Slide 1 Slide 2 Slide 3

Estupro?



Pessoal, boa noite. O relato de hoje foi enviado pelo nosso visitante Yuri que tem 15 anos e pede o conselho de vocês para tentar entender o porquê da reação do amigo (17) que devido a uma brincadeira acabou resultando numa violência sexual.


Ele diz que não considera que foi um estupro, mas tenta entender porque o seu melhor amigo, o tratou com tanta violência? E se vale apena esquecer o ocorrido e voltar a ser o que era antes, pois apesar do que aconteceu esse amigo sempre o ajudou.

Titulo sugerido

Estupro?

"TUDO o que irei relatar agora tem... Uma certa parcela de culpa da minha parte. "Estupro" pode ser ate exagero da minha parte pois... Mesmo mandando parar e sofrendo muita dor ... No fim parece até que eu sentir prazer!"



Segue o Relato
Meu nome é Yuri e tenho 15 anos e sou da Cidade de Cascavel (PR).
Faz + ou menos 1 ano que conheci o Diogo e nos tornamos grandes amigos. Neste mesmo período, fui descobrindo a minha sexualidade (e sentindo uma forte atração sexual pelos meus colegas de escola a ponto de me masturbar pensando neles). Mas... Tinha muito medo que descobrissem isso (na verdade, imaginava que fosse apenas uma fase)...
No início desse ano tive um problema com a nova matricula na escola. Mas a mãe do Diogo me ajudou, pois ela era merendeira nessa escola e o Diogo pediu para que ela intercedesse por mim.. felizmente tudo ocorreu bem e já estava matriculado nesta nova escola.
Um certo dia - na aula de educação física - estávamos todos no banheiro. E ao ver aquele monte de garotos semi nus... cabei ficando excitado e o Diogo ficou me zuando. Fiquei todo envergonhado!


Certo dia fui na casa do Diogo e ele estava no banheiro tomando banho e começamos a conversar (eu da janela e ele no banheiro). O assunto era sobre o seu alistamento no exercito e assunto ia de vento em popa.
O Diogo sai do banheiro enrolado numa toalha e ai faço uma brincadeira e digo que ele vai deixa o sabonete cair no banheiro do quartel. Ele riu e disse que quem ia adora pegar sabonete era eu. Enfim...
A brincadeira estava fluindo muito bem.
Aí... resolvi colocar mais pimenta na brincadeira (pois já estava excitado vendo ele de toalha) e disse que com a pinta de gay dele "ele seria enrrabado no primeiro dia no quartel". Aí ele retribuiu apertando o pau por debaixo da toalha e disse que o "gay era eu! E Se você não para, te como aí mesmo!" 


Coloquei mais lenha na fogueira e ele veio em direção a janela e eu pulei para lado de fora. 
Ele rindo disse:

"É bom mesmo, pois se eu ti pego... Já era"!...
TUDO o que irei relatar agora tenho... Uma certa parcela de culpa da minha parte. "Estupro" pode ser ate exagero da minha parte pois... Mesmo mandando parar e sofrendo muita dor ... No fim parece até que eu sentir prazer

Ele entrou e foi para o seu quarto e disse que se eu fosse atrás "ele iria comer um viadinho".
Aí ei fui e quando cheguei perto da porta ele me puxou e me jogou na cama (ele era mais forte) e disse:
"QUEM AGORA É O VIADINHO? FALA"!
Eu estava deitado de barriga para cima e ele em cima de mim. Eu ri e disse para ele "parar com isso".
Só que... ele não saiu de cima e tirou o seu pénis de dentro da cueca e tentou enfiar a força na minha boca (!)
Acabei virando o rosto e fechei a boca. Tentai sair daquela situação, mas ao virar acabei ficando deitado de bruços. 
Ele aproveitou e desceu meu short. Ele tentava a penetração,mas eu “ trancava”.. Porém... Ele forçou a barra e conseguiu me penetrar. senti uma dor insuportável. Afinal era a minha 1a. vez e não estava preparado para tal situação.

Gritei e disse para ele parar, mas ele não deu ouvidos. Ele metia o seu pênis dentro de mim... Metendo várias e várias vezes sem dó e dizendo:
"Quem agora é o viadinho"?!
Após o término, ele saiu de cima e perguntou se eu tinha gostado. Eu não respondi absolutamente nada e saí correndo.
Nos dias seguintes o evitei (Estava preocupado se ele comentasse algo na escola). Mas até o momento está tudo tranquilo. Eu tenho evitado mas ele tem se aproximado de mim como se nada tivesse acontecido.
Sinceramente fiquei magoado com ele. apesar de tudo éramos amigos e... Creio que ele deveria ter tido um pouco mais de consideração por mim. Enfim... Pretendo conversar com ele sobre o ocorrido...Pois não quero deixa de ser seu amigo.


desculpas pelos meus erros de português.
Um abraço pessoal e para toda equipe do blog

Poderá gostar também de:
Postado por Estagiario | (12) Comente aqui!

12 comentários:

  1. Yuri, nada justifica a violência. Você realmente foi estuprado. Essa linha de pensamento (ele/ela me provocou, estávamos brincando) é a justificativa mais comum utilizada por criminosos sexuais. Eu se fosse você, procuraria um adulto de confiança e iria à delegacia denunciar o seu "amigo", e mais do que nunca me afastaria dele.

    ResponderExcluir
  2. acredito que muitas coisas entre vc e seu parceiro devem ser faladas, pode ser ai que vcs se entendam, quem sabe seu amigo tb descobriu o que ele gosta e vcs vao ser feizes, sem ter que dar satisfaçao a niguem

    ResponderExcluir
  3. Estagiário Muito obrigado por postar meu relato.E quanto ao comentário do anónimo eu não teria coragem de fazer essa denuncia,pois reconheço a minha culpa e sei que devo conversa com o Diego e ver que vai sobrar alguma coisa da nossa amizade.ass: Yuri

    ResponderExcluir
  4. Yuri, você não tem culpa nenhuma.Você foi a vítima de violência sexual.Se afaste desse falso amigo e o denuncie.

