Slide 1 Slide 2 Slide 3

HOMOSSEXUALIDADE

Vigorexia – Obsessão pelo corpo perfeito.




A vigorexia é uma alteração no comportamento do indivíduo, se enquadrando nos transtornos disfórmicos corporais como a anorexia. O que isso quer dizer? Que a vigorexia está intimamente ligada a forma como a pessoa vê a si mesma, a distorção do próprio corpo no reflexo do espelho.

Os vigoréxicos, aqueles que desenvolvem a doença, normalmente se descrevem como fracos, magros, mesmo tendo um corpo sarado de fazer inveja para muitas pessoas. O resultado disso tudo é uma dependência pelo exercício físico, algo girando como uma obsessão pelo corpo sarado, musculoso como aqueles vendidos das revistas e comerciais.

Quem pensa que apenas as mulheres sofrem com os padrões de beleza mundiais desconhecem os casos de vigorexia. Homens também veem os corpos ultra malhados nas revistas, comerciais, novelas e desfiles, sendo que ter aquela barriguinha de cerveja ou não ter aquele peitoral incrível faz com que muitos homens se sintam mal, tanto quanto as mulheres que almejam ser magérrimas.

A maioria nunca se satisfaz com o corpo sarado que já tem e não veem, sempre procurando ficar mais e mais fortes. Nesses casos é que acontece muito o uso de anabolizantes, já que o vigoréxico precisa sentir-se bem consigo mesmo.

Pode-se dividir a vigorexia em dois grupos de acordo com seus principais sintoma:

•Treinamento excessivo [overtraining] e anabolizantes;
•Obsessão pela aparência e insatisfação persistente;
Os sintomas da vigorexia são:
•Insatisfeito persistente com sua própria imagem;
•Uso de diversos suplementos alimentares e inclusive esteroides e anabolizantes;
•Seguir uma dieta rica em pSroteínas por longo período;
•Ansiedade elevada;
•Sintomas depressivos;
•Irritabilidade;
•Cansaço e fadiga;
•Dor muscular em todo o corpo;
•Lesões musculares e articulares por excesso de exercício;
•Problemas de sono.
O consumo crescente de anabolizantes para fins estéticos é associado a vigorexia, o que levou países europeus a tratarem seu comércio com os mesmos critérios legais e penais do consumo de drogas psicotrópicas. Pior mesmo são aqueles que usam drogas para cavalos para ter um corpo sarado.

Dentro do universo gay o culto ao corpo sarado é cada vez maior. Vejo a forma como muitos idolatram corpos musculosos sem camisa na pistas e esquecem que não precisam ser como eles para ser felizes ou atraentes para outros caras. Há homens que curtem um twink, outros gostam dos bear… O universo gay também é plural, ninguém precisa se enquadrar em nada!

Falo com propriedade a respeito de vigorexia porque sofri / sofro com isso durante muito tempo. Digo que sofri, porque hoje me sinto muito bem com meu corpo, apesar de ainda querer um corpo mais sarado. Dualidade pura na minha cabeça esse assunto!

É complicado falar a respeito porque sei do problema, tenho plena consciência dele, por isso tento trabalhar meu consciente para não entrar de cabeça nisso e ser feliz!

Se você se enquadrou em diversos desses sintomas da vigorexia, entre em contato com um psicólogo, uma ajuda externa sempre é bem vinda! Quer ter um corpo como nas revistas, beleza, mas não seja escravo dessa imagem!

PERGUNTAS & RESPOSTAS


Como assumo que sou gay?


“Boa noite, estou enviando esse email pois tenho uma série de dúvidas, bom sempre soube que eu era gay, mas não entendia isso totalmente, tentei suprimir isso até que um dia eu me dei conta e percebi que não tinha como mudar, que isso fazia parte do que eu sou, passei a aceitar a minha condição, mas sofri muito durante o processo. Contei a minha irmã que sou gay, mas ultimamente sinto a necessidade de contar a meus amigos da faculdade sobre mim, só que me falta coragem. Gostaria de saber se devo contar ou não? Outra coisa, meus pais tbém não sabem de mim, mas me sinto muito mal em esconder a verdade deles, sou considerado o certinho da casa, responsável, centrado e isso me deixa com muito medo de contar e manchar essa imagem que meus pais têm de mim. Faço uma faculdade integral e por isso não posso trabalhar. Sei que eles não me expulsariam, mas tenho medo de não conseguir encará-los depois de contar. Até um tempo atrás tinha pensado em contar depois que me estabiliza-se financeiramente. O que acham que eu devo fazer? Só mais uma coisa, prometo hehehe… Sou uma pessoa extremamente tímida e reservada e acho que isso me impede de conhecer pessoas legais, tenho 21 anos e nunca beijei ninguém, o que fazer? Heeeeelp …”

Rodrigo, 21 anos, de Curitiba.

