Slide 1 Slide 2 Slide 3

TECNOLOGIA

Novo aplicativo economiza até 90% em ligações, sem usar a sua internet.




Para o desespero das operadoras de telefonia, que declararam guerra ao Whatsapp, chegou no Brasil um novo aplicativo que pode provocar uma avalanche nas comunicações: o Ringo.

O app foi criado por uma empresa indiana, que  promete derrubar as taxas de telefonia – ele serve principalmente para ligações de longa distância, dentro do território nacional ou fora.

O grande bafo é que o Ringo não precisa de internet para que a ligação seja possível, isso diferencia o serviço de outros existentes, como o Skype, Viver, iMessage e até a ligação de voz do Whatsapp. Outro ponto positivo é quem somente quem faz a ligação precisa do aplicativo instalado.

São duas as opções de funcionamento. A principal é de callback. Telefones localizados em outras cidades (ou outros países) ganham um equivalente local. Com isso, o usuário precisa apenas realizar uma ligação local.

O Ringo faz, então, a conexão com o telefone final. Os servidores da empresa estão todos localizados nos Estados Unidos – e são esses servidores que fazem a conexão entre os dois telefones.

Com isso, o usuário paga apenas o custo de uma ligação local, além de alguns poucos centavos ao serviço. Vale dizer que usuários de pós-pago que tenham um plano local ilimitado ainda são isentos do valor da ligação local.

Segundo Bhavin Turakhia, CEO e fundador do Ringo, o os custos de ligações usando o Ringo são inferiores ao que uma operadora tradicional cobraria. Uma ligação usando o Ringo para um telefone móvel ou fixo nos Estados Unidos sairia por dez centavos o minuto, de acordo com a empresa. O valor seria inferior aos cobrados por operadoras de telefonia celular, economizando cerca de 90%.

O app tem versão para Android, iPhone e Windows Phone, já está disponível para o público brasileiro, e já vem com dois reais de crédito para testar o serviço.

“Se vamos ser alvo de ataques das operadoras, só saberemos depois do lançamento. De qualquer maneira, o Ringo opera completamente dentro da legalidade”, Turakhia em entrevista ao site da revista Exame. “O modelo do nosso serviço, acredito, pode impactar bastante o mercado.”

Adolescente cria mecanismo de busca 50% mais foda que o Google.



Tem um adolescende indiano muito foda, que desenvolveu um mecanismo de busca mais foda ainda. Segundo testes, o sistema personalizado é quase 50% mais preciso do que o do Google.

Anmol Tukrel, de 16 anos, explica que a tecnologia leva em conta, além de localização e histórico de navegação, a personalidade do usuário, o que ajuda a fornecer resultados ainda mais precisos.

O projeto surgiu quando o garoto se inscreveu para a Google Science Fair, competição global da gigante de tecnologia que premia jovens com idade entre 13 e 18 anos. “Pensei em fazer algo no setor de pesquisas personalizadas. Quando percebi que o Google já faz isso, quis torná-lo ainda melhor”, explica o jovem, que atualmente faz estágio em uma empresa de tecnologia indiana.

Atualmente, a personalização nas buscas se baseia em fatores como a localização, histórico de navegação e afinidade com o tipo de aplicativos instalados no dispositivo que realiza a pesquisa. De acordo com Turkel, esta é somente metade da equação. Seu algoritmo parece resolver o resto: compreende o que o usuário gostaria de ver com base no conteúdo apresentado, na personalidade e em sua compreensão de texto.

O cara virou um ídolo entre os nerds, mas apesar do sucesso, o jovem é bastante humilde. “É muito arrogante pensar que sua ideia é tão boa que você não precise aprender nada”, afirma. Para o futuro, a ideia é continuar os estudos e aprimorar sua empresa, que se chama TacocaT Computers.

Olha o fofo…


Globo vai liberar programação ao vivo em smartphones, tablets e computador.




A TV Globo anunciou em junho sua nova plataforma para conteúdo sob demanda, que já está em fase de testes e promete ser lançado em até dois meses para o público.

De acordo com informações da coluna Outro Canal, o novo aplicativo vai disponibilizar a programação ao vivo da emissora em smartphones, tablets e computadores.

Além disso, os caras vão colocar as íntegras de novelas, séries, programas e jornais. Agora, a Globo estuda quais conteúdos serão oferecidos de maneira gratuita ao público. No dispositivo atual, é preciso ser assinante do site da Globo para ter acesso ao material completo.

Já é uma atualidade do mercado de TV disponibilizar seus programas em aplicativos sob demanda. A Globosat (que é do Grupo Globo) já faz isso com vários de seus canais na TV paga, assim como a Fox, Turner e ESPN.

Entre as TVs abertas, a Record lançou recentemente o seu serviço on demand, onde os usuários podem ter acesso online a toda dramaturgia, entretenimento e jornalismo da emissora através de uma assinatura de R$ 10,90 por mês – no mesmo estilo do que a Globo já disponibiliza há um bom tempo.

No início deste ano, o SBT também lançou um aplicativo gratuito para smartphones e tablets em que é possível assistir aos seus programas e até coberturas especiais ao vivo.

Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (0) Comente aqui!

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...