Slide 1 Slide 2 Slide 3

FOFOCAS DE CELEBRIDADES - GOSSIPS

ANTI: Entenda o conceito por de trás do novo álbum da cantora Rihanna.



Graças a Deus a espera finalmente está acabando! Rihanna agora parece que tomou um rumo na vida e começou a divulgar o material novo sobre o próximo álbum. Só que o negócio é o seguinte, não é qualquer divulgação! Existe todo um conceito por de trás de tudo.

Samsung – empresa responsável pela divulgação dessa nova era – liberou ontem (22) á noite mais um teaser do quarto do ANTIdiaRY.

A série de vídeos se chama ANTIdiaRY e tem o propósito de contar a trajetória da cantora através dos anos. O vídeo divulgado pela Samsung retrata o álbum “Music of the Sun”. Rihanna aparece sem as tatuagens, dando a ideia ao começo de tudo, quando ela era uma garota, com cabelos naturais e apenas um sonho em mente. Outra conta intitulada “EuSouOGuardiãodaChave” postou mais um vídeo.

A sequência deste vídeo é:

Office: O escritório, aonde ela assume finalmente por completo o controle de tudo, trazendo deste modo sua vida, arte e carreira de volta: Unapologetic.

Tattoo Parlor: (Agressão do ex-namorado Chris Brown) a dor, o sofrimento e a necessidade de se reerguer. Rated R.

Studio: O estúdio a representa em busca de seu sonho de ser cantora. Trabalhar duro para que isso aconteça. A Girl Like Me.

Closet:Após se tornar mundialmente conhecida, Rihanna se tornou ainda mais feminina, ganhou ainda mais vaidade e certeza naquilo que quer. Good Girl Gone Bad.

Em certo momento do teaser, uma garota aparece com uma escova de cabelo na mão. O pai da cantora encontrou a filha cantando pela primeira vez usando uma escova como microfone.


AMA 2015: Nicki Minaj desviar olhar durante performance de Jennifer Lopez.




Parece que o ato de abertura do American Music Awards com Jennifer Lopez dançando uns do maiores hits de Nicki Minaj, não agradou nem um pouco a rapper. JLo fez um medley de todos os single que mais foram tocados durante o último, com direito a Anaconda e Feeling Myself.

Ela dançou, dançou, dançou e dançou enquanto Nicki estava com cara de pouquissimos amigos e com cara de “garota quer parar”.

AMA 2015: Selena Gomez faz performance de “Same Old Love”.



Olha o cabelão da Lorraine, olha menina é o cabelo viu querida! Selena Gomez deu seu nome ontem (22) em sua apresentação no American Music Awards. A cantora apresentou seu último single “Same Old Love” do seu mais recente trabalho, Revival. Teve Selena sensualizando com os dançarinos, batendo cabelo, fogo, e voz!

Após sua performance, o single começou a ganhar mais força no iTunes.

AMA 2015: Justin Bieber encerra premiação com medley de novos hits.



Ontem (22) aconteceu mais uma edição do American Music Awards e o nome responsável por fechar a premiação foi ninguém mais ninguém menos que Justin Bieber. O cantor apresentou um medley das músicas What Do You Mean?, Where Are Ü Now e seu mais recente single Sorry.

Justin optou por um acústico do primeiro single do novo álbum e soltou a marimba em Where Are Ü Now com muita dança nas batidas eletrônicas. Por fim, apresentou Sorry (que é uma música muito gostosinha de se ouvir) com direito a chuva, e adivinha o que? Mais dança (eles parecia uma criança chutando a água <3).

Justin Bieber quebrou recordes com seu novo álbum, Purpose, ultrapassando John Lennon e Elvis Presley nas paradas britânicas.

Christian Chávez fala sobre bissexuais e diz que jamais transaria com uma mulher.




Gay assumido, o ex-RBD Christian Chávez resolveu dar sua opinião sobre a bissexualidade, em entrecista a revista mexicana Fama.

“Aos meus 32 anos eu me sinto muito jovem, mas vejo meninas e meninos de 18 a 25 anos que estão muito interessados na bissexualidade… não os critico, ao contrário, eu os apoio”, disse o cantor, acrescentando que ele jamais poderia ser bissexual.

“Algumas garotas já tentaram me seduzir, e para falar a verdade nem que fosse muito ‘hot’ eu me meteria na cama com uma mulher. Sexo com uma garota? Nunca. Sou um gay assumido, aceito e muito feliz.”

Vale lembrar que o grupo Rebelde está preparando um reencontro histórico para 2016 com uma turnê mundial que incluí o Brasil. A Televisa está acertando todos os detalhes e o maior problema é agenda de cada um deles que já estão com muitos compromissos.

Zendaya responde tweet sobre racismo e quebra as pernas de todo mundo.



Na noite desta sexta-feira (20) a atriz e cantora Zendaya foi alvo de racismo no Twitter devido a aparência de seus pais, por conta de seu pai ser negro e sua mãe branca. Um usuário publicou uma foto no qual ela aparece com seus pais, usando a legenda “estes são os pais da Zendaya :O” menosprezando a família da cantora.

