Slide 1 Slide 2 Slide 3

FOFOCAS DE CELEBRIDADES- GOSSIPS

Beyoncé dedica “Hallo” as famílias das vítimas do ataque em Orlando.



Depois de Lady Gaga e Nick Jonas, chegou a vez de Beyoncé usar todo seu poder na mídia para fazer uma homenagem às vítimas do ataque em Orlando.

A cantora decidiu dedicar a canção “Halo” para as famílias dos afetados: “A próxima música é sobre o amor. Eu queria dedicá-la para todos os familiares das vítimas”.

O massacre que deixou mais de 40 mortos é considerado o pior ataque a tiros em 30 anos nos Estados Unidos.



Lady Gaga se emociona durante vigília às vítimas de Orlando.



Sem maquiagem, perucas e/ou roupas exóticas, Lady Gaga tomou a frente da vigília para homenagear aqueles que foram mortos durante o massacre em Orlando, no último domingo (12).

A cantora, que é uma ativista dos direitos LGBT desde que surgiu na mídia, se emocionou muito ao falar sobre o ocorrido.

Ela ainda ressaltou – em seu discurso – que o ataque não é apenas uma coisa interna, mas sim, uma ataque para a humanidade. Gaga ainda chorou muito lendo os nomes daqueles que partiram.

“Eles são filhos e filhas, eles são pais e mães, eles são nossos irmãos e irmãs. Essa noite eu não vou deixar minha raiva e minha indignação sobre o ocorrido ofuscar nossa necessidade de homenagear aqueles que perderam seus entes queridos, os membros da comunidade LGBT. Não só eu, mas todos presentes aqui, nós representamos a compaixão e a lealdade de milhões de pessoas ao redor do mundo que acreditam em você. Você não está sozinho”.

Clipe de “This Is What You Came For” será lançado nesta sexta-feira (17).



Quase um mês após anunciar que o clipe de “This Is What You Came For” estava perto de ser lançado, o mesmo acaba de ganhar uma data oficial.

A faixa é a nova parceria de Calvin Harris com Rihanna, e terá seu videoclipe lançado oficialmente nesta sexta-feira (17).

Vale lembrar que essa não é a primeira vez que os dois trabalham juntos, em 2011 eles lançaram o megahit “We Found Love“, que se tornou uma das músicas mais conhecidas de RiRi.



Melanie Martinez recebe o certificado de ouro pelas vendas do disco “Cry Baby”.



Depois de lançar o clipe “Alphabet Boy“, Melanie Martinez acaba de receber o famoso certificado de ouro pelas as vendas do álbum “Cry Baby“.

Segundo a própria cantora, haverá clipes para todas as canções do álbum. Aumentando assim, a visibilidade do seu trabalho.

“Pity Party” é um dos seus maiores sucessos.


Nick Jonas aparece em vigília para às vítimas de Orlando: “Somos todos iguais”.



Comovido por tudo que aconteceu, Nick Jonas também deu as caras em uma das milhares homenagens às vítimas do ataque que aconteceu em Orlando.

O cantor, que é tido como um ícone gay, subiu no palco improvisado e fez um pequeno discurso em memória daqueles que partiram: “Primeiramente, eu queria dizer que aconteceu essa manhã, como a maioria de vocês, como meu coração partido.  Eu cresci aqui em Nova York e Nova Jersey, me apresentando em bares e lugares com meus amigos mais próximos, que fazem parte da comunidade LGBT”.

Nick ainda se emocionou ao falar que sentiu a dor de todos que perderam aqueles que amam, pois podia ser alguém que ele conhecia: “Pensando nas famílias das vitimas, eu pensei que podia ser meu amigo. Podia ser alguém próximo a mim”.

O intérprete de “Close”, ainda reforçou que apoia os direitos LGBT e que o amor é amor, e que somos todos iguais.

Nick Jonas revela que já passou por um tapete vermelho de uma premiação excitado e chapado.



Convidado especial da semana para promover o novo trabalho, Nick Jonas revelou que já passou por um tapete vermelho de uma premiação excitado e chapado.

O cantor explico que na véspera foi a uma festa onde chupou alguns pirulitos de maconha mas eles acabaram não fazendo efeito, no momento. No dia seguinte ao acordar, Nick revelou que estava completamente chapado e que via tudo em câmera lenta: “Sua vida acabou, você vai morre”, brinca.

Para piorar a situação, ao chegar no local da cerimônia, o intérprete de “Chains“, teve uma ereção sem querer.

O apresentador Jimmy Fallon ainda fez questão de mostrar o momento, arrancando risos de todos.

Beijo gay é cortado de versão do musical Les Misérables em Cingapura.



Os organizadores da versão do musical "Les Misérables" de Cingapura cortaram uma cena na qual dois atores se beijam depois de queixas do público da cidade-Estado conservadora, onde o sexo entre homens é ilegal.

