Slide 1 Slide 2 Slide 3

FILMES TEMATICOS GLS


*Devido as servidoras nao estarem aceitando arquivos de video, estamos repostando os filmes recorrendo a um aplicativo box de armazenagem de videos. Para quem nao ASSISTIU os filmes de hoje, aproveitem. Os arquivos de filmes do blog alojados no BEEFILES nao estao funcionando, e do TORRENTZ, ativos. Aguardemos ate que a situaçao se normalize.A medida que tivermos filmes ineditos, serao postados.

FILMES DA SEMANA


FILME(INEDITO): PERFECT MOTHERS [AMOR SEM PECADO] (FRANCE-2013-LONGA ZIPADO-DUBLADO EM PORTUGUES-SPOKEN IN PORTUGUESE)


VEJAM O TRAILER NO FIM DO POST


SINOPSE: Os anos passaram, mas a amizade de Roz e Lil (Robin Wright e Naomi Watts) não se alterou. Depois de o destino as ter reunido, elas passam algum tempo juntas num lugar paradisíaco com Ian e Tom (Xavier Samuel e James Frecheville), os respectivos filhos, que representam para elas a extensão de si mesmas, na sua beleza e juventude passadas. Fragilizadas e ainda a recuperar das suas relações anteriores, cada uma delas acaba por se apaixonar pelo filho da outra. E, apesar do preconceito inerente àquela situação inesperada, os quatro acabam por ceder à atracção, vivendo uma apaixonada história de amor. Porém, terá esse amor força suficiente para ultrapassar as dificuldades que, inevitavelmente, acabarão por surgir?

SYNOPSIS: Les années passèrent, mais l'amitié de Roz et Lil (Robin Wright et Naomi Watts) n'a pas changé. Après la destination a rencontré, ils passent du temps ensemble dans un lieu paradisiaque avec Ian et Tom (Xavier Samuel et James Frecheville), leurs enfants, qui représentent pour eux l'extension d'eux-mêmes, dans sa beauté et la jeunesse passé. Fragile et pas encore remis de ses relations antérieures, dont chacun finit par tomber en amour avec le fils de l'autre. Et malgré le préjudice inhérent à cette situation inattendue, les quatre finissent par donner l'attraction, vivre une histoire d'amour passionnée. Cependant, cet amour aura assez de force pour surmonter les difficultés qui ne manqueront finalement émerger?

SINOPSIS: Los años pasaron, pero la amistad de Roz y Lil (Robin Wright y Naomi Watts) no cambió. Después de que el destino ha alcanzado, pasan tiempo juntos en un lugar paradisíaco con Ian y Tom (Xavier Samuel y James Frecheville), sus niños, que representan para ellos la extensión de sí mismos, en su belleza y juventud pasado. Frágil y aún se recupera de sus relaciones anteriores, cada una de las cuales termina cayendo en el amor con el hijo de la otra. Y a pesar de los prejuicios inherentes a la situación inesperada, los cuatro terminan dando la atracción, que viven una apasionada historia de amor. Sin embargo, este amor tendrá suficiente fuerza para superar las dificultades que inevitablemente surgirán con el tiempo?

SINOSSI: Gli anni passati, ma l'amicizia di Roz e Lil (Robin Wright e Naomi Watts) non è cambiato. Dopo che la destinazione ha incontrato, passano del tempo insieme in un luogo paradisiaco con Ian e Tom (Xavier Samuel e James Frecheville), i loro figli, che rappresentano per loro l'estensione di se stessi, nella sua bellezza e gioventù passato. Fragile e ancora riprendendo dalle sue precedenti relazioni, ognuno dei quali finisce per cadere in amore con il figlio dell'altro. E nonostante il pregiudizio insito a tale situazione imprevista, i quattro finiscono per dare l'attrazione, che vive una storia d'amore appassionata. Tuttavia, questo amore avrà abbastanza forza per superare le difficoltà che inevitabilmente finirà per emergere?

