir
  3. Ola, Gulherme.

    Todos os comentarios feito anteriormente, sao validos. Realmente, vc ainda e´muito jovem.

    A grande maioria como vc teve duvidas e incertezas sobre a sexualidade e ainda, muitos nao tiveram acesso a Internet para poder se informar um pouco mais sobre esse assunto, e pior, onde a aquela altura, ser gay era ser doente. As coisas mudaram hoje, com muito mais informaçoes e a ciencia tirando do rol, como doença , a homossexualidade.

    A aceitaçao e´um processo de amadurecimento e reconher que a homossexualidade nada mais e´do que uma preferencia pelo mesmo sexo. Somente isso. E´poder amar a quem vc ama pelo resto da vida ou ser feliz enquanto durar, E´ ter o semblante de felicidade de ver a pessoa amada e ser correspondido.E´sentir carinho, amizade e atraçao fisica. E´essa busca que todos os homossexuais almejam e claro, com reconhecimento legal ( amparado pela lei do Estado).de suas relaçoes.

    Como vc , todos tivemos essas incerteza e medos que vc possui agora. Pelo seu depoimento, me faz lembrar do começo da minha adolescencia e nao tinha como tirar minhas duvidas sobre o que sentia . Fui sempre cauteloso para nao demonstar qualquer atitude suspeita (naquele periodo ser gay era motivo de chacota e xingamentos) e fui sempre retraido e timido. Gostava sim de alguns meninos da escola e me alimentava na expectativa de achar um ``igual`` a mim. Era evidente que mesmo que tivesse algum gays, estavam na defensiva de nao ser `descoberto``,

    Lembro me que eu vi uma travesti , que naquela epoca era algo ``anormal`` e eram incompreendidas pelos seu comportamento e como todos, zombavamos .Mas sentia por dentro que era como se fosse eu, mas com um outro comportamento. Naquela epoca, achava que eu iria me tornar uma travesti tambem, o que depois de muita informaçao pela Internet , tempos depois, nao era isso que iria ocorrer. Ser gays, nao e´necessariamente que vc ira se tornar ``àfeminado``, mas somente nas preferencias pelo mesmo sexo.

    Vc tem 15 anos e e´ a idade em que os hormonios começam a se exibir com mais intensidade. O ato da masturbaçao começam a ser rotineiros e pensamentos eroticos começam a povoar seus pensamentos. Tudo isso e´normal, para os adolescentes e masturbaçao tambem e´um ato normal, pois e´um ato natural da descoberta do sexo.E` á fase que vc vai começar a descobrir seu corpo , o cheiro, o tato e paladar que vai te dar prazer.

    Hoje, os gays podem ser felizes, ter filhos e constituir FAMILIA, e ser feliz com seu namorado, o que antes era impossivel. Muitos casais heterosexuais recorrem a fertilizaçao ``ìn vitro`` para ter filhos ou a adoçao de crianças orfas, que agora sao mais aceitos pela sociedade , em se tratando de casais gays.

    A legislaçao de Portugal ja reconhece a uniao civil entre casais do mesmo sexo, ou seja os direitos conferidos a casais heterossexuais ja sao iguais para os casais homossexuais.

    Recomendo que vc viva a sua vida, divirta-se deixe as coisas acontecerem , leve uma vida normal de estudos e trabalho que a natureza se encarrega de tudo.
    Nao se preocupe em demasia sobre esse assunto.
    Temos postados inumeras noticiarios de ``homofobicos enrustidos`` que agrediam outros iguais a ele por serem gays e que nao se aceitavam.como tal. Ja denota um disturbio de àuto destruiçao`` por nao se aceitarem.

    Ate vc chegar a maioridade, vc tera um outro pensamento, com mais maturidade e experiencia.


    Abraços!

    ResponderExcluir
  4. Guilherme não se sinta só, se não todos, uma grande parte de nós homossexuais passa por isso que você sente agora. Superar esta crise só depende de você, cada um de nós passa e a supera de uma forma diferente.
    Com o tempo, e não adianta dizer que não, pois só ele coloca as coias no lugar, você aprende a lidar com sua sexualidade e encará-la da forma que ela é, natural. Todas as dúvidas e eventuais culpas que você possa sentir, não são suas, mas antes colocadas em você pela nossa sociedade que é machista, heteronormativa e preconceituosa, com o tempo você irá perceber isso.
    Assim como você conheci o blog Entre Homens ainda na adolescência e o frequento até hoje, aqui me me diverti, me emocinei, tive contato com outras histórias parecidas e diferentes da minha, enfim. Compartilhar suas ansiedades, inseguranças e medos é ótimo para você aprender a superá-los. Não se preocupe neste momento com sua família, amigos, etc., se preocupe com você, este caminho do autoconhecimento e descobrta é maravilhoso, o medo, a insegurança e a ansiedade são parte dele, mas não deixe estes sentimentos impedirem você de viver e se descobrir. Você é quem você é e da forma que deveria ser, jamais se esqueça disso. Como o Andy disse, o tempo te amadurece, e posso dizer que o amadurecimento clareia e te traz a forma como você deve dar alguns passos.
    Se você quiser conversar sobre essa fase, ou apenas jogar papo fora, estou aqui, como acredito eu, todos mais que constroem o blog Entre Homens.
    Eu também tenho um blog, lá eu escrevo sobre algumas situações do mundo LGBT, preconceito, homofobia, etc., se você quiser, fique a vontade para acessá-lo. www.alternnativag.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Força Guilerme.

    Uma das coisas mais difíceis na vida é o ser humano aprender a amar a si próprio. Alguns passam a vida sem se amar e odiando o próximo, principalmente se este aprendeu a se amar.
    Acredito em você, se ame, vai descobrir com o tempo que o amor fortalece, principalmente o amor próprio.

    Força.

    helioi

    Helioi

    ResponderExcluir
  6. Oi Guilherme,já passei por isso e ainda passo.
    Na adolescência descobri a homossexualidade, porém, nunca aceitei.Depois percebi que eu era bissexual, mas sempre me atrai por homens.

    Resumindo,hoje tenho 27 anos, tenho um lindo filho que é a minha vida, mas o sentimento e atração por homens ainda continua. Medo, insegurança, todos os sentimentos da adolescência ainda me perseguem.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...