Slide 1 Slide 2 Slide 3

CONFISSÕES DO DIVÃ









Os textos apresentados nesta seção buscarão ilustrar situações, angústias, problemas e experiências vivenciadas por alguns homens gays. Não existem experiências universais, comuns a todos os homens gays, cada um de nós é constituído e atravessado por diversas características que tornam a sua experiência única. 

Nossa principal idéia aqui é pensar em possibilidades de enfrentamento para as questões aqui representadas, que em menor ou maior grau podem ser semelhantes com alguma das histórias vivenciadas por você. Essas histórias não são uma representação literal de histórias reais e sim textos fictícios.

O Dr. Alexandre é formado em Psicologia pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Atua como psicólogo clínico no Espaço Recontar na região de São José / SC. Fundamenta seu trabalho pelos princípios da Psicologia Sistêmica. Compreender os fenômenos psicológicos sistemicamente significa, literalmente, “colocá-los” dentro de seu contexto, estabelecendo a natureza das suas relações.

Você pode fazer perguntas e sugerir temas que nosso psicólogo responderá com todo prazer.


Bem, vamos ao tema de hoje:


Dificuldade de explicar vontade de fazer sexo a três

Alexandre de Souza Amorim, Psicólogo
alexandresouza.psicologo@gmail.com

 


Primeiro gostaria de dizer que essa é a minha sessão preferida do blog. Venho aqui quase toda semana e alguns textos me ajudam muito. Sempre quis escrever mas tinha um pouco de vergonha. Mas agora eu criei coragem. Eu estou em um relacionamento longo. Ao menos é o mais longo que já tive. Quatro anos e sete meses. Somos ótimos juntos, nos damos muito bem e nos amamos muito. O sexo ainda é muito bom. Mas eu ainda tenho uma fantasia que não realizei. E que a medida que vamos planejando o futuro, como comprar um apartamento juntos e ter filhos, isso fica mais latente. É como se a hora fosse agora, enquanto estamos só namorando. Não sei explicar. Eu tenho vontade de vê-lo transando com outro cara. Principalmente isso, mas também de depois me enfiar no meio e fazer sexo a três. Como se explica essa vontade de ver o seu namorado transado com outro (ou outros) na minha frente? De onde pode vir essa fantasia? Nas vezes que tocamos no assunto de maneira superficial e ele deixou claro que isso é algo que ele não faria. Tenho muita dificuldade de explicar isso para ele. Se puder me ajudar com minhas dúvidas, eu agradeço.
Ítalo, 29 anos

           
Oi Ítalo. Obrigado pelos elogios.

Vou tentar responder as suas dúvidas.

Não existe uma única causa. Somos diferentes e por isso reagimos a estímulos de modo diferentes.

De todos os casos que já atendi com essa queixa, as origens foram diferentes. O que é importante verificar é o sentido/motivo (além do prazer) que leva cada um a praticar essa forma de sexo. Isso é muito particular.

Existem aqueles que encontram nessa maneira de sentir prazer, o modo de serem humilhados (para essas pessoas isso é muito prazeroso), outros para terem o consentimento da parceria para transarem com outras pessoas, outros para realizarem uma fantasia (e só isso e nada mais), outros porque começaram a fantasiar com essa situação, outros foram expostos a estímulos como esse e desenvolveram essa forma de prazer... Além dessas possibilidades, há várias outras. Ou seja, cada caso precisa ser analisado separadamente.

Mas é importante salientar que, o que dever ser visto como um sinal de alerta é se há sofrimento, se a há brigas porque a parceira não aceita, se a relação corre perigo... Esses são alguns dos sinais que devem ser vistos como alerta, e nesse caso é importante procurar um psicólogo para ajudar.

Seu medo pode estar relacionado ao fato de seu namorado já ter dado indícios de que ‘não vai rolar’. Você está conflitante em expor sua vontade e mudar as coisas após revelar sua fantasia, e isso é algo comum a muitas pessoas que guardam um ‘segredo’ no relacionamento.

O dialogo sincero é uma maneira de encontrar uma solução para o que acontece. Juntos vocês podem decidir o que é melhor para relação. Mas você precisa estar pronto para ouvir, ser questionado, explicar o que sente com clareza e para as mudanças que tal revelação podem trazer (ou não) para o relacionamento.




Poderá gostar também de:
Postado por Mac Del Rey | (1) Comente aqui!

Um comentário:

  1. Entre os héteros essa fantasia é chamada de "cuckold" quando o homem gosta de ver sua mulher com outro e "cuckquean" quando é a mulher que quer ver seu marido com outra. Eu já li na internet a expressão "gay cuckold" que seria a situação que o Ítalo citou. O Ítalo tem que decidir, caso o namorado não aceite de jeito nenhum realizar isso como já disse, se ele pode seguir a relação tranquilamente sem realizar essa fantasia ou não, sob risco de desgastar a relação.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...