SYNOPSIS: Die Jahre vergingen, aber die Freundschaft von Roz und Lil (Robin Wright und Naomi Watts) änderte sich nicht. Nachdem das Ziel erreicht hat, Zeit miteinander zu verbringen sie in einem paradiesischen Ort mit Ian und Tom (Xavier Samuel und James Freche), ihre Kinder, die für sie stellen die Erweiterung von sich selbst, in ihrer Schönheit und Jugend vorbei. Fragile und immer noch von seinem früheren Beziehungen, von denen jeder landet verliebt sich in den Sohn des anderen zu erholen. Und trotz der inhärenten Beeinträchtigung dieser unerwarteten Situation, die vier am Ende geben die Attraktion, leben eine leidenschaftliche Liebesgeschichte. Allerdings wird diese Liebe genug Kraft, um die Schwierigkeiten, die zwangsläufig irgendwann auftauchen zu überwinden?

SYNOPSIS: The years passed, but the friendship of Roz and Lil (Robin Wright and Naomi Watts) did not change. After the destination has met, they spend time together in a heavenly place with Ian and Tom (Xavier Samuel and James Frecheville), their children, who represent for them the extension of themselves, in its beauty and past youth. Fragile and still recovering from his previous relationships, each of which ends up falling in love with the son of the other. And despite the inherent prejudice to that unexpected situation, the four end up giving the attraction, living a passionate love story. However, this love will have enough strength to overcome the difficulties that inevitably will eventually emerge?




(CLICK DOWNLOAD E ESPERE 30 SEGUNDOS E PREENCHA A LACUNA COM AS LETRAS)




* ATENÇAO : VOCE PRECISARA DE UM DESCOMPACTADOR  DE ARQUIVOS (ZIPADO). EU UTILIZO O WINRAR. APOS BAIXAR E INSTALAR, O ARQUIVO BAIXADO VAI FICAR COM IMAGEM DE UM LIVRO.ABRA E ENVIE O FILME PARA ``MEUS DOCUMENTOS`.

* NOTE: YOU WILL NEED A PROGRAMM TO UNZIPPE THE ARCHIVE. I USE WINRAR. AFTER DOWNLOAD AND INSTALL, OPEN THE ARCHIVE AND SEND THE FILM TO ``MY DOCUMENTS.

FILME(INEDITO): HONEYPOT (USA-2010-CURTA-SEM DIALOGO-NO DIALOGUE)


ASSISTAM AO FILME ABAIXO

SINOPSE: Um banheiro público masculino em uma praia remota: encostado na parede é um homem lindo jovem, que parece um cowboy em um anúncio de cigarro velho. Um homem asiático aparece. Ele está fazendo a batida. Ele vê Cowboy, e sorri um sorriso tímido – que o homem é muito além de seu alcance – mas espere, ele dispensa-lo para dentro, ele vai dentro Man Asian segue-o para dentro, e agora está no mictório, tentando espreitar coisinha sua fantasia de homem-, movendo-se lentamente em direção a ele, estendendo um braço – é sua noite de sorte, ou o quê?



FILME(INEDITO): MEN TO KISS[MANNER ZUM KNUSCHEN](GERMANY-2012-LONGA ZIPADO-LEGENDADO EM PORTUGUES)


VEJAM O TRAILER NO FIM DO POST


SINOPSE: Tobias é alegre e afeminado e Ernest é sério e discreto,eles são um casal gay onde um não poderia ser mais diferente que o outro. Com tantas diferenças, Ernest tem duvidas se Tobias está levando a relação dos dois a sério como ele. Uma amiga de colégio de Ernest acaba de chegar dos EUA para visitar Berlin,ela fará de tudo para separar os dois rapazes…E Tobias faz de tudo pra se livrar da baranga.

SYNOPSIS: Tobias ist Homosexuell und weibisch und Ernest ist ernst und diskret, sie sind ein Paar Homosexuell, wo man nicht mehr anders als die anderen sein könnte. Bei so vielen Unterschieden, hat Ernest Zweifel, ob Tobias nimmt ihre Beziehung ernst wie er. Ein Schulfreund von Ernest ist gerade aus den USA kamen nach Berlin zu kommen, wird sie alles tun, um die beiden Jungen zu trennen ... und Tobias tut alles, um der slapper loszuwerden.






