Slide 1 Slide 2 Slide 3

HOMOSSEXUALIDADE

Pensamento positivo tem poder analgésico e melhora qualidade de vida.




Já disse em outras oportunidades e repito sempre que possível: eu não levanto da cama achando que as coisas vão dar errado. Faz parte da minha vida ter pensamentos de otimismo ou pelo menos tentar colocar essas ideias em prática!

Aliás, a noção de que ter pensamento positivo pode ser bom para sua saúde não é nova. Segundo um artigo publicado na Current Directions in Psychological Science, os bons pensamentos podem ser um poderoso antídoto para o estresse, a dor e as doenças.

De acordo com os pesquisadores, existem vários caminhos através dos quais uma atitude positiva pode proteger contra problemas de saúde mais tarde na vida. Por exemplo, as pessoas mais felizes podem ter uma postura mais pró-ativa com relação ao envelhecimento, e por isso se exercitam regularmente.

O levantamento descobriu ainda que essas pessoas também podem evitar comportamentos menos saudáveis, como fumar. Os benefícios destas opções de vida saudáveis são decisivos quando você se torna idoso e seu corpo se torna mais suscetível à doenças.

Foi comprovado também que o pensamento positivo pode combater o estresse, que é fator de risco para o desencadeamento de outras doenças. Estudos constataram que pessoas com fortes emoções positivas têm níveis mais baixos de substâncias químicas associadas ao estresse. Além disso, adotando uma atitude positiva, a pessoa pode até ser capaz de desfazer alguns dos danos físicos causados pelo estresse.

Para os pesquisadores, apesar da perda notável das funções físicas em todo o corpo, a capacidade emocional de uma pessoa parecia ficar consistente com a idade.

Pensamento positivo funciona como analgésico.

A intensidade da sua dor depende da forma como você pensa sobre ela. “Se você tem uma expectativa negativa, certamente as chances de que a dor seja mais intensa são maiores. É o caso de quem vai ao dentista tremendo de medo do motorzinho: até o barulho causa dor”, afirma o neurologista Ricardo Teixeira, diretor do Instituto do Cérebro de Brasília/ICB.

Quando você mentaliza que a dor não é assim tão forte, seu organismo sente-se estimulado a conduzir os impulsos por circuitos cerebrais que rendam resposta positiva, aliviando a dor. “Não dá para dizer que nenhuma dor será sentida, mas ela será mais sutil”, afirma o neurologista.

Você precisa encontrar algo que dê prazer ao seu organismo. Não adianta experimentar a receita do seu vizinho ou as dicas do livro Best-seller. “Existem muitos modelos de funcionamento cerebral, é arriscado trabalhar com padrões nesta área. Posso dizer, com segurança, que o pensamento positivo alivia a dor. Mas não posso dizer que o caminho para isso é imaginar um oceano azul. E se a pessoa tem medo do mar, por exemplo?”, afirma o Ricardo Teixeira.

PERGUNTAS & RESPOSTAS


Apaixonado pelo amigo.




Oi pessoal,

Tenho 14 anos e desde os 12 acabei (meio que sem querer) falando publicamente que gostava de homens. Depois de ter feito a maior mancada da minha vida, eu percebi que não era gay e sim bi.

Neste meio tempo meus pais perceberam que alguma coisa estava diferente em mim e me pressionaram até descobrir o que era. Porém para os meus pais eu me assumi como gay e não como bi, porque ainda não tinha notado tal característica em mim.

A vida vai e a vida vem, um mês atrás meu melhor amigo que até então achava que eu era gay, se assumiu como bi para mim. Ele é um cara que ninguém gosta muito, porque muitos acham que ele é meio chato e diferente, mas ele é tudo que eu procuro em uma pessoa. Depois de um tempo eu comecei a perceber que tinha atração por ele e agora estou apaixonado.

Falo pra ele? Porque eu posso correr o risco de estragar a nossa relação, mas também corro o risco dele sentir a mesma coisa.

Rafael, 14 anos

~*~

Rafael, ficar apaixonado pelo amigo é mais comum do que você imagina. De todas as dúvidas gays que respondemos no blog, boa parte delas é sobre isso.

É complicado opinar sobre o assunto já que não conhecemos o outro cara, mas acho que você pode entrar no assunto, como quem não quer nada, fazendo brincadeiras e vendo como ele responde a elas. Se ele corresponder, brincar também é porque há possibilidades.

