Slide 1 Slide 2 Slide 3

LITERATURA GAY



Nessa semana apresentamos a série “Companheiros de Armas”, de Samantha Kane. São histórias envolvendo trios formados por dois homens e uma mulher. Muitos curtem esse programa de sexo a três, onde um dos parceiros é uma mulher. E para atender a esses é que trouxemos essa série. E para os que não curtem, mas tem curiosidade, aconselho uma lida, afinal, precisa-se conhecer para poder opinar.

 
Companheiros de Armas 01 - A Coragem de Amar
Kate não tem passado uma boa época desde que seu marido morreu deixando-a cheia de dívidas. Sua sobrinha Verônica está a seu encargo, só resta manter-se buscando protetores. Um estilo de vida assim logicamente só pode separá-la da alta sociedade a que pertencia. Seu último amante a aterroriza, permitiu que a violassem e agora só quer esconder-se. Jason e Tony regressaram da guerra contra Napoleão, e durante três anos se mantiveram afastados da mulher que ambos amam, ela não parecia estar preparada para eles depois que morrera seu marido e antigo companheiro de armas. Havia casado tão jovem e merecia desfrutar um pouco de liberdade antes que eles decidissem tomá-la. Ao chegar e vê-la compreendem que essa não havia sido a melhor opção que pudessem ter tomado. Basta de sofrimentos. Estão decididos tomá-la, fazê-la sua esposa e esquecer em seus braços os horrores da guerra. Kate não pode aceitá-los, não os perdoa por não haver estado ali e evitado todo o horror vivido. As coisas vão mudar, não só terão Kate como também descobrirão que entre eles existe o mesmo e profundo amor que sentem por Kate. Estará a sociedade de acordo? Poderão convencer Kate de que aceite aos dois e a seu amor?


 
Companheiros de Armas 02 - Amor no Lugar

Philip e Jonathan formam parte das tropas que lutaram contra Napoleão como a todos seus camaradas a guerra os afetou profundamente. Agora têm voltado do continente e tem só uma missão, fazer que Marge aceite ao Philip como seu marido logo convencer-la de compartilhar sua cama com o Jonathan. Marge não sabe o que é que não funciona em seu matrimônio, até que Jonathan lhes une. E tudo faz sentido. Quem a cortejava? Philip ou Jonathan? Os dois? Com a chegada de Jonathan tudo volta a ser perfeito. Ela ama ao Phillip, mas suas fantasias passam pelo Jonathan. Como é possível que seu marido lhe permita jogar com essas fantasias? Como é possível que ela seja tão feliz com só os ter aos dois. Um estranho jogo começa. Embora ninguém mais o veja Marge sabe que a relação do Philip e Jonathan é uma relação que ultrapassa os limites da amizade. Eles poderão aceitá-lo? Ela poderá aceitar ser compartilhada? Enquanto isso Robertsom espreita, e as coisas não poderão seguir como estavam.


 
Companheiros de Armas - 03 - Retirada de Amor
Brett e o Duque de Ashland, Freddy, retornaram. Cada um traz sua própria carga. Freddy ama Brett, o melhor amigo de seu irmão Bertie. Brett vive com a ardorosa lembrança das tenras cartas de Anne, a noiva de infância de Bertie. Pode alguém apaixonar-se através de umas cartas? Sim. Brett o tem feito. Quando ambos encontram Anne, a filha do reverendo de Ashton Park, no Derbyshire, banhando-se nua na lacuna. Cada um deles deve rever seus sentimentos. As lembranças da guerra e a dor que deixaram detrás atormentam aos três por igual. Muito se interpõe entre eles e a realidade de seus sentimentos. Pode Freddy convencer Brett de seu amor? Pode, acaso Freddy aceitar que Anne pode ser sua meia-irmã? E Anne? Aceitará que tem uma vida cheia de amor esperando por ela, quando já tinha aceitado que para sempre seria a mulher manchada do Ashton Park? Podem sonhar em construir uma vida a três? Na guerra uma retirada é uma derrota; no amor, tudo em sua busca. Brett, Freddy e Anne terão muito com que lutar se querem viver seu amor em plenitude.

 
Companheiros de Armas 04 - Amor em Exílio

Gregory Anderson relutantemente voltou à Inglaterra em 1817 depois de mais de sete anos viajando pelo mundo. Metade polinésio, Gregory é pego entre dois mundos. Ele não está à procura de amor. Ele está apenas à procura de um corpo quente com uma pitada de humor e inteligência razoável para ajudá-lo a passar o período de poucos meses que ele estará na Inglaterra. O casamento de Nat e Alecia Digby, arranjado quando eles eram jovens e tolos, estava quase em ruínas antes de começar quando ambos tomaram amantes. Eles não querem abrir mão dos jogos eróticos que aprenderam a jogar e desfrutar, mas não querem arriscar seu casamento novamente por se apaixonarem por alguém. Quando os três se encontram, eles acham que vai ser nada mais do que uma ou duas noites de prazer compartilhado e emoções eróticas. Mas o impensável acontece, porque o amor se recusa a
ser forçado ao exílio.


BOA LEITURA !!!

Poderá gostar também de:
Postado por Mac Del Rey | (0) Comente aqui!

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...