Slide 1 Slide 2 Slide 3

HOMOSSEXUALIDADE


Lealdade ou fidelidade? Cultive o segredo das relações duradouras.





Se tem uma coisa que todo mundo busca hoje em dia é a tal da fidelidade. Eita palavrinha valorizada! O curioso é que vivemos um momento da história da humanidade onde as relações humanas estão cada dia mais ligeiras, compartilhadas e instântaneas.

O fato é que muitas pessoas acabam deixando de lado o verdadeiro valor da lealdade, sentimento que pode ser considerado até mais poderoso que a fidelidade. Ser leal é muito mais complexo do que se imagina, já que é preciso de conjunto de princípios que vai muito além do dever moral.

Nos relacionamentos, o foco principal não é, necessariamente, não trair o companheiro, mas estar pronto para apoiá-lo, entendê-lo e respeitá-lo. Isso pode exigir ainda mais de alguém, e nem sempre todos estão preparados para esse desafio.

Lealdade x Fidelidade
Ser fiel é importante? Bom, isso não é uma regra para um relacionamento dar certo. A fidelidade é, de forma simples, não enganar o parceiro com aventuras amorosas. É ter convicção de seu amor e manter-se firme em sua decisão.

Já a lealdade representa um compromisso, uma conexão e um cuidado mútuo entre o casal. Ser leal significa apoiar o parceiro nas horas boas e nas ruins, respeitá-lo e compreendê-lo mesmo nas situações mais difíceis.

Ter um parceiro fiel quer dizer que você não sofrerá traição. Já ter um parceiro leal significa ter um cúmplice que permanecerá com você durante os mais diversos desafios.

Os dois sentimentos nem sempre andam juntos. Uma pessoa pode nunca ter sido infiel e, mesmo assim, não ser leal. Para prometer lealdade a alguém, é preciso percorrer um longo caminho de cumplicidade, carinho e afeto.

3 hábitos de casais felizes
Construir um relacionamento focado na lealdade não é fácil, mas também não é impossível. O resultado tende a transcender a paixão e o romantismo, garantindo um futuro próspero. Abaixo, listamos três coisinhas que você pode fazer no seu dia a dia. Pode até parece bobeira, mas faz uma diferença fodida! Quer tentar?

1. Diga “bom-dia”
Mesmo com o passar do tempo, o carinho de um “bom-dia” todas as manhãs é uma forma de manter a relação saudável e feliz. Um beijo de tchau na hora da saída ou um abraço na chegada aproxima o casal e reforça que ambos tenham um companheiro leal a quem recorrer.

2. Cultive sonhos em conjunto
Todos sabem que os desafios de um relacionamento são extensos. Entretanto, com lealdade e cumplicidade, é possível vencer os obstáculos.

Uma forma de motivação frente às dificuldades é estabelecer planos, metas e sonhos junto com o parceiro. Pode ser a compra da casa própria ou um fim de semana de folga na praia. Trata-se de um objetivo para lembrar que o esforço vale a pena.

3. Converse sobre tudo
Conversar sobre os mais diversos tópicos é um meio de nutrir a relação e se conectar com o parceiro. Os papos não precisam se restringir à famosa (e temida) “DR”, mas, sim, englobar fatos do cotidiano, opiniões e pensamentos sobre qualquer assunto. Contar sobre seu dia de trabalho ou sobre o livro que você está lendo também é uma forma de aproximação.

Depilar o ânus faz mal para a sua saúde?




Tá rindo do que? Saiba que essa é uma questão muito importante, que devemos considerar sempre. Com a retirada dos pelos, as bactérias têm acesso mais livre para entrar na pele, através dos poros, e também nas cavidades anal.

Além disso, o atrito direto com a cueca aumenta a umidificação do local, o que facilita ainda mais proliferação de microorganismos. Mas fica calmo! Não há contra-indicação para a depilação anal, apenas alguns cuidados devem ser tomados. Se liga!

Cuidados com a depilação anal

A prática não é contraindicada, desde que sejam considerados alguns fatores, como a escolha de um estabelecimento que utilize apenas materiais descartáveis; a higienização adequada da região; e a atenção à textura da pele e sua sensibilidade, o formato do pelo e sua cor.

Para alguns especialistas, é importante manter alguns pelos perto da entrada do ânus, pois eles são uma forma de proteção, uma barreira contra infecções. Mais próximos a esses locais, sugere-se usar apenas uma tesourinha para deixar os pelos bem curtinhos.

A higienização durante a depilação dessa região é outro ponto que precisa de cuidados específicos. Antes do procedimento é importante utilizar um sabonete antisséptico para evitar qualquer contaminação. A cera e os utensílios utilizados, como palitos e luvas, nunca devem ser reaproveitados, pois podem ser veículos de transmissão de doenças.

Outro detalhe que é importante lembrar antes de depilar o ânus é que pelos encravados e alergia também são reações frequentes em peles mais sensíveis quando são expostas às depilações com cera quente ou lâminas.

Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (0) Comente aqui!

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...