Slide 1 Slide 2 Slide 3

HOMOSSEXUALIDADE

13 aplicativos para encontrar o homem dos seus sonhos... (SQN).




Os aplicativos de relacionamento são febre entre jovens e adultos. Muitos namoros, noivados e casamento nasceram em um desses aplicativos. No caso da comunidade LGBT, eles proporcionam um espaço de relacionamento sem o medo do preconceito - um pouco ilusório, porque até dentro da própria sigla, encontramos intolerância. De sexo à amizade e namoro, conheça 13 aplicativos gays que você precisa, ao menos, experimentar uma vez na vida, vai que o boy da sua vida está lá...

Moovz
O Moovz é uma das primeiras redes sociais LGBTs global. Com global, ela realmente proporciona interação entre pessoas do mundo todo. Funciona basicamente como um Facebook, onde você compartilha fotos, vídeos, links e pensamentos e as pessoas podem curtir, comentar, compartilhar, seguir e te mandar mensagens no inbox. O mais interessante é que o conteúdo da rede é quase que exclusivamente voltado para a sigla.

Scruff
O Scruff é um aplicativo mais voltado para marcar encontros, independente da motivação. Nele, é possível você selecionar filtros de pessoas que deseja encontrar, tipo urso, magro, maromba, militares, universitários, e o app te mostra essas pessoas que estão mais próximas de você geograficamente. Aí, você pode favoritar a pessoa, mandar um “wolf”, que é uma forma de chamar a atenção, ou mandar uma mensagem logo de cara.

Grindr
O Grindr funciona no mesmo princípio que o Scruff, sem tirar e nem por. Ele mostra pessoas próximas a você, mas com um perfil ainda mais limitado de informações. Ele e o Scruff, assim como o Hornet, são exclusivamente gays.

Once
O Once tem uma pegada bem diferente e legal para quem tem interesse em pessoas com gostos similares e boa conversa. Uma vez por dia, o sistema do aplicativo vai sortear apenas uma pessoa para você conversar, tudo baseado nas informações que você vai oferecer na hora de se cadastrar. Todo dia, uma pessoa nova. Mas sempre que você gostar,  pessoa do dia anterior ainda estará disponível. O aplicativo não é exclusivamente gay, mas você pode selecionar a opção. 

Hornet
No mesmo princípio que Scruff e Grindr, o Hornet funciona na base de localização geográfica e filtros. Mas, é possível dizer que é o aplicativo, entre os três, mais usado em Curitiba e que possibilita um perfil mais completo e com mais fotos, inclusive fotos privadas. A opção paga permite que você veja quem visualizou seu perfil nas últimas horas.

Tinder
Tinder é um dos aplicativos de relacionamento mais conhecidos, por ser amplamente usado tanto por LGBTs, quanto por pessoas heterossexuais. Ele e o Badoo funcionam no mesmo princípio, você cria um perfil com fotos e informações convidativas, escolhe o gênero que te interessa e o app oferece opções de pessoas, você pode dar SIM ou NÃO. Se a outra pessoa te deu SIM também, vocês dão um MATCH. Aí, é possível conversar no privado. Há também o Social Tinder, onde você pode se juntar com amigos seus em um grupo para sair e colocar no app, aí você pode dar MATCH com outros grupos e combinar de se encontrar no rolê. Agora, ele conta com diversas funcionalidades pagas, como o Super Match e a visita a outros locais. 

Happn
O Happn tem um princípio interessante. Sabe aquele amor à primeira vista que acontece no ônibus ou na rua? A ideia desse aplicativo é te ajudar com isso. Ele mostra o perfil de pessoas que passaram pela mesma rua que você em um horário bem próximo, o que pode dizer que vocês chegaram a se cruzar.

Gaydar
O nome é bastante sugestivo, ele funciona como um radar para gays. Ou seja, ele mostra perfis de pessoas gays que estão próximas a vocês. Basta escolher e começar a conversar. 

Badoo
O Badoo é uma das redes sociais deste tipo mais antigas. Sua plataforma teve origem na rede e depois apareceu também como um aplicativo. Ele funciona da mesma forma que o Tinder, você dá “sim” ou “não” e pode conversar com as pessoas que combinarem com você. A diferença está que você pode mandar mensagem para qualquer perfil e que, na opção paga, você consegue ver quem te deu sim. 

Blued
O mais novo aplicativo gay na rede. Sinceramente, o aplicativo não traz nada de novo e funciona como qualquer outro. Mas ele junta a funcionalidade de rede social com rede de encontro. Ou seja, você ainda vê as pessoas mais próximas de você, mas você também pode compartilhar coisas. 

DaddyHunt
O DaddyHunt é um aplicativo voltado para o público que curte caras mais velhor, assim como para caras mais velhos que curtem adotar um novinho. 

GROWLr
Por fim, o GROWLr é uma rede social voltada para os ursos e chasers. Aqui, você vai encontrar os ursos mais lindos da área e poderá se relacionar com eles através do aplicativo.

Disponível
Único aplicativo brasileiro do tipo, nasceu de um site de encontros homônimo e é bem tradicional. Assim como os outros, tem funções variadas e cadastro gratuito ou pago.

E aí? Você conhece algum que deixamos de colocar na lista e recomenda para todo mundo? Conta pra gente nos comentários. 

PERGUNTAS & RESPOSTAS


Sair do armário – Qual o melhor momento?


