Slide 1 Slide 2 Slide 3

MINHA VIDA GAY

Miss é a primeira candidata  abertamente lésbica dos EUA.


Erin disputa Miss Estados Unidos em 11 de setembro


A modelo Erin O’Flaherty, de 23 anos, é a primeira homossexual assumida a ser candidata a Miss Estados Unidos.

Eleita Miss Missouri, Estado do Centro-Oeste norte-americano, a bela teve a orientação sexual confirmada por Ann Jolly, uma das responsáveis pela organização de bolsas de estudo do Estado.

Erin afirmou que assumiu sua identidade aos 18 anos e acabou fazendo disso uma bandeira a ser levantada em suas competições de beleza. “Estou nas nuvens ao ser eleita Miss Missouri. Eu não pretendia ser a primeira miss nos EUA assumidamente lésbica, mas sou. E estou muito feliz com isso”, disse ela.

A mulher eleita como a mais bonita do Missouri ainda afirmou que apoia a prevenção de suicídios entre homossexuais em homenagem à sua melhor amiga da época do Ensino Médio, que decidiu acabar com a própria vida. Isso sem contar seu apoio em geral à comunidade LGBT.

“Ser gay, certamente, é uma grande parcela do que sou e estou ajudando a arrecadar fundos à comunidade LGBT. Mas também há muita especulação de que sou apenas isso”, completou ela.

Erin disputa o Miss Estados Unidos em 11 de setembro, em Atlantic City.

Antes de Erin, Patricia Yurena Rodríguez, foi a primeira miss assumidamente lésbica da história do concurso. Eleita Miss Espanha em 2008 e 2013, ela usou as redes sociais.

Filha conta que é homossexual e pais fazem festa pra comemorar.




O momento de contar para os pais que você é homossexual é quase sempre um grande dilema e uma hora muito difícil na vida de quase qualquer pessoa LGBT. Mas a jovem Kinsey Ratzman, de 17 anos, que vive em Nova Jérsei nos Estados Unidos, parece que tirou a sorte grande.

Há algumas semanas ela tomou coragem de finalmente contar para a família sobre sua orientação sexual. Mas ao saberem que tem uma filha lésbica, ao invés de reprimí-la ou não aceitá-la, os pais foram exatamente o oposto do esperado. Segundo Kinsey relatou, ela e os pais tiveram uma conversa doce, um tanto embaraçosa, mas foi tudo bem. Foi quando eles lembraram a ela para não esquecer que no dia 4, uma semana depois, como toda família tradicional americana, comemorariam a Independência dos Estados Unidos.



Foi então que no dia 4, os pais aproveitaram enquanto Kinsey foi ao shopping com uma prima, e na volta: surpresa! Prepararam uma festa sim, mas decorada com todas as cores do arco-íris no lugar das tradicionais cores azul e vermelho das festas de 4 de julho. As comidas também eram todas coloridas.

“Fiquei chocada e extremamente agradecida por ter uma família assim. A melhor parte é ver como a festa deixou todos da família felizes. Após tiroteio na boate Pulse mies passado, a comunidade LGBT precisa de alegria e esperança mais do que nunca. Estou contente em dizer  que minha família contribuiu para isso.”, disse a jovem.

A história foi compartilhada no facebook com fotos da decoração, e claro, ganhou milhares de compartilhamentos instantaneamente.

Que a reação da família de Kinsey sirva de exemplo!

Empresa aérea japonesa abraça a diversidade e cria banheiro sem gênero.




A empresa aérea japonesa All Nippon Airways, Ana, anunciou esta semana novas políticas contra o preconceito e pela diversidade. A mais interessante delas é que, em suas salas VIPS, nos aeroportos japoneses de Haneda, Narita (ambos em Tóquio) e Osaka, a comunidade trans ou qualquer outra pessoa, poderá usar o banheiro antes exclusivo para cadeirantes. "Todos podem usar este local que é de uso universal", diz o cartaz na porta dos novos banheiros. Ainda, os passageiros do mesmo sexo em união estável poderão partilhar milhagens no programa de benefícios da empresa.

Os funcionários estão sendo treinados para abraçar e respeitar a diversidade e, ainda, os funcionários LGBT tem disponível um serviço de aconselhamento. A preocupação com educação e vigilância contra o preconceito se estende ao tratamento interno, com a manifestação da empresa em garantir equidade entre casamentos e uniões civis a todos os funcionários.

Em abril do ano passado, a empresa criou o seu grupo de diversidade e inclusão que elaborou uma declaração com os compromissos da empresa com o bem estar dos passageiros e funcionários gays, lésbicas, bissexuais e transgêneros.

Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (0) Comente aqui!

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...