FILME(REPOSTAGEM): A FOUR LETTER WORDS (USA-2007-LONGA ZIPADO-LEGENDADO EM PORTUGUES)


VEJAM O TRAILER NO FIM DO POST


SINOPSE: Manhattan é mais uma vez cenário para uma comédia romântica e muito sexy sobre a difícil arte de encontrar o amor num parceiro desejável. Luke sai quase todas as noites à caça de um homem para a noite. Ele não sabe que dessa vez, ao entrar no bar, ele conhecerá o homem da sua vida, Stephen. Mas a relação entre eles demora a engrenar: Luke dá bandeira, e Stephen se mostra incomodado. Com Charlie David, estrela de Dante´s Cove. Zeke e Luke trabalham em uma sex shop: Zeke leva a “libertação gay” a sério, Luke gosta de brilho e não leva nada a sério. Luke (Jesse Archer – Boy Culture) se sente ofendido quando conhece Stephen (Charlie David – Judas Kiss), que o chama de “gay clichê”. Stephen, ao que parece, tem uma vida muito boa. Só que às vezes, as aparências enganam e muito. Ainda assim, o amor pode chegar chegando e mudar a vida a nossa volta.




1.Como legendar os filmes 
Baixe e instale o programa K-Lite codec pack full e instale em seu computador.
O filme e a legenda deverao estar na mesma **pasta ( Meus documentos) e com o mesmo titulo (normalmente, ja estarao com os mesmos titulos).Ex:  filme( The man), legenda (The man .srt).,  apos instalar, abra o player e assista o filme legendado.
Ou
Legendar manualmente:
E’ necessario ter o player KMPlayer
Baixe e instale  o player KMplayer.
Clicke o filme desejado e escolha KMPLAYER.
O filme e a legenda devem estar na mesma pasta com os mesmos titulos.
Ao rodar o filme, de pause. Na face do player, clicke em open, em seguida no “type of file “ coloque “all files”. Procure a legenda que esta em verde e clicke nele, em seguida open. Pronto !! Tire o filme do pause e assista legendado.

1.How subtitling the films
Download and install the K-Lite codec pack full and install on your computer.
The film and the caption should be on the same ** folder (My Documents) and with the same title (normally already be with the same titles.) Ex: Movie (The man), subtitle (The Man. Srt). after install. open the player and watch the subtitled movie. (Note: Not all players leave subtitled, due to lack of a codec)
or

2-Subtitling manually:
You need to have the player KMPlayer
Download and install the player KMPlayer.
Click and select the desired movie KMPlayer.
The film and the caption should be in the same folder with the same titles.
Turning the movie, pause. In the face of the player,  click open, then the "type of file" put "all files". Look for the label that it in green and click in it and then open. Ready! Take pause the movie and watch subtitled.








MEDITATION

If you have trouble loving yourself, imagine that everyone in the world is a hungry soul whose life has been imperfect. Like you, they had imperfect parents. Like you, tragedies and difficulties befell them. If you could hear each person's story, you would probably be moved to tears and want to reach out and embrace that person. You would want to tell them that in spite of everything they've gone through, they have great value.


~Daphne Rose Kingma


~*~


Se você tiver problemas para amar a si mesmo, imagine que todos no mundo é uma alma com fome, cuja vida tem sido imperfeita. Assim como você, eles tinham pais imperfeitos. Como você, tragédias e dificuldades se abateu sobre eles. Se você pudesse ouvir a história de cada pessoa, você provavelmente seria levado às lágrimas e querer chegar e abraçar essa pessoa. Você gostaria de dizer-lhes que, apesar de tudo o que já passei, eles têm grande valor.


~ Daphne Rose Kingma


~ * ~


My primary relationship is with myself--all others are mirrors of it. As I learn to love myself, I automatically receive the love and appreciation that I desire from others. If I am committed to myself and to living my truth, I will attract others with equal commitment. My willingness to be intimate with my own deep feelings creates the space for intimacy with another. As I learn to love myself, I receive the love I desire from others.


