Slide 1 Slide 2 Slide 3

HOMOSSEXUALIDADE

Fazer sexo após brigar com o namorado faz bem ou afunda a relação?




Não sei se já aconteceu contigo, mas depois de uma discussão entre você e seu parceiro pode surgir uma vontade incontrolável de fazer as pazes transando. Mas, será que sexo de reconciliação faz bem para a saúde emocional do casal? E se a tensão que vira excitação desgastar o relacionamento de vocês? Quais são as vantagens e desvantagens dessa prática dentro da relação?

Sexo depois da briga

De acordo com a sexóloga Carla Cecarello, mesmo que o clima de briga seja excitante para muita gente, fazer sexo depois de uma confusão entre o casal não deve ser algo de praxe em uma relação.

“Após a discussão, é importante que eles elaborem as questões que foram colocadas”, diz a especialista. Outro ponto que pode ser prejudicial ao relacionamento é a sensação de que está tudo resolvido – quando, na verdade, o impulso da discussão ou o medo de perder a pessoa amada é que desencadearam a vontade de transar.

O que pode causar

“O perigo no sexo de reconciliação é jogar tudo pra debaixo do tapete e achar que não precisa resolver a questão”. Carla pondera que, em alguns momentos, dependendo do assunto, da situação e da tensão, isso é até legal. “Ninguém precisa alimentar raiva, mas é importante parar para elaborar os motivos da discussão”.

A decisão de transar ou não depois de uma briga, portanto, passa pelo respeito à personalidade de cada um, já que o desgaste emocional pode, de forma inversa, ser transformado em uma carga forte de tesão e prazer.

A sexóloga destaca que é preciso que os envolvidos no relacionamento tenham maturidade para separar bem as coisas.

“É importante definir que houve uma briga, mas que, em certo momento, um tem vontade de transar com o outro. Se não vale a pena discutir, é bom dizer. Com o tempo, os casais acabam contaminando o desejo sexual por ressentimentos e mágoas mal resolvidas. Não conversam o suficiente e fica um ranço”.

PERGUNTAS & RESPOSTAS.



Passivo quer ser ativo!




Boa noite, me chamo Juliano e sempre fui passivo, mas o momento pede que sejamos flexíveis mas tenho medo de tentar bancar o ativo e não me sair bem, pois tenho pênis pequeno.

O fato de eu ser mais gordinho interfere em algo, pois eu sei que pra arrumar alguém que goste de gordinho é difícil.

Gostaria de saber se tem alguma dica para me ajudar ?

Agradeço desde já! Amo suas postagens e sua página, muito criativa e me tira muitas dúvidas!

Juliano, 21 anos

~*~

Juliano,

A vida não se divide apenas entre passivos e ativos, os flexíveis, versáteis tem, digamos, um público muito maior já que não tem problemas em desempenhar ambos os papéis na hora do sexo.

Ser ativo não é um bicho de 7 cabeças como muitos pensam, é algo simples, natural, até mesmo para quem sempre fez apenas passivo nas relações sexuais e o fato de ter pênis pequeno não muda em nada isso. O único fato que talvez mudaria alguma coisa é se você tiver um micropênis, que é de 10 cm ou menos.

Para ser ativo a única dica mais fácil que tenho para te dar é desencanar do tamanho do seu pênis, esquecer se é pequeno, médio, gigante ou monstruoso… Na hora do sexo anal não existe tanto essa coisa de passivo, ativo e qualquer outra coisa, as pessoas podem desempenhar ambos os papéis, por mais que gostem de fazer isso ou aquilo.

‘Não importa o tamanho da varinha mas a mágica que ela produz’
Quanto ao fato de curtir ser passivo, querer ser ativo e ser gordinho há inúmeras considerações, mas focarei nas principais:

1 – Pelo excesso de gordura na região abdominal ela encobre um pouco do pênis, dando a impressão dele ser menor do que realmente é. A diminuição de gordura nessa região descobre mais a base do pênis e dá a impressão dele ser maior.

2 – Há muitas, mas muitas pessoas mesmo que curtem caras gordinhos, não pense que os ursos tem esse apelido apenas por serem peludos, mas sim porque uma parte deles está acima do peso sim, e chamam atenção de muitos caras também, sejam eles outros ursos, magros, bombados e etc!

Inclusive há diversos sites e até um app, o GROWLR.

WoofBrasil || BEA.RS ||

3 – Você é de Jundiaí, então pegue entre no site da Ursound, uma festa dedicada apenas aos ursos, e veja os dias que tem festa por aqui. Pegue o trem e venha para São Paulo ver que não está sozinho e ganhará muitas cantadas! Aposto! Eu mesmo já fui na festa e adorei o ambiente, o som, as pessoas… diversão na certa.

4 – Última e mais importante dica, dada pela Mama Ru Paul: ‘Se você não ama a si mesmo, como poderá amar outra pessoa?’

Espero ter ajudado! E não encane que sempre foi passivo e não tem tanta experiência assim em ser ativo. Vai! Se joga e goze litros!

Abraços.

~*~

O mundo gay é construído por infelicidade e promiscuidade?



Pergunta do novinho J, 20 anos, (Ele não autorizou e publicação do nome)

Bom nunca namorei, já fiquei com alguns caras discretos que só queriam sexo e nada mais (também sou discreto).
Me vejo em um mundo sem graça, gostaria muito de encontrar um cara legal , mas foi o que você postou no blog, quando gostam da gente não sentimos o mesmo e quando gostamos de alguém não somos correspondidos.  Até porque até hoje só me apaixonei por heteros. Nunca fui cantado (paquerado) por alguém que realmente me interessasse e além do mais estou muito confuso. O que adianta ter fé "em encontrar a pessoa certa" se os dias passam e continuam passando e nada acontece e você se depara em uma frustração infinita. O problema maior é  que vejo caras com 30 anos de idade procurando até hoje. Me coloco no lugares deles e isso me bate um medo e ao mesmo tempo um grande desespero.

Poxa, todos tem direito de serem felizes porque eu não? Sinceramente te escrevi para ver o que você acha sobre isso porque nem eu sei o que fazer. Minha cabeça a esta a mil e meu coração dilacerado.
Por favor me responda assim que possível. É bom ver que existem pessoas com esperança.

Abracos...

~*~

Olá J, ás vezes o problema não está nas pessoas e sim em nós sabia?
Como você mesmo disse, existem casais heteros e homos que se amam e vivem eternamente. Essa dúvida que você tem não é só dos gays mas de toda a sociedade. Casais heteros podem dar ou não dar certo, tudo depende unicamente de uma coisa: O casal. A nossa busca pode ser até mais árdua. pois estamos numa idade em que queremos experimentar coisas novas.
Eu também tenho 20 anos e procuro alguém legal, mas não me culpo por não encontrar, sabe porquê? Estamos iniciando o ciclo adulto agora, ainda somos imaturos  e talvez não suportaríamos um relacionamento longo agora, por isso, não perca a esperança, a pessoa certa vai aparecer na hora certa em que estivermos maduros e prontos para isso, prefira colher os frutos dos erros de hoje para colher acertos amanhã.

A Dica é: Nunca desista, você é brasileiro.
Espero ter ajudado.
Abraços.

Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (0) Comente aqui!

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...