Sair do armário para meus primos, tios e avós?

Minha família é grande e muito unida. Primos, tios, avós, etc. Nós somos muito ligados e nos vemos com muita frequência. Eu já me assumi para os meus pais, que aceitaram, mas deixaram claro nas entrelinhas que preferiam um filho enrustido pro resto da vida. Mas o meu problema mesmo é com o resto da família.

Eles ficam fazendo “piadinhas” com mulher e falando de namorada e eu fico sem saber reagir. É meio obvio que eu sou gay, mas esse hábito deles me incomoda muito. Eu gostaria de saber como eu posso sair do armário para essas pessoas que ficam falando de mulher e qual seria o momento mais oportuno? Obrigado!

Pedro, 18 anos, SP

~*~

Oi, Pedro, tudo bem?

Seguinte, sei que a pressão da família é grande, já passei por isso. E como você é novo, fica angustiado com isso. Quando a gente fica mais velho costuma ligar o foda-se quando rola esse tipo de situação… Tipo, com o tempo passa a se importar menos.

Uma resposta que eu sempre dava para minha avó e familiares quando perguntavam sobre “namoradas” era: “Não quero namorar. Quero estudar. Mal consigo pagar minhas contas, namorar custa caro.” Todo mundo ria e ficava por isso mesmo, porque, no fundo, todo mundo sabe que namorar dá trabalho e sim, custa caro.

Não acho que você tenha a obrigação de sair do armário para ninguém. Aliás, contou para seus pais, ótimo. Quem mais importa sabe que você é gay e pronto. Não esquente a cabeça com isso. Por mais unidos que vocês sejam, com quem você faz sexo não interessa para eles. Tipo, seu tio não conta pra você quantas ele deu na sua tia noite passada, certo? (espero que não).

Cada um na sua. Momentos familiares são alho, momentos sexuais são bugalhos. Se um dia você tiver namorando sério e seu namorado fizer questão de fazer parte dos eventos sociais da sua família, aí são outros quinhentos. Mas mais pra frente você pensa nisso. Agora, apenas viva de boa. Você não deve nada para ninguém.

Aliás, essa coisa de sair do armário para a família já está ultrapassado. Ou as pessoas se tocam ou não se tocam. Não precisa anunciar como se fosse um GRANDE erro, um fardo ou algo assim…

Se faz questão mesmo de sair do armário… Um bom momento seria dia 11 de Outubro, data em que é comemorado o Dia de Sair do Armário… Se for aproveitar esse dia, não esqueça de postar foto/vídeo no Insta com a #outing #yesIdid #myfamilystilllovesme ou #Ihatemyhomophobicfamily

Beijos.

~*~

Gay pessimista! Será que encontro alguém?


Gay e pessimista! Saia dessa!

Sou assumido para os amigos faz 5 meses, mas nunca fiquei com um carinha e nem tive relações sexuais, apenas sei que sou gay.

O que acontece é que sou um carinha que não possui nenhum amigo gay, ou seja,  não possui nenhum outro carinha de minha idade no qual eu me identifique entende?

Encontro-me bem confuso quanto ao meu futuro, pois penso em encontrar um namorado que eu goste, que eu me identifique, bonitinho também, e que tenha conteúdo, ou seja, o carinha quase que perfeito. A questão é que: Eu acho que não vou encontrar um carinha assim! Alguns me dizem que sou bem exigente, mas qual gay não gostaria de um carinha assim não é?

O que eu estou procurando agora mesmo sé um amigo gay, quero reforçar que quero amizades reais e não virtuais. Mas aí vem a mesma dúvida: Eu vou achar um carinha assim?

– Eu vou encontrar alguém que eu me identifique? Como posso fazer isso?

Deixo claro que ainda não estou “aberto” para tentar uma coisa mais intensa logo de cara, digamos, quero ter alguma amizade primeiro, e talvez depois tentar algo a mais, pois acredito que de grandes amizades é que nascem grandes paixões, e achar um carinha que procure algo mais sério, ou uma amizade colorida pelo menos, no meio gay, é bem difícil mesmo.

Carlos, 16 anos – Fortaleza/CE

~*~

Oi Carlos!

Por que tanto pessimismo, querido? Como assim você acha que nunca achará ninguém? As vezes idealizamos a pessoa com quem gostaríamos de ter algo, cheia de qualidades, mas a vida sempre nos traz aquilo que precisamos para nosso crescimento!

Ter critérios é bom, mostra que você sabe o tipo de cara que quer, porém não pode ficar preso a eles apenas. De repente o cara não é tudo isso que você imaginou mas pode ser uma ótima pessoa pra você!

Você diz: ‘qual gay não gostaria de um carinha assim?’. Eu reformularia a pergunta: qual pessoa não gostaria de um carinha assim? Todos podemos achar uma pessoa assim!

Um ótimo lugar para achar pessoas parecidas com você é fazer coisas e ir a lugares que você gosta! Curte teatro, vá! De repente você conhece um cara bacana por lá! Ou até mesmo na rua!

Não sei se você sabe, mas conheci um dos meus namorados em um ponde de ônibus! Isso mesmo! Ele pediu o isqueiro e começamos a conversar e pra trocar telefone e nos encontrar mais vezes foi um pulo!

As vezes a pessoa está mais próxima e nos lugares mais improváveis! Esteja sempre ligado que uma hora você encontra.

Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (0) Comente aqui!

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...