~Shakti Gawain


Meu relacionamento primário é comigo mesmo - todos os outros são espelhos do mesmo. Como eu aprendo a me amar, eu recebo automaticamente o amor e apreço que eu desejo dos outros. Se eu me comprometo a mim mesmo e de viver a minha verdade, vou atrair outros com igual empenho. Minha vontade de ter intimidade com os meus próprios sentimentos profundos cria o espaço para a intimidade com o outro. Como eu aprendo a me amar, eu recebo o amor que eu desejo dos outros.


~ Shakti Gawain


I wish you a Gorgeous Day

And a Super Delightful Weekend

Relax, Be Safe, and Have Fun!


Peace and Love,

ANDY
 

Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (0) Comente aqui!

0 comentários:

CONFISSÕES DO DIVÃ







Os textos apresentados nesta seção buscarão ilustrar situações, angústias, problemas e experiências vivenciadas por alguns homens gays. Não existem experiências universais, comuns a todos os homens gays, cada um de nós é constituído e atravessado por diversas características que tornam a sua experiência única.  Nossa principal ideia aqui é pensar em possibilidades de enfrentamento para as questões aqui representadas, que em menor ou maior grau podem ser semelhantes com alguma das histórias vivenciadas por você. Essas histórias não são uma representação literal de histórias reais e sim textos fictícios.


O Dr. Alexandre é formado em Psicologia pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Atua como psicólogo clínico no Espaço Recontar na região de São José / SC. Fundamenta seu trabalho pelos princípios da Psicologia Sistêmica. Compreender os fenômenos psicológicos sistemicamente significa, literalmente, “colocá-los” dentro de seu contexto, estabelecendo a natureza das suas relações.


Você pode fazer perguntas e sugerir temas que nosso psicólogo responderá com todo prazer.

Bem, vamos ao tema de hoje:




É possível aprender a amar?

Alexandre de Souza Amorim, Psicólogo
alexandresouza.psicologo@gmail.com






Conheci Lucas em um grupo do whatsapp. Nos encontramos pessoalmente algumas semanas depois e ficamos. Ele é super divertido e é bonito. Saímos mais algumas vezes, fomos à praia e ao cinema. Dois meses se passaram e continuamos a ficar. Ele viajou e senti sua falta, nada muito desesperador. Quando voltou me pediu em namoro e eu aceitei. Completamos 11 meses de namoro e eu ainda não sinto que o amo. Ele vive falando que me ama e fazendo planos para o futuro. Ele é carinhoso, companheiro e fiel. Mas ainda assim, mesmo parecendo um príncipe encantado eu não o amo ainda. Não consigo dizer que o amo, por que não seria verdade. E no fundo do meu coração eu queria amar ele, mas não sei se vai acontecer. Vamos completar um ano de namoro e nada ainda. É possível aprender a amar?

Alexandre, 24 anos
Poderá gostar também de:
Postado por Mac Del Rey | (2) Comente aqui!

2 comentários:

LITERATURA GAY


Apresentamos hoje uma seleção para todos os gostos. São livros de autores variados, mas trazendo em comum o romantismo, angústias e amor em uma relação entre dois homens muito especiais.





O Emo e o Esportista

Evan Harris e Cole Morgan não poderiam ser mais diferentes. Evan é um emo solitário e vítima de maus-tratos que anseia ter uma vida melhor, enquanto Cole é o popular capitão da equipe de futebol da escola. Evan não sabe que Cole é gay e que é apaixonado por ele há anos. Evan não quer nada mais do que se formar e deixar sua vida atual para trás. Quando descobre que foi reprovado em Matemática, seu professor dá a ele uma segunda chance e encontra um tutor para ajudá-lo, que vem a ser justamente Cole Morgan. Cole e Evan logo se tornam próximos, e antes mesmo que entendam o que está acontecendo se descobrem apaixonados. O que não sabem é que Charlie, o ex-namorado ciumento de Cole, está fazendo de tudo para separar o casal feliz. Perseguindo e observando cada movimento de Cole, a única coisa que ele quer, é fazer com que o esportista seja seu novamente, sem se importar com o preço a pagar.


Poderá gostar também de:
Postado por Mac Del Rey | (0) Comente aqui!

