Slide 1 Slide 2 Slide 3

CONFISSÕES DO DIVÃ






Os textos apresentados nesta seção buscam ilustrar situações, angustias, problemas e experiências vivenciadas por homens gays. Não são uma representação literal de histórias reais e sim textos fictícios que tem por finalidade apresentar possibilidades de enfrentamento para as questões representadas.

O Dr. Alexandre é formado em Psicologia pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Atua como psicólogo clínico no Espaço Recontar na região de São José / SC. Fundamenta seu trabalho pelos princípios da Psicologia Sistêmica. Compreender os fenômenos psicológicos sistemicamente significa, literalmente, “colocá-los” dentro de seu contexto, estabelecendo a natureza das suas relações.

Você pode fazer perguntas e sugerir temas que nosso psicólogo responderá com todo prazer.
Bem, vamos ao tema de hoje:


Como faço para ajudar meu namorado que está com depressão?

Alexandre de Souza Amorim, Psicólogo
alexandresouza.psicologo@gmail.com




Olá, estou bastante desesperado. Meu namorado está com depressão. Já faz 6 meses que ele está desempregado. Tudo começou por isso. Depois de alguns meses ele decidiu assumir nosso relacionamento para sua família, e não foi nada como esperávamos. Os pais dele disseram coisas horríveis e apesar de não ter expulsado ele de casa diretamente, o pai disse: “Filho veado eu não tenho, se for continuar com essa palhaçada pode esquecer que um dia foi meu filho”. Lógico que não tinha como continuar morando com eles nessa situação. Ele veio morar comigo. Mas está cada vez mais triste, não sai mais de casa para procurar emprego e volta e meia eu o encontro chorando pelos cantos. Convenci ele a ir em uma psicóloga que disse que ele estava com depressão. Ele ficou assustado e resolveu não ir mais. Como eu posso fazer para ajudá-lo?
Lucas, 24 anos

           
Olá Lucas. O primeiro obstáculo que amigos e familiares enfrentam ao tentar ajudar uma pessoa com depressão são as flutuações de humor, as mudanças de comportamento e as respostas “curtas” da pessoa. E no começo pode ser bastante frustrante.

Por um lado, está você e outras pessoas que querem ajudar, querem tirá-lo dessa situação... Querem mostrar a ele que não está sozinho, confortá-lo e mostrar que estão verdadeiramente “lá”. Mas por outro, a sensação de que a pessoa não tem melhora, de que “não aceita a ajuda”, provoca em todos uma sensação de impotência.

Vamos trabalhar com 5 etapas importantes desse processo:

1. As variações de humor

A depressão e a ansiedade que muitas vezes caminham juntas, são desestabilizadoras e com elas chegam estados emocionais variados. Há momentos em que tudo parece estar bem e em um instante a pessoa muda e não há vontade de fazer nada.

Do que é essa pessoa que está deprimida precisa nesse momento? Que lhe digam que é normal. Quando ele estiver recolhido, respeitem e não entendam isso como um gesto de “não aceitar ajuda”. Que as explosões (que também podem existir) sejam relevadas – é preferível falar sobre isso nos momentos em que a pessoa que está deprimida se sente mais calma.
Do que é essa pessoa que está deprimida NÃO precisa nesse momento? De qualquer forma de pressão. De cobranças.

2. Anedonia / Indiferença

Um dos principais sintomas da depressão é a anedonia, a ausência de prazer em relação às coisas que até há pouco tempo davam prazer. Pode ser muito difícil para os familiares e amigos enfrentarem tantas recusas, tantas mudanças. Mas é importante lembrar que quando a pessoa com depressão diz que não tem vontade de fazer algo que antigamente fazia com alegria, não está demonstrando descaso, desinteresse, rejeição. Faz parte do quadro depressivo e VAI PASSAR.

Do que é essa pessoa que está deprimida precisa nesse momento? De paciência.

3. Alterações do sono e do apetite

É comum haver alterações do sono e do apetite. Algumas pessoas dormem muito mais quando estão deprimidas ou ansiosas – NÃO É PREGUIÇA! Outras sofrem de insónias e ficam acordadas até tarde – NÃO É PROPOSITAL! O mesmo acontece em relação à comida. Algumas pessoas comem muito mais, outras perdem o apetite.

Do que é essa pessoa que está deprimida precisa nesse momento?  De adaptação.

4. Consciência do sofrimento

Apesar incapacitar a pessoa de fazer muitas coisas, a depressão não impede que ele perceba o seu sofrimento e o sofrimento dos que estão a sua volta. Ele sabe que é difícil para você também. Sabe que é provável que você se sinta impotente e até excluído.

Do que é essa pessoa que está deprimida precisa nesse momento?  Que o escute com atenção. Que Você, os familiares e os amigos estejam “lá”.

5. Otimismo

O otimismo tem um efeito poderoso nas pessoas que estão deprimidas, por isso é tão importante reforçar mensagens positivas.

Do que é essa pessoa que está deprimida NÃO precisa nesse momento? De pessimismo. De dramas.


Do que é essa pessoa que está deprimida precisa nesse momento? Que lhe digam “Isso vai passar”, ou “Eu também já passei por isso”.




Poderá gostar também de:
Postado por Mac Del Rey | (2) Comente aqui!

2 comentários:

  1. Hello i would like to have an exchange link partnership whith my blogs:

    http://iamgay.canalblog.com
    http://desgars.erog.fr
    http://danyxgaymodel.canalblog.com
    http://danylovestwinks.nibblebit.com

    Would you like it too?

    Thanks
    Dany

    If you want to have more visitors, you can add your site on this top:

    thanks for this hooot blog
    dany

    http://www.topsiteguide.com/toplist.asp?site=BestGayBlogs

    ResponderExcluir
  2. Depressão não é tão simples como parece e a falta de um emprego atinge tudo, desde parte financeira, auto estima, entre outras.
    Anos atrás, ja passei por uma fase de desemprego, e o que me ajudou foi o convivio na faculdade, que de certa forma era uma distração.
    Leve seu namorado para passear, caminhar também ajuda,e acima de tudo se socializar.
    Otimismo sempre!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...