    ResponderExcluir
  5. Infelizmente seu amigo passou do ponto sim, acredito que teria acontecido essa relação de forma consensual, mas ele não respeitou seu momento, talvez acreditando que vc está fazendo charme como as vezes vemos em filmes pornos como fetiches! Acredito que seja valido vc conversar com ele e expor tudo o que vc sente e para saber qual a impressão dele sobre o ocorrido e aí sim saber o quanto vale manter qlq forma de relação com ele.

    ResponderExcluir
  6. Yuri. tenho 57 anos, e o que ocorreu foi seu amigo fazer contigo o que tem vontade e não consegue fazer com uma mulher, ele é violento, não se iluda, se afaste ele te fará sofrer.

    ResponderExcluir
  7. Pra mim, ta parecendo mais um sexo consentido que propriamente, um sexo forçado, de acordo com o seu relato.

    Vc iniciou um assunto que por mera btrincadeira, continuou insistindo , onde ja deveria ter acabado. Ou , seja, vc o ``provocou`` de certa forma.

    O que e´um estupro?

    E´o sexo nao consentido e feito a força.

    Dependendo da configuraçao do ato, pode e nao ser estupro.

    Ou seja, vc provocou, insistiu e nao saiu do loca,dando a entender ao seu amigo, que vc estava querendo sexo. E´claro que nao houve um envolvimento de sexo emocional, mas mais instintivo.

    Talves pela sua imaturidade e começo da sexualidade que começa a fluir em seu corpo e nessa idade, e´muito comum pensar em jogos eroticos, masturbaçao e desejos sexuais. Vc de certa forma, se sentiu atraido sexualmente pelo seu amigo, ainda mais na situaçao em que ele se encontrava, de corpo desnudo.

    Por fim, vc confessa que `gostou`da experiencia, mas nao contava que a dor da penetraçao fosse tao dolorida.

    Ora, ninguem fala diretamente que quer sexo,e vc deu a entender que queria, insistindo ao ponto dele, para ter certeza lançou: `Se eu te pego ja era``. Mas vc insiste e acaba sendo pego e sei que vc estava curioso do que iria acontecer.

    Agora, nao venha na ilusao que deveria ter feito com carinhos,beijo e palavras de amor pois foi um sexo instintivo e sem envolvimento emocional. A maioria confunde esses sentimentos.

    O que fazer ??

    Ocorrido o fato, e relatado que ele nao traiu a sua confiança de nao ter contado a ninguem, continue na amizade. Se vc esta com vergonha ou receio, nao e´por culpa dele e sim de vc.
    Seguir a vida e aprender com ela.. Vc e jovem e tem ainda um longo percurso a aprender com a sexualidade humana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por isso que disse que tenho a minha parcela de culpa, pelo que aconteceu com o Diego e não esperava nada romântico.
      Só que na condição de amigos esperava que ele fosse mais cuidadoso. Mas vou me encontrar com ele nos próximos dias e conversa com ele sobre o ocorrido e saber o porquê dele não te parado quando eu chorando o pedir para parar. Sei que pode parecer brega ou fraqueza da minha parte,mas não quero terminar a minha amizade com ele.ASS Yuri

      Excluir
  8. se o Yuri pediu pra parar e o Diogo não parou e continuou usando a força, foi estupro sim. Não se engane Yuri, esse cara não é seu amigo, se afaste. Agora, eu entendo que o Yuri não queira denunciar por vergonha, mas além disso a policia não está preparada para denuncias desse tipo, mesmo as mulheres encontram obstáculos para denunciar estupro, imagina se for um homem.

    ResponderExcluir
  9. Yuri, a minha opiniao foi baseada no relato que contou. Assim como e feita em cada caso na justiça, sobre esse assunto.

    Voces sao jovens (15 e 17 anos)e se ambos nunca praticaram sexo a dois, e´provavel que nao sabem o que proporciona prazer ou dor nesta relaçao inicial. E´a mesma coisa, em se trantando de uma relaçao heterossexual,onde a mulher e´ virgem. Se o homem nao souber conduzir a situaçao, ira causar dor.

    Em base nisso,(no caso e seu amigo nunca ter `transado), acredito que nao soube conduzir a situaçao. No sexo tambem tem o fetiche da dor, onde o que penetra, sente prazer ao ver a expressao de dor do parceiro e para causar, o penetrante puxa o cabelo do penetrado para que se manifeste esta dor. O sexo e íncompreensivel e de muitas variantes, onde cada um tem o seu fetiche , por mais esquisito que seja.

    ResponderExcluir
  10. Amigos, sexo entre amigos e´bim, e´ ruim ?

    Na atualizaçao de sexta-feira, na seçao HOMOSSEXUALIDADE , uma pequiza feita recentemente sobre o assunto...NAO PERCAM.

    APARTIR DAS 12:00 HRS , NA SEXTA-FEIRA !! AGUARDEM!!

    ResponderExcluir
  11. Pra mim foi estupro. A partir do momento que vc diz "não" e a outra pessoa, a força, continua, é estupro. Agora, levar isso à justiça ou não é outro assunto. Se você acredita que conversando com ele, pois ainda o considera amigo, vai resolver e te fazer bem, siga em frente. Mas preste atenção nele e veja sua postura se ele se arrependeu da maneira que fez. Ele pode ter feito pra te humilhar. Nesse caso, procure ajuda de um adulto pra resolver.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...