0 comentários:

LIVROS DA ESTANTE


MAIS UM LANÇAMENTO AQUI NO BLOG:


Já nas bancas: Baba de Moço, de Aymmar Rodriguéz








A INDEX ebooks e Miguel Botelho têm o orgulho de anunciar a publicação do livro de poesia Baba de Moço, de Aymmar Rodriguéz.


“Baba de moça” é um famoso doce da culinária brasileira. Mas na poética debochada de Aymmar Rodriguéz a receita transformou-se numa curiosa publicação que já rendeu duas edições – e que agora chega à terceira, revista e aumentada, com exclusividade para a INDEX ebooks.


Nos ingredientes do Baba de Moço de Aymmar estão a ironia e o erótico em altas doses, o obsceno servindo como crítica às mazelas quotidianas: fanatismo religioso, homofobia, violência, consumismo, alienação. O leitor não encontrará doçura nos poemas que compõem este Baba. Não é poesia para estômagos delicados, mas sim para os que acreditam na Arte como veículo de transformação: “vamos acreditar / na descrença absoluta / recriar o mundo”. Apesar da rebeldia, o apimentado Baba de Moço não deixa de ser uma opção apurada para os paladares mais exigentes.


A versão em ebook custa apenas 1,00 € e está à venda nas seguintes lojas:







A versão em papel (print-on-demand) está à venda nas seguintes lojas:




BOA LEITURA !!!


Poderá gostar também de:
Postado por Mac Del Rey | (0) Comente aqui!

0 comentários:

LIBERDADE DE EXPRESSAO

GOOGLE REVERSES BAN ON EXPLICIT MATERIAL



GOOGLE VOLTA ATRAS NA PROIBIÇAO DO MATERIAL EXPLICITO


Pois e´, pessoal. A noticia veio do WALL STREET JOURNAL.

Nao sei exatamente a razao desta inversao, mas paerce que os protestos funcionaram.

O que e´um grande alivio para muitos blogs e sites., e tambem aos visitantes.

Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (0) Comente aqui!

0 comentários:

MINHA VIDA GAY

Uma família como qualquer outra: Casal gay conta história de adoção do filho, rejeitado por 3 casais héteros.


Gilberto Scofield Jr, PH e Rodrigo Barbosa: “Somos uma família como qualquer outra família do país”.


No fim de outubro, terminado o segundo turno das eleições, um telefonema de um dos grupos de adoção empenhados na busca ativa de pais para crianças em abrigos nos avisou. Havíamos sido habilitados pela Vara de Família do Rio em julho e, três meses depois, uma criança que se encaixava em nosso perfil estava num abrigo numa pequena cidade no Vale do Jequitinhonha, Minas Gerais. Partimos, com os corações aos pulos, eu e meu companheiro de 12 anos, numa viagem que nos pareceu interminável até Capelinha, cidade no Norte de Minas onde fica o Abrigo Lar Mamãe Dolores. Trata-se de uma jornada de avião até Belo Horizonte, outro voo até Montes Claros e quatro horas de carro alugado até Capelinha.

Durante a jornada, dentro do carro – e são 252 quilômetros entre Montes Claros e Capelinha – nossas cabeças doíam na expectativa do que poderia acontecer: será que ele vai com a cara da gente? E se ele não gostar de dois pais? Entre as intermináveis plantações de eucalipto que margeiam a rodovia estadual MG-308, a ansiedade só fazia crescer. Depois da ida à Justiça local, da visita ao advogado que daria entrada no pedido de guarda provisória, chegou a hora de conhecer o moleque.

O Lar Mãe Dolores é um abrigo simpático e simples para uma cidade paupérrima como Capelinha. PH estava lá: um menino de quatro anos que foi se aproximando desconfiado, mas que depois de 15 minutos, já estava brincando alegremente de carrinho com a gente. Nossos corações se encheram de esperanças, era emoção demais, carência demais de um lado e do outro, vontades súbitas de cair em prantos a troco de nada.

Negligenciado pelos pais alcoólatras, PH foi parar no abrigo aos dois anos de idade quando a mãe morreu (aos 28 anos) de complicações do vício. O pai decidiu que não queria mais criar o filho. Seis meses depois, uma mulher solteira em São Paulo o pegou para adoção, mas acabou denunciada pelo próprio irmão e por uma vizinha por maus tratos, obrigando a Justiça intervir, devolvendo-o de novo ao abrigo. Mais uma rejeição.

