Slide 1 Slide 2 Slide 3

MINHA VIDA GAY

Jovem gay dá lição de moral em colegas preconceituosos: “Vou ser mais viado ainda”.




Cada dia que se passa, pessoas da comunidade LGBT tomam coragem de se assumirem e de se imporem na sociedade.

Há algum tempo, vimos a história de um garoto que deu uma lição de moral em seu colegas de classe após ser ridicularizado em grupos do Whatsapp por conta de sua condição sexual.

“Ser viado, ser bicha pra mim não é ofensa alguma. Ofensa pra mim é ser comparado a um de vocês”, diz Lucas Chaves, estudante de Direito de uma faculdade de Barbacena (MG). Em entrevista ao site BuzzFeed, Lucas se mostrou contente por ser incentivo aos demais da comunidade LGBT: “Fico feliz pela repercussão porque é uma maneira de dar voz para as pessoas que não tem coragem de levantar e falar”.

Pois, muito que bem! Parece mesmo que o garoto está fazendo escola. Athila Henrique foi mais um estudante que pediu um momento da atenção dos colegas de classe para mandar seu recado. Tudo aconteceu depois de o professor fazer um comentário preconceituoso: “Pode ser bixa, mas escandalosa não!”.

Metade da sala achou graça, foi aí que Athila decidiu se posicionar: “Rir da bixa escandalosa é muito fácil. Vocês acham que bixa escandalosa é Lady Gaga, meme o dia inteiro? Não é não!”, diz o garoto. Ele ainda faz questão de reafirmar o preconceito dentro da sociedade: “Bixa escandalosa lá fora leva tapa na cara, apanha. Vocês héteros não apanham. Vocês não sofrem preconceito, vocês não sofrem porra nenhuma. A partir do momento que eu me aceitei, eu não aceito desaforo de ninguém aqui”.

O aluno ainda deixa avisado que se ouvir alguma outra gracinha resolverá da maneira mais clássica e educada possível. Ele chamará seus advogados.

“Eu sou viado mesmo, e vou ser muito viado. E quem tiver achando ruim, eu vou ser mais viado ainda. Tá achando ruim de eu seu afeminado? Problema de vocês, porque eu vou continuar sendo. Muito obrigado.”, encerra sendo aplaudido.

Curta que mostra várias fases da vida de um gay viraliza nas redes sociais.


Felizmente, ele percebe que não é o único pintado de ouro


Um vídeo de um cineastra alemão publicado nas redes sociais está comovendo as pessoas. Kai Stänicke postou o curta GOLDEN a pedido de um amigo como forma de apoio as vítimas do ataque na boate LGBT em Orlando, que deixou 49 pessoas mortas e mais de 60 feridas.

"No dia da tragédia em Orlando, um amigo me pediu para colocar meu curta 'GOLDEN' online para apoiar as vítimas da boate. Fico feliz que o curta possa espalhar um pouquinho de amor nestes tempos devastadores, que o filme cumpriu o seu objetivo", disse Stänicke ao site GayStarLove.

O curta-metragem mostra um menino, pintado em ouro, crescendo em uma série de cenas curtas. GOLDEN vai descrevendo sua vida, desde pequeno, passando pela escola, trabalho e amor, ficando cada vez mais difícil à medida que envelhece.

Felizmente, ele percebe que não é o único pintado de ouro.

O video esta no Facerbook: Vídeo GOLDEN é do cineastra alemão Kai Stänicke

Comédia romântica gay lançada no dia dos namorados faz sucesso na web.


Curta foi lançando no dia dos namorados

O curta metragem “Aceito”, de Felipe Cabral, lançado no dia dos namorados, 12 de junho, está fazendo o maior sucesso nas redes sociais. Depois de passar por 16 países, 52 festivais e conquistar 5 prêmios, a comédia romântica, que conta a história de Junior (o próprio diretor Felipe Cabral), um rapaz que prepara uma grande surpresa para pedir seu namorado André (Jefferson Schroeder) em casamento, foi disponibilizado no YouTube.

O filme, que foi realizado através de uma bem-sucedida campanha de financiamento coletivo, estreou no 22º Festival Mix Brasil, em 2014, São Paulo, e logo foi premiado como 'Melhor Curta Nacional' pelo juri popular. Desde então, já passou pelo renomado Festival de Cannes e pelo festival LGBT mais antigo do mundo, o Frameline, em San Francisco, que contou com um tempero a mais: a exibição se deu na tarde de 26 de Junho de 2015, dia em que o casamento entre pessoas do mesmo sexo foi legalizado em todos os Estados Unidos.

“Foi uma coincidência inacreditável! Foi muito emocionante estar naquela cidade, naquele dia. Poder exibir esse curta, que traz uma mensagem de aceitação do amor, da luta por igualdade de direitos, para uma plateia que tinha acabado de conquistar isso, foi lindo! A cidade estava em festa. Não podia ter sido melhor”, conta Felipe.

O elenco conta com a participação de Karina Ramil, mais nova integrante do canal Porta dos Fundos, e do ator Jefferson Schroeder, par romântico de Cabral na história. “Fazer o Aceito foi uma experiência marcante na minha carreira. Ensaiamos muitas vezes e enquanto eu ia conhecendo e me tornando cada vez mais amigo do Felipe, ia admirando a forma com que ele conduzia tudo, como confiava em mim como ator. Lembro do dia, ainda não tínhamos filmado o final do curta, quando a gente conversou no telefone sobre o que cada um pensava sobre o final do curta, o que os personagens estavam pensando, e nós dois choramos. O curta fala sobre a liberdade que cada um tem de existir”, conta Jeff.

