Slide 1 Slide 2 Slide 3

CONTOS DO LEITOR



Foi por pouco


 

Meu nome, me chamem de Leu, tenho 1,82 de altura moreno, 17 anos, sim muito ansioso para os 18. Foi em um dia qualquer onde eu estava logado em um desses aplicativos gays, Scruff, e comecei a procurar pessoas e mandando o famoso "oi". Até que um perfil me chamou a atenção. Moro em uma cidade no norte do Paraná, não tem muita coisa a se fazer por aqui, e as pessoas são bem conservadoras, por isso o fato de ser difícil se assumir perante a sociedade. Bom voltando ao perfil, era um menino, menor de idade, e ele era o estilo que mais me dava tesão, baixo, branquinho, magro, óculos, estilo nerd. Conversa vai conversa vem, percebemos que o tesão estava aflorado nos dois. Ele era passivo.

Estava na casa dos meus avós, meu pai estava trabalhando e meus avós haviam saído, minhas irmãs intretidas com a televisão no quarto. Pedi pra ele vir até ao meu local, pois a casa do fundo estava disponível e era só trancar a porta. Bom, combinei de encontrar ele para virmos juntos.

Quando o vi, meu chão desapareceu, era lindo, meu perfil de garoto! Vi meu futuro com ele. Aquela conversa meio estranha até chegar na casa dos meus avós. Quando chegamos, entramos em silêncio, ele perguntou onde era o banheiro, mostrei a ele, logo se dirigiu até o banheiro, demorou uns 2 minutos e saiu. Pedi pra ele entrar no quarto enquanto trancava a porta.

Quando cheguei no quarto lá estava ele parado sem dizer nada, com aquele rosto de criança, um sorriso inocente, ahahah, não imaginava o que estava por vir!

Perguntei:
-eae, como vai ser?
-Você que sabe, respondeu ele.

Foi a minha deixa, me aproximei, e por ele ser mais baixo estilo 1,65, o beijei, apertei sua cintura, o agarrei com muita força, a boca dele estava muito doce. Poderia ter ficado ali eternamente. Logo tirei sua camiseta, sua calça, quando vi já estávamos no colchão, ele só de cueca e eu de bermuda. Ele tentou abrir meu zíper, vi que estava com dificuldade, parei de beija-lo, "não queria parar". Tirei minha bermuda, cueca minha e a del. Jogamos tudo. Ele deitado e eu em cima, agarrava-o, como ele era magro, meu braço dava a volta na sua cintura. Que delícia, sentia que era dono dele! Da sua boca para a orelha, da orelha pró queixo, mordia, beijava, mordiscava, seu pescoço, que perfume maravilhoso! (tenho que comprar depois).


 

Fui descendo até seu mamilo, e de repente vi ele se transformar. O tesão dele aumentou de uma forma que ele me virou, trocamos de lugar, ele em cima de mim, desceu até meu pau e abocanhou. Aquela língua que rodeava a cabeça do meu pau que parecia que iria explodir de tanto tesão. Ele engoliu de uma maneira que senti o líquido de pré-esperma saindo e lubrificando sua boca. Foi aí que ele veio e me beijou. Quando ele me beijou, passei a mão por suas costas e descendo até sua bunda encontrando seu cuzinho, que delícia! Encostei a cabeça do meu pau na sua entrada quando ouvi meu pai chamando. Foi quando meu tesão desapareceu, meu coração foi parar na boca, estava literalmente fodido. Olhei pra ele e disse:

-fodeu.
-o que eu faço, disse ele.
-se troca e entra no banheiro, tranca a porta e não sai de lá.


Fui até meu pai que tinha chegado do serviço sujo e foi tomar banho no banheiro da casa da frente. Eu corri e fui no banheiro dos fundos, disse que ele já poderia ir embora. Levei ele até o portão e combinamos de conversar para marcamos de terminar o que havíamos começado.

Tinha me apaixonado por aquele menino: eu iludido, e ele uma puta! Descobri depois que ele estava em um namoro, e que andava dando pra muitos, me mandava snaps provocando. O último antes de eu o bloquear foi um que ele mandou com o corpo todo arranhado por outro moleque. Aquilo me doeu, pois estava apaixonado.

Nunca mais o vi, excluí ele das minhas redes sociais, mas sei que a cidade é pequena e que posso trombar com ele a qualquer momento, e o que eu vou fazer? Vou ignorar a pessoa que me beijou intensamente e sofrer ahahah?.


Poderá gostar também de:
Postado por Mac Del Rey | (3) Comente aqui!

3 comentários:

  1. NOSSA! QUE MERDA DE CONTO. MAL ESCRITO, PRETENSIOSO E BABACA. RARAS VEZES VI UM TEXTO TÃO MERDA QUANTO ESTE.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Até que eu gostei, porque parece coisas que acontecem na real. Não parece inventado. Para melhorar, deveriam corrigir alguns errinhos de Português.

      Excluir
  2. Nao parece um conto de uma pessoa de 17 anos...
    Muitas vezes, noto pelos termos e jeito de escrever que varios contos sao escritos pelo mesmo autor.
    Paulao.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...