Antes de nós, três casais heterossexuais já haviam visitado PH no abrigo e também o rejeitaram: dois porque o acharam “muito feio”. O terceiro porque, para eles, PH era “negro demais”. Hoje, nós completamos quatro meses com ele no Rio, em nossas vidas. Ele está num pré-escolar, frequenta aulas de natação e ginástica e não poderia estar mais feliz com as novidades da nova vida. É um exercício especial de paternidade, aquela busca delicada entre dar a ele a sensação de pertencimento e acolhimento que ele precisa numa família que nunca teve e os limites que um menino de (agora) cinco anos precisa num momento em que testa tudo em relação à autoridade dos pais. Precisamos dar amor e ensinar o que é amor. Mas precisamos educar. Não faz parte de nosso planos criar um pequeno tirano. Como diz uma amiga: ser pai é a arte de dizer não. Mas não é assim em todas as famílias?

Toda essa história que aconteceu nos últimos meses e virou a minha vida – e a de meu companheiro – de cabeça para baixo, com um final mais do que feliz e que pode ser conferido por todos os amigos que nos cercam, é apenas para deixar claro o seguinte: nós – eu, meu companheiro, nosso filho PH, nossos dois gatos e nosso cachorrinho – somos uma família como qualquer outra família do país.

Esta colocação tem uma razão: a tentativa do inominável deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), presidente da Câmara e membro da bancada evangélica que se esmera como pode pela medievalização do país, decidiu ressuscitar o Estatuto da Família, que restringe a casais heterossexuais a adoção de crianças, entre outras medidas, como a proibição irrestrita do aborto. Isso num momento em que há farta literatura científica provando que crianças criadas por casais homossexuais não diferem em nada de crianças criadas por casais heterossexuais.

Portanto, os fundamentos de Cunha – o mesmo que começou sua carreira política de conchavos ao ser nomeado presidente da finada Telerj, ainda no governo de Fernando Collor de Melo (o que dá bem a ideia da trajetória política do deputado) – são meramente religiosos. E aí voltamos às intermináveis tentativas da bancada evangélica de acabar com a laicidade do Estado, transformando-o numa interpretação tosca e manipulada da Bíblia protestante.

Não, deputado Eduardo Cunha. O senhor não tem o direito de determinar o que é família num mundo em transformação e num país onde o percentual de famílias chefiadas por mulheres passou de 22,2% para 37,3%, entre 2000 e 2010, segundo dados mais recentes do Censo Demográfico de 2010. Isso não torna as adoções lideradas por casais homossexuais mais perfeitas ou melhores que as adoções feitas por casais heterossexuais. Simplesmente não há diferença constatada por qualquer estudo científico sério.

O que o Estatuto da Família faz é dar aos casais heterossexuais o monopólio da criação “perfeita” de filhos, quando todos nós conhecemos casais heterossexuais cujos filhos são desajustados ou simplesmente maus. O noticiário está aí cheio de exemplos de rapazes e moças que atropelam e matam pessoas sem prestar socorro. Ou bandos de jovens de classe média bem criados cuja maior diversão é tacar fogo em mendigos ou bater e espancar prostitutas, gays e nordestinos.

Não, deputado Eduardo Cunha. A paternidade virtuosa não é um monopólio da heterossexualidade. E caso a sua religião não pregue a tolerância, preste atenção num fato muito simples: toda a criança adotada por um casal de gays ou de lésbicas foi abandonada/espancada/negligenciada por um casal heterossexual, esse mesmo que o senhor julga serem os únicos capazes de criar filhos “normais”.

Sandra de Sá fala sobre sua homossexualidade para Marília Gabriela: "É como qualquer outro dom".




Sandra de Sá é a entrevistada de Marília Gabriela no "De Frente com Gabi" neste domingo (22) no SBT. A cantora falou de sua homossexualidade e da opção por se assumir como sendo um alívio. "É tirar um peso", afirmou.

