Slide 1 Slide 2 Slide 3

MINHA VIDA GAY

Filha do cantor Sting confirma homossexualidade em entrevista.




Eliot Summer, herdeira de Sting, contou sobre namoro com modelo para a revista ES

Sting, cantor conhecido por ter sido baixista da banda de rock The Police, é um dos galãs da década de 70 e 80. Em recente entrevista à revista ES, sua filha, também cantora, Eliot Summer, abriu o jogo sobre sua orientação sexual.

A herdeira do cantor, que mora em Londres, assumiu o namoro de dois anos ao lado da modelo Lucie Von Alten, um dos novos rostos da moda europeia.


A artista ainda revelou que nunca precisou falar para sua família sobre ser homossexual, uma vez que sempre foi um assunto lidado com naturalidade por todos.

“Acho que sempre tentei descobrir o que eu sou, mas não acho que ninguém precisa ser rotulado. Somos todos seres humanos. Não posso controlar a forma como canto. Acho que sempre estarei à sombra do meu pai, mas tudo bem. Todo mundo tem um desafio e estou orgulhosa da música que estou fazendo”, disse.

Canal SIC: Apresentador português Cláudio  Ramos se declara gay.


Gatão lembrou de uma conversa sobre o tema com a filha


O apresentador da emissora portuguesa SIC esteve este sábado no programa de entrevista Alta Definição, da mesma emissora, e revelou muitos pormenores da sua vida. Recordou que a filha Leonor lhe disse, quando tinha nove anos [há dois anos], que sabia que era "homossexual".


É como se abrisse o chão e ficas com tanta vergonha de não teres sido tu a dizeres, ter sido uma miúda de nove anos", explica Cláudio Ramos, assumindo que ainda está apaixonado. "


Tu não podes insistir numa pessoa que desiste de ti! Acho que amei demais, muito tempo", completou.  A entrevista completa será exibida nesta página da Sic.

Revelações: Lily Tomlin disse que sua mãe teria  morrido se ela tivesse se assumido.


Atriz vive com a mulher há décadas, mas nunca se assumiu para a mãe

A atriz Lily Tomlin, que é declaradamente lésbica, disse que sua mãe teria “literalmente” morrido se ela tivesse saído do armário enquanto ela ainda estivesse viva.

“Minha mãe teria morrido. Literalmente. Se ela tivesse vivido para me ver fora do armário”, afirmou a atriz ao jornal The Telegraph.

“Ela era do Sul, basicamente fundamentalista, mas ela era muito espirituosa, doce e gentil e adorava Jane. Ela morreu há dez anos. Ela tinha 91 anos. Isso foi sempre uma espécie de dilema pra mim.”

Lily, de 76 anos, casou-em, em 2013, com Jane Wagner, com quem já vivia há décadas.

 Não desisti! Travesti abandona prostituição e volta a estudar, graças ao projeto Transcidadania.


Os participantes passam por um curso de direitos humanos, além de capacitação profissional

Do dia de início do projeto até hoje, me tornei uma pessoa bem melhor, esclarecida sobre meus direitos e orgulhosa por ser uma travesti”, declara Aline Marques, de 37 anos, sobre o Transcidadania.

O programa, criado em janeiro deste ano, promove a reintegração social e o resgate da cidadania e atende atualmente 100 travestis e transexuais.

Os beneficiários recebem a oportunidade de concluir o ensino fundamental e médio, ganham qualificação profissional e desenvolvem a prática da cidadania.

Aline Marques: "Orgulhosa em ser uma travesti"

Aline revela que, antes de iniciar no programa, tinha depressão e já tinha pensado em se matar. "Queria desistir da vida, sobrevivi durante 20 anos na rua”, conta.

Ela largou a prostituição no primeiro dia do programa. “A sensação é de se libertar de uma coisa que você tem que fazer”, diz ela, que achou nas ruas o dinheiro para sustentar uma casa e a mãe deficiente.

Cada participante do projeto tem acompanhamento psicológico, jurídico, social e pedagógico durante os dois anos de permanência no programa, além de um auxílio mensal de R$ 827,40.

Os participantes passam por um curso de direitos humanos, além de capacitação profissional. Todas as beneficiárias e os beneficiários foram inscritos no ENEM 2015 e 79% estavam aptas a realizar a prova. Destes, 27 tiveram o direito ao uso do nome social concedido. O número representa 20% do total de travestis e transexuais que fizeram a prova no estado de São Paulo este ano. Em 2016, o programa da Prefeitura de São Paulo será ampliado e promete novas vagas.

“A maioria das meninas e dos homens almeja completar os estudos e conquistar um emprego com muita força de vontade. Todos querem viver a noite como qualquer outra pessoa e não serem reféns da prostituição”, completa Aline.


 
Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (0) Comente aqui!

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...