Slide 1 Slide 2 Slide 3

NOTICIAS DO MUNDO GAY

Barack Obama é 1º presidente dos  EUA a sair em capa de revista gay.




Barack Obama tornou-se o primeiro presidente norte-americano em exercício a estampar a capa de uma revista gay. Ele está na capa da Out Magazine, na edição Out 100 com os dizeres “Nosso presidente. Aliado. Herói. Ícone”.

Na entrevista à publicação, Obama diz que sua mãe lhe incutiu a crença de que todas as pessoas têm igual valor. “Ao mesmo tempo, crescendo como um negro com um nome engraçado, eu era sempre lembrado do que era estar do lado de fora”, disse.

“A próxima geração está estimulando a mudança não só para as futuras gerações, mas para a minha geração também”. O presidente também comentou sobre o caso da tabeliã Kim Davis que se recusa a casar homossexuais baseada em sua fé.

“Eu sou um homem de fé e acredito profundamente na liberdade religiosa, mas no final do dia, ninguém está acima do Estado de Direito, especialmente alguém que voluntariamente faz um juramento de defender a lei”, afirmou Obama.

Parada do Orgulho Gay em Buenos  Aires ganha tons políticos.


País enfrenta uma disputa ferrenha entre direita e esquerda nas próximas eleições


Em meio ao segundo turno das eleições presidenciais na Argentina, a Marcha do Orgulho Gay, na capital Buenos Aires, teve tom político.

O evento, que ocorreu no sábado, 07, teve gritos como “Amor sim, Macri não” em repúdio ao candidato de direita Mauricio Macri, que também é o prefeito da cidade. Ele concorre à presidência contra o candidato governista Daniel Scioli.

“Somos gratos ao governo de Cristina Kirchner por tudo o que foi feito por nós, frente ao que é o PRO (Propuesta Republicana, partido de Macri) que votou contra todas nossas leis”, disse, à Agência France-Presse, César Cigliutti, presidente da Comunidade Homossexual Argentina (CHA).

Pela Praça de Maio desfilaram cartazes com frases como “Por mais direitos e menos discriminação”. Scioli, apoiado pela peronista de centro-esquerda Cristina Kirchner, é o governador da província de Buenos Aires, que acaba de aprovar uma lei sobre cotas de trabalho para travestis no funcionalismo público.

O segundo turno das eleições presidenciais acontece no próximo dia 22.

União civil gay pode  ser aprovada na Grécia.


Adoção não está inclusa no projeto de lei, mas poderá ser discutida no futuro


Casais homossexuais poderão ter mais direitos em breve na Grécia. Um projeto de lei que legaliza as uniões civis destes casais foi divulgado pelo Ministério da Justiça do país esta semana.

Se aprovado, o projeto dará direito a questões que envolvem herança, impostos e funcionalismo público. A adoção não está inclusa, mas pode ser discutida no futuro, segundo o ministro grego da Justiça, Nikos Paraskevopoulos.

Manifestantes colorem ruas de Hong  Kong com Parada do Orgulho LGBT.


Manifestantes pediram por igualdade de direitos aos LGBT


As ruas de Hong Kong ficaram mais coloridas no sábado, 07, com mais uma edição da Parada do Orgulho LGBT local. Os manifestantes – cerca de 9.500 – pediram por igualdade e pelo casamento entre pessoas do mesmo sexo.

“Ainda há muito espaço para melhorar, comparado a Taiwan e até mesmo ao Japão”, disse Carol Yung, uma diretora de marketing de 40 anos à Agência France-Presse. “Hoje em dia, eles já estão discutindo o casamento gay, mas em Hong Kong nós ainda estamos longe disso.”

Ao menos em número, realmente Taiwan ganha. Há uma semana, cerca de 80 mil pessoas se reuniram na parada gay do país. Lá há um projeto de igualdade no casamento parado desde 2013 no Parlamento.

Bispo de Hong Kong compara  homossexuais a viciados em drogas.


Hong Kong tem cerca de 380 mil católicos


Um bispo de Hong Kong comparou homossexuais a viciados em drogas. A declaração foi feita no domingo, 08, um dia depois do número recorde da Parada do Orgulho LGBT do país.

O bispo auxiliar Michael Yeung Ming-cheung fez o comentário em defesa do cardeal John Ton Hon, que na semana passada pediu que os 379 mil católicos do país votassem nas eleições distritais levando em conta os pensamentos dos candidatos a respeitos de LGBT.