Ela falou mais, que ser gay não é escolha. “É uma descoberta, é você se perceber. A homossexualidade é como a inteligência ou qualquer outro dom. Você desenvolve”, disse ela. “Se eu tive essa percepção, por que não vivê-la? Assumir é tirar um peso de você que não existe”, afirmou.

Ela acrescentou que ser gay não é uma escolha. “É uma descoberta, é você se perceber. A homossexualidade é como a inteligência ou qualquer outro dom. Você desenvolve”, disse.

A cantora chega aos 59 feliz com seu estado geral, apesar de dizer que não cuida muito de si própria e de sua voz, e também não se liga muito em dinheiro. "Sou um 5.9 da melhor qualidade, com tração nas quatro rodas", disse ela.

HUMOR- DIA DO ORGULHO HETEROSSEXUAL.


 

Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (0) Comente aqui!

0 comentários:

FOFOCAS DE CELEBRIDADES- GOSSIPS

Argentino ganhador do Oscar faz homenagem para sua noiva travesti.


Com trajes de gala, o casal desfilou pelo Dolby Theater, em Los Angeles, nos Estados Unidos


O co-roteirista da "Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância)", Nicolás Giacobone, que levou para casa uma das estatuetas de melhor roteiro do Oscar 2015, pôde comemorar o triunfo do filme com uma singela homenagem para sua noiva travesti com quem vive em Nova York.


"Não quero nem me reconhecer como uma mulher, porque não sou, eu sou uma travesti", garante Mariana


Quando ele subiu ao palco para receber o prêmio ao lado de seus companheiros de equipe, Giacobone dedicou sua conquista à Mariana, o nome verdadeiro da artista Ginna, mais conhecida pelo programa de entretenimento da televisão argentina "Sábado Bus".

Segundo o jornal Clarin, ela estava afastada da mídia há algum tempo para não ofuscar sua carreira em função de uma disputa com a atual apresentadora da atração, Florencia de la V. No entanto, sua presença na cerimônia de gala em Los Angeles não passou despercebida.

"Não quero nem me reconhecer como uma mulher, porque não sou, eu sou uma travesti. Nem quero exigir que a sociedade me reconheça como uma mãe, se quiser adotar um criança algum dia. Meu ego não é tão elevado para impor a minha perspectiva de vida", ela declarou.

Alan Turing devia ser um ícone gay’, diz Keira Knightley.



Revista Veja


'O Jogo da Imitação’, cinebiografia sobre o matemático que mudou a história da Segunda Guerra e colaborou para a ciência da computação, chega ao Brasil
 
Há cinco anos, a atriz Keira Knightley pensou algo em que boa parte dos espectadores do filme O Jogo da Imitação também devem refletir. “Como eu não conhecia essa pessoa?”, se perguntou a atriz em seu primeiro contato com a história de Alan Turing, matemático retratado na cinebiografia que conquistou oito indicações ao Oscar, entre elas a de melhor filme, ator para Benedict Cumberbatch, e atriz coadjuvante, para a própria Keira. “Ele é um herói inglês. E também devia ser um ícone gay. O fato de ele não ser é um erro a ser reparado”, diz a atriz em entrevista dada em primeira mão ao site de VEJA (confira vídeo abaixo).
 
Celebrado entre matemáticos e talentos da área de tecnologia, Turing merecia ter sua fama ampliada. A missão de apresentá-lo para uma grande plateia ficou nas mãos do diretor norueguês Morten Tyldum (Headhunters), outro indicado ao Oscar em 2015. No filme, que chega aos cinemas brasileiros nesta quinta-feira, 5, Turing é interpretado por Cumberbatch, que criou o personagem com pouquíssimo material de pesquisa, como voz ou vídeo. Nem por isso fez um trabalho vago, pelo contrário: sua atuação é uma das melhores do seu já respeitável currículo.
 
A trama começa com Turing se candidatando para um trabalho em Bletchley Park, antiga instalação militar secreta na Inglaterra, onde especialistas tentavam decifrar códigos alemães durante a Segunda Guerra Mundial. A missão do grupo é quebrar a Enigma, máquina usada pelo exército inimigo para se comunicar, combinar ataques surpresas e táticas de combate. A tarefa era (quase) impossível. A bendita era capaz de criar uma combinação incontável de códigos, que eram alterados todos os dias, à meia-noite. Decifrá-la apenas com a mente humana levaria cerca de 20 milhões de anos.



