Slide 1 Slide 2 Slide 3

NOTICIAS DO MUNDO GAY

Angela Merkel exige  respeito a homossexuais.


Chanceler alemã mostrou preocupação com recentes índices de aumento de intolerância na Alemanha


A respeito do ataque à boate Pulse, em Orlando (EUA), a chanceler alemã, Angela Merkel, disse que uma sociedade aberta e livre é caracterizada pelo respeito ao outro, “independentemente de como pense, de sua aparência ou de quem ame”, e exigiu isso para os homossexuais, enquanto as pesquisas refletem uma homofobia crescente na Alemanha.

Em entrevista coletiva junto ao primeiro-ministro eslovaco, Robert Fico, Merkel reiterou sua contundente condenação ao recente ataque à Pulse que, lembrou, tinha como claro alvo o coletivo de gays e lésbicas.

Neste contexto, a líder ressaltou sua “preocupação” pela pesquisa divulgada recentemente pela Universidade de Leipzig (Leste do país), que mostrou uma mudança de atitude dos alemães com a homossexualidade e que, segundo sua opinião, deve ser entendida como “um sinal de alarme”.

Segundo esse estudo, 40% dos indagados veem como “asqueroso” que duas pessoas do mesmo sexo se beijem em público (contra 28% que opinaram assim em uma pesquisa similar de 2009) e quase 25% consideram que a homossexualidade é “imoral” (15,7 em 2009).

No total, 36% acham que não deveria ser permitido o casamento entre homens ou entre mulheres.

Primeiro-ministro da Austrália  quer referendo sobre união gay.


País vai às urnas no próximo 2 de julho


O primeiro-ministro da Austrália, Malcolm Turnbull, afirmou, nesta segunda-feira, 20, que o país terá um referendo sobre o casamento gay se seu governo for reeleito.

A nação da Oceania vai às urnas em 2 de julho e as últimas sondagens mostram um empate entre a coligação liderada pelos liberais, no poder, e os trabalhistas.

O primeiro-ministro, Malcolm Turnbull, que já manifestou o seu apoio ao casamento entre pessoas do mesmo sexo, apoia a realização de um referendo, como ocorreu na Irlanda, em vez de levar a questão ao Legislativo.

Mistério: Assassino da boate Pulse comprou  3 passagens de avião na véspera.


Assassino planejava viajar com a família para San Francisco


O assassino da boate Pulse, de Orlando (EUA), Omar Mateen, comprou, na véspera do massacre, três passagens de avião para uma viagem em família.

O atirador, sua mulher, Noor Salman, e o filho do casal viajariam para San Francisco em julho. O investigadores não entendem porque ele faria estes planos, se planejava o ataque brutal para o dia seguinte, em 12 de junho.

Segundo autoridades, ele teria visitado a Pulse no dia do ataque, saído e retornado de duas a três horas depois armado. A primeira ida à casa noturna poderia ter sido uma forma de checar a segurança no local, disseram pessoas que pediram à emissora para não serem identificadas.

Noor relatou às autoridades que seu marido saiu de casa muito bravo naquele dia, carregando uma bolsa cheia de armas. A mulher afirma que tentou impedi-lo de sair de casa, o segurando pelo braço. De lá, ele fez uma viagem de cerca de duas horas até a boate.

Mateem matou 49 pessoas e feriu outras 53. Ele foi morto em troca de tiros com a polícia.

Santa Luzia (MG): Porteiro de cemitério discriminado  por ser gay ganha indenização.


Funcionário era alvo de humilhações e piadas a respeito de sua orientação sexual


Um homem que trabalhou como porteiro de cemitério será indenizado em R$ 2,5 mil por danos morais por ter sofrido discriminação por conta de sua orientação sexual.

De acordo com o jornal O Estado de Minas, o caso foi examinado pelo juiz substituto Ednaldo da Silva Lima, na Vara do Trabalho de Santa Luzia, na Grande BH. Após avaliar as provas, o magistrado deu razão a ele.

Segundo o Tribunal Regional do Trabalho (TRT) em Minas Gerais, o porteiro alegou que era desrespeitado por um supervisor, que se dirigia a ele de forma ofensiva, com palavrões, piadas e grosserias. Ele disse ter sofrido problemas e ser alvo de escárnio em função de sua orientação sexual.

Uma testemunha disse que o superior fazia brincadeiras discriminatórias de cunho sexual. Segundo o TRT, a percepção da testemunha era de que o porteiro não gostava nem aceitava as brincadeiras. Tanto que já tinha reclamado ao supervisor, porém, nenhuma atitude foi tomada.

Essa mesma testemunha contou ainda que estava presente no dia em que o porteiro reclamou sobre um pagamento que não havia sido feito. De acordo com o relato, ele se dirigiu ao chefe da seguinte forma: “Você disse que palavra de homem não dá curva. Quando será feito o pagamento que você marcou e não cumpriu?”. Ao que o representante do réu respondeu: “Você não pode me cobrar palavra de homem porque você não é homem aqui e nem em lugar nenhum”. O julgador também citou depoimento da testemunha indicada pelo réu, que confirmou certa conduta maldosa por parte do chefe em relação ao funcionário, ao dizer que ele tinha de “virar homem” e respeitá-lo.

Crime: Jovem é preso após estrangular  homossexual no Mato Grosso.


Crime teria ocorrido por causa de roubo, segundo a polícia


A Divisão de Homicídios da Polícia Judiciária Civil de Primavera do Leste (a 231 km de Cuiabá) indiciou, na terça-feira, 21, Marcos Vinicius Ricci, de 19 anos, pelos crimes de latrocínio e ocultação de cadáver. O crime foi praticado contra Aldo Rodrigues Feitosa, 31 anos.

Segundo o site Folhamax, a vítima desapareceu em 9 de junho, após ter recebido ligação do suspeito que teria prometido um encontro sexual com Aldo, que era homossexual.

De acordo com a polícia, o objetivo de Marcos era roubar o automóvel, um Celta, da vítima. No dia do crime, o suspeito convenceu a vítima a ir buscá-lo no bairro Primavera III e de lá, ao passar por uma rua escura do bairro Buritis, ambos teriam descido do carro, momento em que a vítima foi estrangulada.

O indiciado teria colocado o corpo da vítima no bagageiro do veículo e partido para a saída de Paranatinga e na altura da ponte de concreto do Rio das Mortes, arremessado o corpo para ocultar o crime.

Na ação criminosa, Marcos também roubou dinheiro em espécie, celular e documentos pessoais de Aldo. O latrocínio causou enorme repercussão na cidade de Primavera do Leste e sua investigação foi considerada prioritária pela Polícia Civil.

As diligências e outras atividades investigativas foram presididas pelo delegado Rafael Sippel Fossari.

Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (0) Comente aqui!

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...