A empresa organizadora, Mediacorp VizPro, retirou o beijo depois de ser informada pela agência reguladora estatal Autoridade de Desenvolvimento de Mídias (MDA, na sigla em inglês) que ele violava a classificação "livre" da produção.

"A inclusão desta cena em particular fez com que o espetáculo ultrapassasse a classificação 'livre' emitida", disse a MDA em um comunicado. "Segundo nosso código de classificação, tal cena entraria em uma categoria 'limitada'".

A Mediacorp Vizpro preferiu retirar o beijo gay, ao invés de mudar a classificação, por motivos comerciais, disse um porta-voz à Reuters. Uma classificação 'limitada' significa que os pais podem impedir seus filhos de assistirem ao musical. A empresa disse que o beijo era um 'selinho' e que "pretendia ser cômico", afirmou seu diretor, Moses Lye.

Cingapura é um polo financeiro moderno no coração do sul asiático desenvolvido durante o meio século transcorrido desde sua fundação, levada a cabo por um partido governista que vem controlando a política e a sociedade desde então.

Não posso salvar vidas?


Ricky Martin compra briga para que gays possam doar sangue às vítimas de massacre em Orlando.


O cantor porto-riquenho Ricky Martin usou da sua visibilidade para atentar a uma regra no mínimo contraditória e preconceituosa: LGBTs não podem doar sangue. Nem mesmo para as mais de 50 vítimas do massacre, que matou outros 50 LGBTs em um clube de Orlando, nos Estados Unidos no domingo (12).
 
“Hospitais em Orlando precisam desesperadamente de sangue para salvar as vítimas do ataque, mas como um homem gay eu não posso doar”, escreveu o artista no seu Twitter.

Ricky, que neste ano participou do tradicional jantar da AMFAR, fundação que pesquisa a cura e prevenção do HIV/AIDS, usou ainda uma hashtag para pedir que o órgão regulatório responsável da doação da comunidade GBT acabe com a proibição.

Logo após o massacre, mais de 600 pessoas estiveram no centro de doação de sangue One Blood na Flórida. Mas as autoridades, que pediam para que as pessoas fossem doar sangue, anunciavam que rejeitavam a doação de sangue de homens gays e bissexuais, travestis e mulheres transexuais que estavam na fila.

Assim como no Brasil, a legislação diz que LGBTs só podem doar sangue se não tiverem tido relações sexuais nos últimos 12 meses. A justificativa é que o grupo tem comportamento de risco ao praticar sexo anal. Mulheres lésbicas não passam por essa restrição.

Há campanhas em vários lugares do mundo para que a restrição caia. Até porque um estudo da Universidade da Califórnia informa que, se gays pudessem doar sangue, o aumento anual de doações seria de 2% a 4%. E que 1,8 milhão de vidas poderiam ser salvas.

Na madrugada do último domingo (22) o atirador Omar Matten, de 29 anos, entrou com um fuzil AR-15 e uma pistola no clube LGBT e matou pelo menos 49 anos, deixando outras 53 feridas. Ele acabou sendo morto após a troca de tiros com a polícia. Foi o maior ataque a tiros da história recente dos EUA.

Joelma nega comentário homofóbico sobre ataque em boate de Orlando.



Joelma usou seu perfil no Instagram para se pronunciar sobre o atentado em Orlando – onde aconteceu um tiroteio em uma boate gay, que deixou 50 mortos na madrugada de domingo, 11. A cantora publicou em seu perfil no Instagram um comunicado dizendo que está “orando a Deus pelo conforto e a realização da justiça”.

Essa semana, surgiu uma falsa notícia de que Joelma teria dito que as pessoas que estavam na boate deveriam ter ido a Igreja. Em seu comunicado, ela desmentiu e afirmou que não deu nenhuma entrevista sobre o assunto. “Atribuíram a mim alguns conteúdos infelizes e difamatórios sobre o fatídico incidente”, escreveu. “Ratifico que o objetivo da minha banda é proporcionar ao público alegria e diversão, independentemente de cor, raça, gênero ou orientação sexual”, completou.

Confira a nota de esclarecimento de Joelma:

“Recebi com muita tristeza a notícia do atentado a boate Pulse, em Orlando, nos Estados Unidos, que vitimou 49 vidas inocentes. Entretanto, atribuíram a mim alguns conteúdos infelizes e difamatórios sobre o fatídico incidente, a partir de blogs e sites de origem duvidosa e claramente tendenciosa. Esclareço que não concedi qualquer entrevista sobre a tragédia que ocorreu, e que me solidarizo com as famílias das pessoas que faleceram, orando a Deus pelo conforto e a realização da justiça. Retifico que o objetivo da minha banda é proporcionar ao público alegria e diversão, independente de cor, raça. gênero, ou orientação sexual”.




Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (0) Comente aqui!

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...