Turing então percebeu que apenas uma máquina poderia vencer outra máquina. Sua invenção funcionou e, estima-se, encurtou a guerra em cerca de dois anos, salvou mais de 14 milhões de vidas e ajudou diretamente na vitória dos aliados contra Hittler. Se não fosse o suficiente, anos mais tarde, os estudos do matemático se tornaram base para a atual ciência da computação. Seu final feliz, no entanto, estava longe de ser uma realidade. Em 1945, aos 42 anos, Turing foi encontrado morto: ele teria cometido suicídio ao ingerir uma dose de cianureto.
 
A morte do matemático ainda é tema de debate entre biógrafos que se dedicam a estudar sua vida. Assassinato ou um possível acidente com o composto químico, que era usado por ele para uma nova pesquisa, também são apontados como possibilidades. O britânico Andrew Hodges, autor do livro Alan Turing: The Enigma, que deu origem ao filme, defende que a homossexualidade velada do matemático o atormentava. Na época, ser homossexual era crime no Reino Unido e Turing acabou condenado e submetido a um tratamento hormonal, conhecido como castração química. Ele morreu dois anos depois, enquanto encarava os efeitos dos remédios, isolado e sem seu merecido reconhecimento pelos feitos durante a guerra, que deveriam ser mantidos em segredo. 
 
Apesar do desejo de Keira, de que Turing seja reconhecido como um ícone gay, o filme de Tyldum deixa a desejar neste aspecto. A homossexualidade do personagem é pouco explorada no roteiro. Mas o diretor é absolvido pelo seu bom trabalho ao jogar luz em uma figura tão importante para a história.



Marcos Pasquim e Marcello Melo Jr. farão casal gay.




A próxima trama das nove, “Babilônia”, terá mais um casal homossexual. Ele será vivido por Marcos Pasquim e Marcello Melo Jr.

Na novela, escrita por Gilberto Braga, Ricardo Linhares e João Ximeses Braga, Carlos Alberto (Pasquim), um treinador de saltos ornamentais, namorará escondido com o professor de slackline Ivan (Melo Jr.). O primeiro será enrustido e o segundo, assumido.

A história de ambos se cruzam com a do outro casal homo da novela, o formado por Teresa (Fernanda Montenegro) e Estela (Nathália Timberg). O filho delas, Rafael (Chay Suede), sofrerá com o bullying no colégio por ser criado por um casal de lésbicas.

Um de seus algozes será justamente o filho de Carlos Alberto, o homofóbico Fred (Filipe Ribeiro), que nem imagina que seu pai tenha um namorado.

Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (0) Comente aqui!

0 comentários:

PROHIBITED

NOVA POLITICA DO GOOGLE



Amigos, muito blogs e sites estao sendo fechados pelo google em razao a nova politica: Nas próximas semanas, já não permitirao blogs que contenham imagens ou vídeo nu sexualmente explícitas ou gráficas. Sera permitida a nudez apresentada nu artística, educacional, documentário, ou contextos científicos, ou quando existem outros benefícios substanciais para o público de não tomar medidas sobre o conteúdo.

A nova política vai entrar em vigor no dia 23 de março de 2015. Após esta política entrar em vigor, o Google irá restringir o acesso a qualquer blog identificadas como estando em violação da política revisada. No conteúdo será excluído, mas apenas os autores do blog e as pessoas com quem eles tenham expressamente compartilham o blog vai ser capaz de ver o conteúdo que fizerem privadas.

ANDY: *Infelizmente, essa nova politica fere o direito a ``LIBERDADE DE EXPRESSAO`. Muitos blogs ja protestam contra tais medidas,  onde em uma delas encontramos esta imagem:

To the censors of Google...

NOVA POLITICA DO GOOGLE:



RESPOSTA:







REMEMBER: 

JE SOUIS CHARLIE.


Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (5) Comente aqui!

5 comentários:

PODEROSO















Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (0) Comente aqui!

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...