Slide 1 Slide 2 Slide 3

CONTOS DO LEITOR



PUTA DELIVERY

Parte II

 


Numa noite quente, estava no computado no Skype, quando chega mensagem do meu macho.

- E ai?
- Oi meu macho, quanto tempo?
- Pois é.
- Você sumiu, anda comendo muito cu por ai?
- Nada só, faz um mês que não trepo, tô até precisando
- Saiba que quando quiser, sua putinha está aqui.
- Opa, quero demais.
- Então posso ir na sua casa?
- Aqui não rola não
- Pq?
- Tem um amigo meu que está dormindo esses dias aqui.
- Huum.
- Mas somos só amigos, ele nem sabe que como carinhas
Ok?
- E você não tem nenhum lugar pra poder me fuder não?
- Não.
- Perai, tem  o escritório do lado que trabalho, mas só pode de manhã.
- Pode ser, que dia?
- Numa quinta-feira
- Sim, pode ser as 10:00?
- Claro.

Estava marcado, ele iria me comer, e eu estava precisando. Na quinta feira, falei no meu trampo que precisava sair mais cedo na hora do almoço, às dez horas da manha já estava no escritório do lado da casa dele. Liguei pra ele falando que estava na porta, e ele me abriu, estava vestido com roupa normal. Ele fechou a porta e fomos pra sala, lá eu já estava tirando a roupa e ele também, e depois ele pegou o seu notebook e colocou num filme pornô, mas eu não precisava disso, puxei ele e comecei a chupa-lo.

Seu pau estava meio mole cabia na minha boca, mas foi so chupa que ele começou a cresce na minha língua e quando vi já não entrava todo, mas mesmo assim eu adorava e enfiava ele todo, descendo ate a garganta.
- ah, saudades desse boquete da minha putinha.
- Eu que to com saudades da rola do meu macho.
Continuei chupado e quando vi que estava duro, comecei a chupar os seu bagos, meu macho adorava chupar os bagos dele e entrava em delírio quando fazia isso.
- Senta na minha rola vem.



Ele sentou na cadeira, dei mais uma chupada para deixar o seu pau molhadinho, e logo depois levantei, mirei no meu cuzinho e sentei na sua vara. Ela desceu rasgando no meu cu e eu adorava e logo quando ela estava toda dentro falei.
- Ai, que delicia de pau.

Comecei a cavalgar e a gemer, pois estava doendo, fazia devagar, para acostumar com sua rola, que era grande e estava dura igual a um porrete. Quando sentir percebi que não doía mais eu comecei a cavalgar mais rápido e meu macho estava gostando.
- Deita na mesa ali minha putinha eu quero te come ali.

Não perdi tempo, levantei do colo dele, deitei na mesa e ele pegou o seu pauzão e enfiou dentro do meu cu. Entrou rasgando.
- Ah, delicia de caralho, mete forte que to precisando meu macho.

Não deu outra, meu macho começou a meter forte no meu cu, ele metia tão forte que a mesa tremia toda na hora que ele socava no meu rabo.
- Ta gostando neh safada, ta gostando de levar pistolada.

Ele começou a me chamar de “safada” e dar tapa na minha cara enquanto socava forte no meu cu, quando ele deu um outro tapa, eu peguei a mão dele e comecei a chupar o seu dedo maior.
- ah safadinha, chupa tudo enquanto leva pistolada.


 

Ele socou mais forte o seu pau no meu rabo, e era tão gostoso que não aguentei, sem encostar no meu pau eu gozei, e gozei muito.
- Porra, minha putinha, tu já gozou.
- Ta vendo o que meu macho faz.
- Mas eu ainda não gozei
- Então goza

Eu levantei achando que ele queria gozar na minha boca, mas ele me empurrou e me deixou deitado.
- Não, quero depositar a minha porra aqui no seu rabinho.
- Então deposita seu leitinho dentro de mim.

Ele socou mais forte, seu pau entrava rasgando meu cu cada vez mais, até que ele gemeu e pude sentir um jato quente no meu cu, ele gozou e gozou toda a sua porra dentro de mim.
Ele deu sorriso e sem gritar falou
- Safada
- Gostoso

O meu macho tirou o seu pau no meu cu e me levou no banheiro, pude me limpar todo o gozo e logo depois troquei de roupa e fui de volta pro trabalho, todo regassado mas feliz.

Por Thiago


Poderá gostar também de:
Postado por Mac Del Rey | (0) Comente aqui!

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...