Slide 1 Slide 2 Slide 3

HOMOSSEXUALIDADE

Ex bom é ex morto ou dá pra ser amigo?





Vamos imaginar que você viveu 1, 2, 5, 10… 15 anos ao lado de uma pessoa e, então, vocês resolvem se separar. Nem vamos discutir se rolou traição, falta de sexo, incompatibilidade de ideias e pensamentos. A questão aqui é: cada um vai para um lado e perdem o contato. Portanto, ele se torna um ex-amor, que levou consigo anos de convivência que foi esquecida e que se torna uma mágoa, uma espécie de ressentimento.

Você realmente acha que esse é um fim justo para um relacionamento que foi tão bom enquanto durou?

O término de uma relação amorosa com alguém que dividiu a vida com você não significa, necessariamente, a interrupção do contato entre os dois. De acordo com a psicóloga Lelah Monteiro, é possível – e saudável – que um ex-amor se torne um novo amigo.

As possibilidades de conviver com o ex-amor.

Para a especialista em terapia de casais, a possibilidade de amizade com alguém que foi seu cônjuge ou namorado depende diretamente da forma como os dois encararam o fim da relação. “Com o passar do tempo, uma vez que cada um tomou um rumo diferente, perdoou o outro e ressignificou a situação, é bem possível que se tornem amigos”, diz Lelah.

O ex-amor é alguém que fez parte da sua vida, com quem você dividiu a casa, a cama, as tarefas e as responsabilidades. É uma pessoa que esteve ao seu lado em momentos de dificuldade, que ajudou e celebrou as conquistas com você e que sabe dos seus pontos fracos e fortes melhor que ninguém. Essas podem ser características perfeitas para um amigo.

Segundo Lelah, o fato de o outro lhe conhecer tão bem e entender suas necessidades é um ponto positivo para a relação de amizade. Compreender que o ex-parceiro já faz parte da história da sua vida e que ele pode ocupar uma outra posição nos seus relacionamento afetivos é um caminho para obter o sucesso nessa reconstrução.

Para construir a amizade.

Se você deseja construir uma amizade sólida com o seu ex-amor, é importante que analise como foi o fim da relação. Para a psicóloga, muitas vezes o relacionamento fraterno já é mais presente que a paixão, mesmo antes de o casamento ou o namoro acabar. O casal vai se distanciando e perdendo o desejo característico dessas relações.

Os eventos sociais, as mágoas acumuladas da rotina e o desgaste natural da convivência excessiva acabam deixando para trás aquele frio na barriga das primeiras semanas. Muitas vezes, o cansaço da relação pode causar revolta e ressentimentos antes que você passe a enxergar o outro com uma nova possibilidade de amor.

Porém, essas são etapas comuns, segundo Lelah. A profissional diz que é preciso aprender a controlar e canalizar esses resquícios do ex-amor para construir a amizade. “Pare de culpar o outro e de cobrar dele. Perdoe a si mesmo e ao parceiro, também. Se a relação acabou, siga em frente. Evite frequentar os mesmos lugares logo após o término e aceite as decisões da pessoa”, indica a psicóloga.

Perceber que o ex pode ser um amigo é libertador. Quando você entende isso, consegue perder o medo de terminar o relacionamento e destruir tudo de bom que foi conquistado. Lelah afirma que é preciso desprender-se desses conceitos. O que foi vivido não é perdido em momento algum. Por isso, é importante que também não se percam o respeito e a admiração.

Responda no comentarios, a opçao que encaixe com voce:

1- Jamais! Sofri muito com o fim do namoro e quero esquecer aquele infeliz!

2- Claro! Não faço a linha "magoada para sempre". Tô numa vibe paz e amor!

3- Namorado? Mana, não to pegando nem gripe...

PERGUNTAS & RESPOSTAS.



É errado me relacionar com o ex do meu ex ?




Na madrugada, leitor ficou com ex de seu ex e não sabe se está agindo certo.

“Um tempo atrás meu ex comecou a namorar um carinha, meses depois eles se separaram. Logo que se separaram Lenno (ex do meu ex) , me mandou mensagem , começamos a teclar e um tempo depois marcamos de nos encontrar só pra conversar , EU NAO TINHA INTENSÃO ALGUMA DE FICAR COM ELE , só pra deixar claro.

Conversamos, já era tarde da noite e não tinha como eu ir pra casa, Lenno pediu pra eu dormir na casa dele, então eu aceitei… Dormimos em camas separadas. Na madrugada me senti solitário e pedi para que Lenno  viesse dormir comigo, então ele veio , e nos beijamos e rolou o que tinha que rolar…

Estamos tendo um rolo até hoje, e queria saber se estou fazendo errado em me relacionar com o Ex do Meu Ex .

