Slide 1 Slide 2 Slide 3

NOTICIAS DO MUNDO GAY

Milhares vão às ruas na Itália  em prol do casamento gay.


Senado italiano começará a debater casamento e adoção gay

Milhares de pessoas foram às ruas da Itália, no sábado, 23, para defender a legalização da união entre pessoas do mesmo sexo e a adoção por estes casais.

Na próxima quinta-feira, 28, o Senado do país começará a discutir os temas. O lema da campanha pró-direitos homossexuais é “Acorda Itália! É hora de sermos civilizados!”.

“Estamos em um momento decisivo. As uniões civis são uma realidade na sociedade, elas também devem se tornar reais dentro do nosso sistema legal”, disse a autora do projeto de lei, Monica Cirinnà, à Agência Ansa.

Maurizio Sarri: Técnico italiano é suspenso  após insultos homofóbicos.


Técnico também foi multado após confusão na terça-feira, 19

O técnico do Napoli, da Itália, Maurizio Sarri, foi suspenso por duas partidas do campeonato italiano e multado em 20 mil euros (cerca de R$ 90 mil) por causa de insultos homofóbicos.

Os insultos foram proferidos contra o técnico do Inter de Milão, Roberto Mancini, quando o time de Sarri perdeu por 2 a 0 na terça-feira, 19, nas quartas de final.

O Napoli disse que a decisão desta quinta-feira, 21, esclarece que os comentários foram feitos em “momento de raiva” e não para aumentar a discriminação. O clube espera que Mancini aceita suas desculpas “que foram repetidamente oferecidas”.

Mancini também foi multado em 5 mil euros (cerca de R$ 22 mil) por ser “desrespeitoso” a um dos árbitros e ter atitude intimidante perante o técnico adversário. Ambos foram expulsos de campo.

Papa Francisco se encontra com Tim  Cook, presidente da Apple.


Motivo do encontro não foi divulgado


O Papa Francisco teve um encontro com o presidente da Apple, Tim Cook, na sexta-feira, 22. Cook é abertamente homossexual e já declarou que ser gay “é um dos melhores dons que Deus me deu”.

Não se sabe o motivo do encontro, mas este foi a segunda reunião este mês do pontífice com poderosos executivos da tecnologia. Há duas semanas, o Papa encontrou Eric Schmidt, um dos principais executivos do Google.

Condenados 2 garotos de programa  que assassinaram cliente fixo.


Homens mataram e roubaram a vítima e fugiram para Miami

Dois garotos de programa foram condenados de 25 anos à prisão perpétua por assassinar um cliente fixo no bairro de Chelsea, Nova York.

No julgamento, na quarta-feira, 20, Edwin Faulkner, 33 anos, e Juan Carlos Martinez-Herrera, 35, foram condenados por amarrar, asfixiar e roubar John Laubach, 57 anos, em seu próprio apartamento em 2 de março de 2012.

No julgamento, os jurados ouviram que eles saquearam a casa de Laubach para roubar jóias e objetos de valor e os vendeu em uma loja de penhores antes de fugirem para Miami.

O promotor de Justiça disse que, embora os andarilhos tivessem sido contratados para sexo, Laubach fez questão de ser gentil com eles. “Ele os deixava tomar banho lá. Ele conversava com eles. Ele os deixava guardar suas roupas lá”, disse.

Igreja na Austrália pede perdão aos LGBT.





Uma igreja progressista na Austrália protestou em sua própria placa, pedindo perdão pelo tratamento que a religião anglicana costuma dar às pessoas LGBT.

O protesto da Paróquia Anglicana de Gosford, ao norte de Sidney, foi em resposta à Comunidade Anglicana, que vetou um casamento do mesmo sexo realizado por uma filial americana. “Pessoas LGBTIQ, por favor, nos perdoe!”, diz o recado bem na placa da igreja.

Um padre da Igreja Anglicana de Rod Bower, explicou o signifcado do protesto em seu facebook, escrevendo: “Enquanto a comunidade anglicana continua a condenar e marginalizar a população LGBTIQ, devido às suas crenças limitadas e entendimento equivocado da Bíblia, tudo que podemos fazer é pedir perdão.”

A Paróquia de Gosford, na Austrália, tem o costume de usar seus cultos para falar aos marginalizados e minorias, mesmo muitas vezes discordando de alguns mandamentos da Igreja Anglicana, onde costuma prevalecer uma postura mais conservadora.

Haddad dobra o número de travestis ajudadas pela prefeitura de SP.




Em uma iniciativa pioneira no Brasil, a prefeitura de São Paulo criou há 1 ano, o programa Transcidadania, que oferece ajuda de custo e condições de recuperação e oportunidades de vida e emprego a travestis e transexuais em situação de vulnerabilidade social.

Aconteceu no último dia 20 um evento público que reuniu participantes da primeira turma beneficiada pelo programa, que agora dobrará de tamanho, passando a atender 200 pessoas. A bolsa de estudos oferecida aos participantes também será reajustada para o valor de R$ 910, permitindo que  se dediquem exclusivamente aos estudos durante dois anos.

Em fala durante o evento, o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, afirmou: “Em 12 meses, foi possível transformar a vida de pessoas que já não tinham esperança de que podiam alcançar os seus objetivos e que muitas vezes se dedicavam às atividades que não eram condizentes às suas aspirações. Agora, pela educação, elas terão oportunidades renovadas”.

Além da entrega dos certificados de conclusão dos cursos de Mercado de Trabalho e Direitos Humanos, feitos em 2015, também foram homenageados os 31 formandos que finalizaram antecipadamente o ensino fundamental ou médio e que entram agora no último ano de frequência do programa.

Ficam aqui nossos sinceros parabéns pela iniciativa corajosa e ousada, porém urgente e necessária, ainda que isso contrarie o interesse de muitos conservadores e retrógrados, que infelizmente ainda são maior parte na política brasileira.

Vale lembrar que o Brasil é o país que mais assassina travestis e transexuais no mundo anualmente.
Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (0) Comente aqui!

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...