Slide 1 Slide 2 Slide 3

PAPO ABERTO



Nosso entrevistado de hoje prefere não se identificar, mas pelas respostas pode-se constatar que se trata de uma pessoa centrada, que tem personalidade bem definida, sabe o que quer da vida, e sobretudo, encontrou equilíbrio em sua vida sexual. Veja a entrevista e tire suas próprias conclusões. Caso deseje, expresse sua opinião nos comentários.


1. Quantos anos e estado onde mora?
Tenho 41 anos e moro em São Paulo.

2. Quem és tu e o que fazes na vida? 
Trabalho na área da educação, não apenas professor.

3. Segue alguma religião? 
Sim, aos 41 anos depois de muita busca espiritual, não em função da orientação sexual, mas por demanda interior, cheguei à conclusão que levar uma vida espiritual, não necessariamente religiosa, é essencial e vital.

4. Como você define a sua orientação sexual?
Sou homossexual assumido para amigos e família, já que não trato da questão, ainda, de forma pública expressiva.

5. Qual o seu programa preferido? (tipo: sair com amigos, baladas, cinemas etc)
Pode-se dizer que sou meio “vanilla” já que curto a intimidade da construção de um relacionamento a dois que requer atenção e muita diplomacia, estratégias e boa vontade.

6. Já experimentou algum tipo de droga ilícita?
Nunca

7. Já sentiu ou presenciou algum ato de homofobia? 
Já vivi discriminação não declarada mas obviamente de natureza homofóbica já que profissionalmente questionam o por quê de um homem de 41 anos não ser casado, típico de nossa sociedade heterocêntrica e falso-conservadora.

8. A sua primeira vez foi especial?
Sim foi. Como deveria ser para todos!


9. Descreva um pouco sobre a sua personalidade.
Falar sobre personalidade é complicado, até porque, acredito que – e a neurociência vem demonstrando – nunca somos os mesmos ao longo da vida. Contudo, há algumas características que perduram mais: lealdade, ética e romantismo.

10. Virtudes e defeitos?
A resposta a esta pergunta fica implícita à resposta anterior.

11. Como a sua orientação sexual influenciou a sua maneira de ser?
Influenciou desde sempre, já que, para minha geração, ser homossexual do bem era aquilo que ao longo dos séculos se evidenciou entre os homossexuais que entraram para a história: sensibilidade aliada à inteligência. Só nos dias atuais que, infelizmente, há a supervalorização da banalidade, trivialidade e superficialidade, empurrando os gays para a construção de uma imagem caricata de si mesmos.

12. Qual a principal qualidade que curte num eventual parceiro e o que corta seu barato?
Gosto de caráter! A falta deste é broxante.

13. Como é sua relação com seus familiares?
Normal

14. E com seus colegas de trabalho (ou colégio, faculdade,...)?
Curiosamente, não há muito questionamento direto, mas percebo muita curiosidade não declarada.

15. O que você nunca pensou que faria na vida e acabou fazendo?
Não sei responder, ainda não pensei nisso. Sou pragmático e geralmente faço o que quero.

16. Como você é fisicamente? Está satisfeito?  
Sim, estou.

17. Ativo, passivo ou versátil? 
Tudo isso é rótulo, sou homem.

18. Prefere se relacionar com pessoas mais novas ou mais velhas?
Não é a idade que nos define

19. Você tentaria seduzir o seu melhor amigo hétero, mesmo sabendo que poderia perder sua amizade? 
Já o fiz e não foi bom o resultado

20. Qual o seu ritmo na hora do sexo?
Talvez que esteja e tenha estado comigo pode responder melhor, rsrs

21. É a favor de uma relação liberal? (São relações em que os parceiros são livres de manter outros relacionamentos.)
Sou conservador nesse sentido, privilegio a construção de algo mais íntimo e pessoal o que é raro, difícil mas não impossível. Requer tempo, constância, admiração, lealdade e sobretudo paciência.

22. Escolha um modelo, jogador ou uma celebridade ou foto sua para ilustrar esse nosso papo aberto.
Escolho Ayrton Senna



23. Qual e parte do corpo masculino que você mais admira?
Peito

24. Tem alguma fantasia sexual?
Revelo apenas em portas fechadas

25. Qual pessoa pública que você mandaria para o inferno?
Os que se pretendem representantes do povo e deliberadamente o saqueia, ludibria e mata

26. Que mensagem gostaria de passar aos visitantes do blog?
Acredito que definir conceitos ajudem a encontrar pessoas com afinidades. Bem, eu gostaria de deixar minha indignação com o meio homossexual brasileiro que está perdido em suas neuroses generalizadas, sequer sabem sua etnia já que se classificam erroneamente, fruto da falta de autoconhecimento pra dizer no mínimo; Outro equívoco é afirmarem suas preferências que na prática são outras, também indício de imaturidade emocional. Os bem resolvidos evitam chiclês e evitam aborrecer com uma primeira abordagem leviana: do que você gosta? para fazer referência a ser ativo ou passivo ou flex. Quando me perguntam essa bobagem indelicada perco o tesão! Dá vontade de responder: Do que gosta? - Pavê de abacaxi.


Se você gostou e deseja participar de nosso "PAPO ABERTO", envie mensagem para



Não se preocupe com a escrita, damos uma caprichada antes de publicar

Poderá gostar também de:
Postado por Mac Del Rey | (5) Comente aqui!

5 comentários:

  1. Adoro pavê de abacaxi, com pica fica melhor ainda !

    ResponderExcluir
  2. Assumido mas não mostra a cara. Com 41 anos já deveria ter maturidade suficiente para se assumir . Tudo papo furado ! Por isso ficarei também no anônimo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Discurso agressivo é coisa de quem é fraco. Não preciso pendurar uma jaca e sair gritando sou bicha. Dar-se ao respeito é ser respeitado. Você deveria procurar um psicólogo para tratar sua raiva. Paz!

      Excluir
  3. Usar blogs de forma ofensiva também caracteriza cyberbullying.
    O autor do texto perde seu tempo compartilhando pérolas... Aliás, parabenizo-o pela coragem de revelar o que todos comentam mas não tem coragem de trazer pro mundo gay.
    Ass: Advogado.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...