Só que Zendaya – que é uma pessoa que não leva desaforo para casa – respondeu á altura o comentário negativo gratuito.

“Estou tão enjoada… dessa geração que é tão ignorante… para todos vocês que não estavam da primeira vez #REPOSTA: Primeiro, eu vou rezar por você. Enquanto você está tão concentrado sobre a aparência dos meus pais, por favor saiba que eles são as pessoas mais generosas deste mundo. Eles escolherem viver o resto de suas vidas, sem se preocuparem com coisas desnecessárias ou com insultos aos pais dos outros e com isso eles passaram suas vidas educando, cultivando e preenchendo jovens mentes vazias (uma das coisas mais importantes que alguém pode fazer). Então por favor, saia daqui, vá para a escolha, abrace um professor e leia um livro… e enquanto você estiver nisso, olhe no espelho e saiba que você é lindo, porque fazer coisas assim só te trarão coisas ruins. Deus te abençoe. Eu e toda minha LINDA família”.

Daniela Mercury afirma em evento da ONU que "Deus não é homofóbico".



A cantora Daniela Mercury, embaixadora do Unicef, afirmou nesta sexta-feira que "Deus não é homofóbico" durante um evento na sede das Nações Unidas para defender os direitos das pessoas LGBTI na América Latina.

"Deus me fez como sou e me sinto privilegiada por tudo o que sou, e ser homossexual não me torna uma pessoa pior, mas mais interessante", refletiu a cantora, que estava acompanhada de sua esposa, a jornalista e ativista Malu Verçosa.

Apesar de o coletivo LGBTI ter alcançado grandes conquistas nos últimos anos em diferentes países ocidentais, a violação dos direitos humanos dos integrantes deste grupo continua sendo uma matéria pendente na maioria de países latino-americanos.

"Todos somos uma obra de arte única, o chato é que todos sejamos o mesmo. Queremos direitos iguais, mas não queremos ser iguais", declarou a cantora.

Daniela Mercury expressou, além disso, sua rejeição a diferenciar os homens das mulheres, e afirmou que nem uns nem outros são "diferentes nem opostos, são simplesmente pessoas".

Por sua parte, Malu Verçosa lembrou que a homossexualidade "sempre esteve presente na história da humanidade", e pediu que a sociedade "se preocupe mais" com a violência e discriminação que existem no mundo e não com "quem cada um ama".

O casal aproveitou a ocasião para apresentar o novo videoclipe da cantora, que faz parte da campanha a favor do coletivo LGBTI das Nações Unidas, "Livres e Iguais".

"Livres e Iguais" nasceu com o objetivo de conscientizar dos riscos da violência e discriminação homofóbicas e transfóbicas e de promover um maior respeito dos direitos das pessoas LGBTI no mundo todo.

O clipe, da música "Maria Casaria", inclui imagens inéditas do casamento de Daniela e Malu.

O casal também recebeu o apoio do representante do Brasil nas Nações unidas, Antonio Patriota, que ressaltou o "compromisso implacável do país com os direitos humanos internacionais".

Documentário “Eu Jean Wylllys” precisa de apoio para ir aos cinemas.



Em 2016, o filme “Eu_Jean Wylllys” do diretor Carlos Juliano Barros quer contar a vida e trajetória do ex BBB e hoje deputado federal Jean Wyllys, único gay assumido no Congresso Nacional. Inteligente e combativo, Jean é uma personalidade da política brasileira que entrou para a história como grande defensor das liberdades sexuais e religiosas. Para contar essa história, a produtora Lente Viva gerou 3 anos de imagens do deputado que tem sua vida política como fio condutor da narrativa. Para finalizar o projeto serão preciso E$120 mil reais, mas os idealizadores do projeto sonham com R$300 mil para levar o longa para as telonas.

O filme é independente e mostra os embates públicos do deputado, seu background na pobreza e a fama repentina. “Levar às telas a luta por direitos da comunidade LGBT e a reação dos conservadores e fundamentalistas religiosos” é um dos objetivos do filme que “é o perfil de um personagem pop e o retrato em cores vibrantes da sociedade brasileira e da cultura digital contemporâneas. Um mosaico de temas atualíssimos que alimenta discursos de amor e ódio nas redes sociais – e que convida todos a participar. O filme crava no seu título a vontade de ser coletivo e de estimular a interação. Cada um pode preencher o espaço entre #eu e jeanwyllys da forma como quiser. Só não se pode ignorar que ele fala de um personagem singular, no olho do furacão de um tempo novo”, diz o pedido de apoio ao filme no site Catarse.

“A campanha de crowdfunding é vital. Não se trata apenas de levantar dinheiro para friamente cobrir os custos da realização de um documentário independente. O que está em jogo é uma ideia, um valor, uma mensagem. É a vontade de abrir os raios da diversidade e da tolerância por entre nuvens tão carregadas de ódio”, diz a apresentação do projeto que tem recompensas e apoios a partir de R$15. O projeto tem previsão de ser entregue em julho de 2017 nos Cinemas mas a partir do final deste ano os apoiadores terão acesso a versão digital do filme.

COLABORE COM O FILME EU_JEAN WYLLYS AQUI: https://www.catarse.me/eujean

Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (0) Comente aqui!

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...