Só que antes de fazer isso, acho melhor você parar e pensar seus sentimentos quanto ao seu amigo. Ver se não é carência, vontade de ficar com alguém, curiosidade, os hormônios falando mais alto… Nunca se sabe. Até porque, como você mesmo falou: ‘eu posso correr o risco de estragar a nossa relação, mas também corro o risco dele sentir a mesma coisa‘.

Bem, vamos supor que vocês fiquem juntos: Importante deixar claro entre vocês que se o relacionamento não der certo, é preciso que salve-se a amizade! Amigos são para a vida toda, relacionamentos nem sempre.

Apaixonado pelo amigo? Quem nunca?

~*~

Não consigo ser carinhoso em um namoro gay.



Oi garotos!

Antes gostaria muito de agradecer vocês. Podem não saber, mas com as suas publicações me ajudaram muito no meu processo de aceitação e para me assumir para a minha família [que a propósito, aceitaram muito bem para uma família de evangélicos], então muito obrigado e um abração para vocês do fundo do meu coração!

Eu resolvi me aceitar e me assumir a pouco tempo (+ou- 1 ano). Até então só havia me relacionado com mulheres e agora to começando a namorar com cara lindo que eu amo muito. Só que não consigo demostrar carinho com ele, talvez pelo fato de eu não ser acostumado a ser carinhoso com homens e ele ser o primeiro com quem eu namoro. Ele é meu primeiro namoradO, o primeiro cara com quem eu fui íntimo e o primeiro cara que eu realmente amo. Nós parecemos mais dois amigos de facul que se beijam e fazem sexo.

Então depois de toda essa história eis a pergunta:
– Como eu posso ser carinhoso com meu namorado, sendo que nunca tive esse tipo de intimidade com qualquer outro homem. Gosto muito dele só que não sei demonstrar isso do meu jeito.

Me ajudem a salvar meu namoro que começou apenas a uma semana. Sei que é meu primeiro namoro homo, mas quero que dure, se possível para o resto da vida! Obrigado e um abração amigos!

Adriano Santos

~*~

Um namoro gay não difere em nada de um namoro hétero, é tudo igual: temos os mesmos problemas e as mesmas felicidades.

Consigo compreender como se sente já que não consegue ser tão carinhoso em seu namoro gay, acredito que isso seja por conta da criação que você teve. É complicado crescer ouvindo que ser gay é pecado e no fim das contas viver um namoro gay, né?

Tente entender que isso é normal! Vamos dizer que você está em uma fase de adaptação, saindo de uma vida de namoro hétero para entrar na vida de namoro gay. Seu namorado deve entender esse seu lado e aos poucos te ajudar a se abrir mais.

Aliás, ele pode te ajudar e muito. Converse com ele sobre o assunto, ele com certeza sente falta disso e te cobra carinho, então peça para ele te ensinar a ser carinhoso. Quando ele sentir falta de um toque ou algo assim ele te toca, te faz carinho e te ensina a como fazer a coisa. Tudo isso leva tempo, espero que ele tenha paciência em te ajudar nisso.

Em namoro gay ou em qualquer outro é preciso ter companheirismo, amizade, amor e, claro, carinho! Já que você é um pouco travado nesse último tente demonstrar mais carinho com seu namorado. No começo pode sair um pouco mecânico um carinho na mão, um cafuné, um abraço… Mas com o tempo você se acostuma e liberta-se.

Poxa menino, a coisa mais complicada que é se assumir para a família evangélica você já fez, com certeza conseguirá superar mais esse obstáculo.


Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (1) Comente aqui!

Um comentário:

  1. Adorei a resposta do blog ao garoto que tem dificuldades para demonstrar carinho com o namorado. Isso pode ser fruto da repressão que a sociedade impõe sobre os homens gays. Dois rapazes se acariciando pode tanto ser muito excitante, fofo, quanto ser altamente impactante para quem vê e foi criado no preconceito. Mas, como disse o Andy, liberte-se, garoto. Ao menos quando vocês estiverem a sós, para começar. Depois, dependendo do ambiente, quem sabe não sai também um carinho discreto na presença de outras pessoas? A espontaneidade do gesto vai nascer aos poucos em você. Siga seus sentimentos de paixão pelo cara.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...