~*~

Foram muitas perguntas, vamas com calma.

Primeiro: você se aceita e se ama realmente? Se sim, foda-se o resto do mundo. Ninguém tem que saber da sua vida sexual, que nem começou ainda pelo que você disse.

Segundo: seus amigos ficam fazendo piadinhas sobre gays? São homofóbicos? Se sim, se poupe, não conte nada e mude de amigos mesmo assim. Se não, conte porque talvez eles possam te apresentar algum garoto legal para te desencalhar.

Terceiro: se você se ama e se aceita, não tem motivo para ter medo de manchar sua reputação por ser gay. Ser gay não é errado, não é feio e não é a única característica que te define. Você mesmo usou outros adjetivos para se descrever… Seus pais seriam muito ignorantes se achassem que o fato de você ser gay desmerece todo o resto do ser humano que você é.

Mas, cá pra nós, esse plano inicial de se estabilizar primeiro para contar aos seus pais depois é um bom plano. Tem certeza que não dá pra esperar? Por que essa pressa toda para contar sobre sua vida (NÃO) sexual ao mundo?

Estão te cobrando uma postura sobre isso? Acho que a galera de hoje em dia quer tudo pra ontem. Voces es tão tudo louco, querendo assumir ser gay pro mundo, gente. Foda-se o mundo. Aliás, já parou para pensar que talvez sua família e seus amigos sabem que você é gay e te tratam normalmente porque não se importam?

Enfim, respira fundo. Ta ansioso? Vai regar plantas, pintar, fazer aula de circo, sei lá. Relaxa e pensa melhor no que quer fazer. To te aconselhando a se preservar. Não é por achar que  ser gay é algo ruim, é pelo fato de achar ser desnecessário contar coisas pessoais para algumas pessoas que talvez nem mereçam ou queiram saber sobre isso, saca? Decida para quem contar e como contará (aja naturalmente, sem drama mexicano).

Boa sorte.

~*~

Amor platônico: Burrice ou Fatalidade?



Queria entender mais sobre paixão e amor platônico, porque mesmo se a pessoa é gay, não é garantia nenhuma que ela gosta de você? Também tem os héteros que alguns você sabe que é impossível e tem outros que nós até temos esperanças que sejam gays enrustidos.

O problema é quando cansamos dessa situação, mas mesmo assim acontece tudo de novo. Será que depois de tantas paixões platônicas ou até mesmo amor platônico, será que o nosso coração não aprende que o amor ou a paixão são coisas que já foram extintas e que a beleza exterior, o status social e o corpo são as únicas coisas que a maioria das pessoas na sociedade atual valorizam?

Eu sei que é drama mas é porque isso sempre acontece comigo e essas paixões platônicas me ajudaram a enxergar muitas coisas, mesmo eu tendo 17 anos e sou BV.

O que mais me preocupa é que não é só comigo, creio que tem gente que está na mesma situação e por isso pergunto: Porque acontece de nunca ser correspondido. Parece que os sentimentos são mais teimosos que nós mesmos? Ou será que isso tudo é o excesso de carência?

Doug, 17 anos

~*~

Poxa Doug, não precisa perder a esperança no amor gay, né? Por mais que vivamos um ou outro amor platônico em nossas vidas chega uma hora que somos correspondidos e podemos vivenciar muitas alegrias [e tristezas] que um relacionamento gay proporciona.

Se apaixonar, amar, quebrar a cara, chorar, terminar, se desesperar… é inevitável na vida. Tudo isso que acontece é um aprendizado onde devemos tirar as melhores lições possíveis de cada acontecimento. Costumo dizer que cada coisa boa ou ruim que passamos na vida são lições que nos preparam para a felicidade, até um amor platônico é uma lição de vida.

Não ser correspondido acontece, você não deve levar isso como algo pessoal, sabe? É importante ter calma e paciência que logo, logo acontece de você beijar na boca e posteriormente até transar com outro cara. [PS: Lembre-se de usar camisinha SEMPRE!]

Acredito que um pouco desse amor platônico que você sente é aquela vontade de viver coisas novas, de realmente vivenciar a sua sexualidade como você idealiza, plenamente. Acho que é isso que acontece para você sempre cair no amor platônico sempre.

Outra coisa que você deve pensar a respeito da paixão ou amor platônico é: Racionalizar um pouco seus sentimentos, não apenas sentir e sair por aí se jogando de cabeça, mas tentar entender a si mesmo e o que você realmente sente. De repente você nem está apaixonado ou amando o cara, mas é puro e simples tesão!

Espero ter ajudado .

Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (0) Comente aqui!

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...