Carlos, 17 anos,

~*~

OLA, Carlitos! Tudo bem?

Eu li e essa parte jamais sairá da minha mente:

“NA MADRUGADA ME SENTI SOLITÁRIO E PEDI PARA QUE LENNO VIESSE DORMIR COMIGO, ENTÃO ELE VEIO, E NOS BEIJAMOS E ROLOU O QUE TINHA QUE ROLAR…”

Morri por dentro tentando imaginar “o que rolou”, sei que foi rôla, mas você podia escrever para me contar esse babado direitinho.

Na real, acho que tu es algum tipo de ninja vingativo! Planejou tudo depois de assistir Revenge e pegou o ex do seu ex para se vingar dele por ter te abandonado…

To até ouvindo Perlla, “NA MADRUGADAAA, ABANDONADAAAAAA E NÃO ATENDE O CELULAAAAAR!” enquanto te respondo.

Falando sério, ficar com o ex do seu ex não é errado. Em minha opinião, errado seria se você tivesse feito alguma coisa para que eles terminassem para ficar com ele. Errado seria ficar esfregando na cara do teu ex que agora está com o ex dele.

No mais, se vocês dois estão solteiros e se curtem, aproveitem.

Eu, no seu lugar, evitaria todo o drama e nem olharia para um ex de ex meu. Evito AO MÁXIMO ficar até com ex de amigos para não dar confusão…

Mas enfim, que bom que arrumou alguém para não te deixar abandonado na madrugada...
~*~

O boy é GP (gay passivo) e quer me namorar.


Imagem meramente ilustrativa


Bom lá vai a minha história , rsrs

Conheci um cara pelo Facebook, trocamos mensagens e começou a rolar um clima. Decidimos nos encontrar, quando nos encontramos conversamos bastante, nos conhecemos mais ainda e coisa e tal. Só que em um determinado momento, ele me disse que tinha algo para me contar, pois não queria mentir para mim: ele é garoto de programa.

Nesse momento, meu mundo caiu, pois em todas as nossas conversas levamos para o lado sentimental, falando que queríamos algo serio e não só SEXO .

Perguntei para ele o que ele queria realmente, somente sexo ou um relacionamento sério.Ele me respondeu que quer um relacionamento sério (e eu também), mas agora tem esse dilema.

O que faço ? Continuo com ele mesmo sabendo que ele sai com outros caras por dinheiro? Ou fujo para as montanhas?”

Fernando XXX, 27 anos.

~*~

Ola, Fernando! Como sou bonzinho, te dei uma série de opções para escolher a que for melhor para sua linda vida!

Resposta 1: Fuja para as colinas.

Resposta 2: Acho que você deveria fazer 27 horcruxes e espalhar pela cidade, daí você teria espaço para o tanto de “chifres” que terá, caso resolva namorar com esse boy.

Resposta 3: Dê uma chance a ele, afinal, sexo por dinheiro é uma coisa, sexo por prazer é outra. Pelo menos na cabeça dele.

Reposta 4: Você é possessivo? Ciumento? Se for… Escolha a resposta 1.

Resposta 5: Gostaria de experimentar uma relação não monogâmica? Daquela em que o amor entre vocês é o que importa, e com quem cada um transa não? Então, embarque nessa.

O que eu faria no seu caso? Ia dar um rolê pelas colinas, sim. Não encaro. Eu nasci assim, eu cresci assim, Gaybriééla. Quero meu macho pra mim, não divido, pelo menos não com o meu consentimento.

Beijos
Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (2) Comente aqui!

2 comentários:

  1. A minha resposta quanto a fim de relacionamentos é a numero 1. Pelo simples fato de ficar sabendo após o termino da relação que o cara me sacaneou com força. Não era uma pessoa honesta e por que estava comigo por puro interesse. Nunca gostou de mim. Ficamos 10 anos juntos e 3 dos quais me traiu. Na boa quero que ele seja feliz. Mas não desejo saber nem se esta vivo. O melhor para mim seria distancia. pena que o infeliz resolveu casar e morar próximo a minha casa. Numa total falta de respeito. Poois poderia ter comprado um imóvel do lado oposto ao meu. Logo acabo encontrando com ele algumas vezes. Mas ainda cumprimento afinal educação eu tenho.

    ResponderExcluir
  2. Sim, cada caso e´um caso e dependendo da situaçao em que esteja, as opçoes sao validas em geral para estas opçoes.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...