“Aceito” é o terceiro filme do diretor, roteirista e ator carioca. Recentemente Felipe trabalhou como um dos colaboradores da novela das 19h da Rede Globo, “Totalmente Demais”, onde foi responsável por cenas que abordavam a homofobia, como a de Max e Fernando que terminavam de mãos dadas no final da novela. No cinema, realizou outras duas comédias com temática LGBT, “Gaydar” e “Rótulo”, ambos disponíveis online.

Sobre sua trajetória em filmes com temáticas LGBT, ele não teme ser rotulado. “Cada um tem as histórias que quer contar. Essas são as que eu tive vontade de criar, que me dizem alguma coisa. No mundo em que vivemos, é importante ter orgulho de quem somos”.

Assista ao curta "Aceito" no YOUTUBE

Curta - Aceito / I DO (2014) - HD - Subtitles: English, Spanish, German, Portuguese

Pastor evangélico faz discurso épico, defende gays e leva fiéis ao delírio.



Ódio, ódio e mais ódio. É espantoso como alguns líderes religiosos espalham desprezo e alimentam o preconceito contra a população LGBT em suas igrejas. Baseados em suas próprias interpretações da Bíblia, eles distorcem os ensinamentos dos profetas e simplesmente ignoram o que Jesus ensinou durante sua passagem pela Terra.

No entanto, ainda há esperança de bons cristãos por aí. E a gente encontrou um vídeo bem bacana, que mostra um pastor evangélico americano dando uma lição de moral nos fiéis de sua congregação. Aliás, trata-se daquelas igrejas evangélicas tradicionalmente frequentas por negros, com corais fantásticos.

Irritado com a hipocrisia das pessoas que condenam os homossexuais, o pastor compara a homofobia com a situação dos escravos negros americanos e diz: “Nós pinçamos e escolhemos as escrituras que queremos usar para que nos perdoem, em vez de olharmos nossas próprias vidas.”

“Você não pode evangelizar e hostilizar ao mesmo tempo. Não se pode insultar e inspirar as mesmas pessoas que você acabou de ofender”, acrescentou.

A plateia reage da melhor forma. Várias pessoas se levantam e passam a concordar com as palavras proferidas no altar. “Nossa oportunidade missionária será encontrar aqueles que estão passando por momentos difíceis e dizer-lhes: Eu não sou melhor que você!”

Seguindo com seu discurso épico, o reverendo questiona o público: “O que vamos fazer com as pessoas que nasceram assim? Que lutam com isso? O que dizer de pessoas que consideramos “repugnantes”?”

Dando um tapa na cara da sociedade fundamentalista, ele fala sobre os membros da igreja que são gays e que manda um papo reto: “Procure por cada canção escrita por um gay nos últimos cem anos e não a cante mais na igreja. Senta aí hipócrita! Senta aí!

Príncipe Harry escreve carta emocionante às vítimas do atentado em Orlando.




Assim como os principais líderes mundiais, o Príncipe Harry também se manifestou em relação ao atentado que aconteceu na casa noturna Pulse, em Orlando, na Flórida, nos Estados Unidos, no dia 12 de junho.

Segundo a revista People, o membro da realeza britânica escreveu uma carta emocionante direcionada ao prefeito da cidade, Buddy Dyer, prestando condolências aos familiares das vítimas da tragédia que chocou o mundo.

“Caro Dyer, eu queria escrever e expressar as minhas mais sinceras condolências ao povo de Orlando após o terrível ataque na discoteca Pulse no domingo. Eu que já passei um bom tempo em Orlando, sei o quanto essa comunidade é acolhedora e hospitaleira. Apesar deste ato sem sentido, não tenho dúvida de que o amor e a amizade de sua cidade continuará forte. Eu também gostaria de transmitir a minha mais profunda admiração aos policiais que participaram do trabalho de resgate na discoteca durante o ataque por sua bravura extraordinária e profissionalismo. Os nossos pensamentos estão com as vítimas e seus entes queridos neste momento difícil. Vocês está em nossas orações para que você enfrente esses dias. Meus melhores cumprimentos”, escreveu o príncipe.

A maior Marcha do Orgulho LGBTI de Lisboa, até hoje.



Não há números oficiais, mas a opinião é unânime: Esta foi a maior Marcha do Orgulho de Lisboa. À 17ª edição, num contexto de várias conquistas legislativas recentes em Portugal e um massacre efetuado contra a comunidade LGBTI em Orlando, as ruas de Lisboa encheram-se manifestantes para celebrar o Orgulho LGBTI.



Entre alguns momentos inéditos destaque para a presença do Embaixador dos EUA em Portugal na Marcha do Orgulho LGBTI. Robert A. Sherman tinha feito saber da sua presença para celebrar o mês do Orgulho LGBTI ainda antes do atentado de Orlando.


As vítimas do massacre, foram, de resto, também homenageadas por Paulo Pereira, um jovem que decidiu unir numa faixa com 15 metros de comprimento os retratos das 49 vítimas. A faixa foi carregada ao longo das ruas de Lisboa por várias pessoas que se solidarizaram com a iniciativa.


A Marcha culminou na Ribeira das Naus. Foi este o local onde se puderam ouvir quer o manifesto, quer os discursos com as reivindicações dos activistas responsáveis pela organização da marcha, não, sem antes, os manifestantes terem sido surpreendidos com a bandeira do arco-íris hasteada junto das bandeiras do Município de Lisboa, de Portugal e da União Europeia.

Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (0) Comente aqui!

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...