Slide 1 Slide 2 Slide 3

MINHA VIDA GAY

Militar sai do armário sem querer e reação dos amigos surpreende.




Nos Estados Unidos, com a política do “Don’t ask, Don’t Tell”, homossexuais foram aceitos no exército, mas, ao mesmo tempo invisibilizados. Quando um militar, seja soldado ou qualquer outra patente, se assume, a reação negativa acaba sendo a mais comum e esperado, visto que o ambiente é machista e lgbtfóbico. Mas a história Conner Curnick, membro da marinha americana, é um pouco diferente.
 
Em um dia normal, quando estava voltando para a base depois de sair com um cara, recebeu no celular uma foto dele com um cara na garupa de sua moto e questionamentos sobre a sua sexualidade. Ele conta que decidiu se assumir ali e ficou surpreso com o apoio que recebeu dos amigos e a maioria de mensagens positivas.

Para ele, viver como um homem gay assumido abriu novos caminhos e fez sua vida florescer. “Eu tinha medo de ser rejeitado por pessoas das quais eu era amigo. Estava com receio de meus encarregados me considerarem menos homem ou que minhas conquistas fossem atribuídas ao fato de eu ser gay, e não ao meu mérito. Mas eu estava completamente errado. Fato é que alguns dos mais homofóbicos que eu conhecia acabaram se tornando meus maiores apoiadores”, conta.
 
Ele revela que chegou a sofrer preconceito, sim, dentro do Exército e chegou a perder alguns amigos. Mas que decidiu guardar o que veio de positivo com essa mudança. Atualmente, ele está engajado, junto com companheiros LGBTs da sua base, em Pensacola, para criar uma organização que promova entendimento e dê suporte à militares homossexuais.

História de casal gay abordado por senhor em aeroporto viraliza.




"Hoje eu estava na fila do despacho de bagagem com meu namorado. Sou de Curitiba e ele de Vitória. Estávamos trocando carinho, afinal despedida é sempre uó pra quem namora a distância. Aí o senhor que estava atrás da gente nos cutuca e questiona se ele podia fazer uma pergunta. Na hora imaginei que íamos ouvir sermão, aí com um olhar de pedido de socorro ele solta: "o que se fala pra um filho de 18 que te contou que é gay?"

Ele nos contou que seu filho se assumiu, que sua re...ação foi péssima e que ele acabou dando um soco no garoto, mas que se arrependeu e desde então procura se informar e tentar entender como pode ser melhor pro seu filho. Ele relatou os medos do filho não arrumar emprego, do medo dele sofrer preconceito e agressão na rua, etc. Contamos nossa experiência, falamos que o tempo vai ajudar ele a entender, que os sonhos de casamento e netos darão lugar a novos sonhos que também podem incluir uma família pro filho dele. Eu quis chorar durante a conversa e me senti muito feliz de ter de alguma forma ajudado ele.

“O que se fala para um filho de 18 que te contou que é gay?” foi a pergunta que Matheus e André ouviram.

Matheus e André, que vivem um relacionamento a distância, estavam se despedindo na área próxima ao despacho de bagagem no aeroporto de Curitiba quando foram abordados por um senhor. Ao serem cutucados, em meio a carinhos, escutaram: “O que se fala pra um filho de 18 que te contou que é gay?”. O relato foi publicado pelo perfil Nosso Amor Existe, no Facebook, e teve milhares de compartilhamentos.

“Ele nos contou que seu filho se assumiu, que sua reação foi péssima e que ele acabou dando um soco no garoto, mas que se arrependeu e desde então procura se informar e tentar entender como pode ser melhor pro seu filho. Ele relatou os medos do filho não arrumar emprego, do medo dele sofrer preconceito e agressão na rua, etc. Contamos nossa experiência, falamos que o tempo vai ajudar ele a entender, que os sonhos de casamento e netos darão lugar a novos sonhos que também podem incluir uma família pro filho dele. Eu quis chorar durante a conversa e me senti muito feliz de ter de alguma forma ajudado ele.”

O relato termina com uma mensagem positiva do casal: “Hoje vi a importância de demonstrar nosso amor em público, de andar de mãos dadas e de não temer. Quem compartilhar amor vai colher muito mais luz que trevas”.


Em anuncio do Dia dos Pais, C&A mostra casal gay.




Para o Dia dos Pais, a C&A aposta na superação dos estereótipos e na inclusão de homossexuais.

No comercial "Misture, Ouse & Surpreenda", nem tudo o que aparenta pode realmente se confirmar. E viva o fato de terem colocado um casal gay.

O vídeo, postado no Facebook, teve como apresentação o seguinte: "A combinação de duas ou mais partes que, ao se encontrarem, produzem uma reação única. Como a relação de Pai & Filho. A mistura mais linda."



Dias dos pais

youtube:

Dia dos Pais C&A - Misture, ouse &

Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (1) Comente aqui!

Um comentário:

  1. Na propaganda da Jhonson's há um casal gay também. No comercial há vários pais e quem narra é o bebê, dizendo como vai mudar a vida dos pais. Vale a pena Olhar e divulgarno blog.

    Além disso, O Boticário está com um institucional de dia dos pais na internet onde conta 4 histórias de Pais, uma delas é de Um Gay, solteiro que adotou um menino de 8 ou 9 Anos. O nome dele é Peterson e do menino é Lucas(Se não me engano). Abraços

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...