“Nos últimos anos, extremo liberalismo, individualismo, libertação sexual e movimento gay [militantes] … defendem que Hong Kong introduza uma portaria contra a discriminação por orientação sexual e reconheça o casamento do mesmo sexo”, escreveu, em uma carta pastoral, no último dia 5, o cardeal.

Depois de uma série de críticas, Yeung tentou esclarecer a posição da Igreja sobre a homossexualidade, mas só piorou as coisas. “A igreja não tem nenhum inimigo e não iria criticar ninguém. Ele só estava falando fazer-errado”, disse. “Por exemplo, é errado [o abuso] drogas e gostaríamos de dizer isso, mas nós ainda amamos viciados em drogas.”

Apresentador propõe que gays usem  roupas de cor diferente dos héteros.


Preconceituoso só faltou pedir matança de gays na televisão


Conservador e homofóbico declarado, o apresentador e pastor norte-americano Pat Robertson declarou em um canal religioso de seu país que homossexuais deveriam vestir roupas de cor diferente dos héteros.

“Devemos criar uma regra que obrigue os gays a usar uma roupa de cor diferente. Assim, as pessoas normais saberiam que a pessoa que usa aquela cor é sodomita, e se manteriam longe dela”, declarou o intolerante.

Para ele, gays e lésbicas deveriam se manter afastados do que restante da população para evitar a propagação de doenças e que a conquista de direitos LGBT “provoca a ira de Deus”, que acaba castigando toda a população.

Um homem judeu que estava na plateia do programa interrompeu o discurso do religioso: “Você está tentando fazer com os gays o que os nazistas fizeram com o meu povo meio século atrás”.

O apresentador respondeu que não deseja enviar os homossexuais para campos de concentração, e sim proteger as “pessoas normais” dos Estados Unidos.

Krzysztof Charamsa: Existe um 'tipo especial de homofobia'  entre os padres, diz monsenhor gay.


Padre foi demitido por se declarar gay e apresentar companheiro


O monsenhor polonês Krzysztof Charamsa, que se revelou gay no mês passado e foi demitido pelo Vaticano, disse que existe “um tipo especial de homofobia” entre os padres, e que aqueles que são homossexuais são forçados a se odiar.

O religioso disse ainda esperar que os padres venham a público “para destruir o código de silêncio da igreja”. “Muitos padres, muitos bispos, muitas pessoas no clero católico são gays, são homossexuais”, diz. “Com sensibilidade homossexual. Mas eles precisam odiar a si mesmos”.

Charamsa dava aulas de Teologia em duas universidades pontifícias de Roma e tinha um cargo no escritório de doutrina do Vaticano, mas foi demitido assim que se revelou gay e apresentou o companheiro para a imprensa na véspera do mais recente Sínodo dos bispos, em outubro.

Ativista gay Fábio Felix é  novo presidente do Psol-DF.



Político de 30 anos é um dos principais nomes do partido para as eleições de 2018


Neste fim de semana, o Psol-DF elegeu, em congresso local da agremiação, o ativista gay Fábio Felix como seu presidente. A condução recebeu votação unânime.

Felix, de 30 anos e assistente social, é professor na Universidade Católica de Brasília (UCB). Em 2006 e 2014, o novo presidente foi candidato a deputado distrital. Ano passado, sua candidatura recebeu pouco mais de 6 mil votos. A quantidade significativa tornou-o promessa para 2018.

No Facebook, o político comemorou. “É com muita alegria e junto a inúmeros/as companheiros/as que assumo esse desafio para os próximos anos! Estaremos ombro a ombro em cada luta para garantir nossos direitos e impedir retrocessos. O PSOL acaba de eleger um LGBT, negro, assistente social e professor no Distrito Federal!”

Dando a Elza (literalmente), Eduardo Cunha usou nome da mãe como senha.




Eu sei que você está acompanhando o desenrolar das investigações de desvio de dinheiro envolvendo o nome do presidente da Câmara, Eduardo Cunha(PMDB-RJ). Pois hoje (12), saiu uma notícia no Estadão que até fez a gente rir. Cunha forneceu o nome da mãe como contrassenha a ser usada em consultas ao banco suíço Julius Baer. E qual o nome da bendita? Elza! Sim! Eduardo Cunha dando a… Elza.



A informação consta dos documentos de abertura da conta Triumph-SP, uma das quatro atribuídas ao deputado pela Procuradoria-Geral da República. Para investigadores envolvidos no caso, trata-se de mais um indicativo de que os recursos no exterior eram diretamente controlados pelo peemedebista.
Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (0) Comente aqui!

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...