Slide 1 Slide 2 Slide 3

MINHA VIDA GAY

Kristen Stewart abre o jogo sobre relacionamento lésbico: 'Estou muito mais feliz'.




Kristen Stewart falou pela primeira vez sobre seu relacionamento com Alicia Cargile. Em entrevista à revista Elle do Reino Unido, a atriz afirmou estar "muito mais feliz".

Prestes a aparecer novamente no cinema com o filme "Café Society", Kristen comentou abertamente sobre seu relacionamento com Alicia e diz estar realmente apaixonada pela namorada. "Tudo mudou quanto comecei a namorar uma garota".

"Nós terminamos e voltamos algumas vezes. Agora estamos juntas e eu estou tipo: 'finalmente, eu consigo sentir'".

A atriz de 26 anos também comentou sobre o turbilhão de sentimentos e pressão que sentia nesses anos. "Quando eu saía com homens eu estava escondendo tudo isso porque eu achava que todos os sentimentos pessoais eram imediatamente banalizados, então eu não gostava disso", falou.

Kristen conta ainda que não quis esconder seu relacionamento lésbico porque poderia dar a entender que isso era um problema para ela ou que a fazia sentir vergonha.

"Por isso eu decidi mudar minha postura em público. Eu deixei minha vida aberta e eu estou muito mais feliz agora."

Mãe de Kristen Stewart confirma que assistente é nova namorada da atriz: 'Ela é adorável'.



Alvo de especulação por meses, o namoro entre Kristen Stewart e sua assistente pessoal Alicia Cargile foi finalmente confirmado - e por ninguém menos do que... a mãe da atriz. Em entrevista ao tabloide britânico Mirror, Jules Stewart contou que deu sua "bênção" ao relacionamento e que as duas estão muito felizes juntas.

"O que há de inaceitável em ela ter uma namorada agora? Ela está feliz. Sou a mãe dela e ela sabe que eu aceito suas escolhas. Eu conheci a nova namorada de Kristen, gostei dela. Ela é uma garota adorável."

Alicia era apontada como namorada da estrela de Crepúsculo desde setembro do ano passado.

Em abril deste ano, as duas foram vistas de mãos dadas pela primeira vez, em Los Angeles. Alicia e Kristen já tinham sido flagradas em clima de intimidade no Havaí, durante o Ano Novo. Apesar das carícias trocadas pelas moças, a atriz insistiu que elas eram só amigas.

Ainda na entrevista, Jules Stewart falou sobre o relacionamento que Kristen teve com o ator Robert Pattinson, com quem fez par romântico em Crepúsculo -- o romance acabou em 2013, após a traição da atriz com o diretor Rupert Sanders em 2012.

"Eles eram um ótimo casal, mas ela tem apenas 25 anos e eu gostaria que ela tivesse muito mais experiência de vida antes de escolher alguém com quem ficar a vida inteira".

Por um mundo com mais mães assim <3

Professor que deu aula como drag queen no Paraná recebe 90% de rejeição na internet.




O professor de Português do cursinho pré-vestibular da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), em Cascavel, Jonathan Chasko, ministrou suas aulas do dia 17 de maio montado como uma drag queen. O objetivo era trazer à tona questões sociais referentes à comunidade LGBTQ, uma vez que nesse dia se comemora o Dia Internacional de Combate à Homofobia. Apesar de a resposta ser positiva em sala de aula, uma pesquisa realizada pela Opinion Box e Hekima aponta que 90% dos internautas rejeitam a iniciativa, em uma clara demonstração de incompreensão sobre a cultura queer.

A proposta ganhou forma na aula sobre “artigos definidos e indefinidos” que Chasko deu espaço para a sua drag queen Sofia Ariel, que usa barba. Ela conta que a reação inicial foi de completa surpresa por parte dos alunos, mas ao começar a falar sobre o conteúdo e mesclar com rotinas e histórias vividas por drag queens, os estudantes começaram a se soltar e fazer perguntas voluntariamente. Ao menos os alunos aprovaram a intenção do professor.

Diversas fotos foram compartilhadas nas redes sociais e Sofia estampou várias notícias na internet. Em seu perfil pessoal, Jonathan conta que não encontrou muitas mensagens negativas, sendo a maioria parabenizando-o pela iniciativa. Entretanto, a pesquisa cita anteriormente aponta que, de forma ampla, o compartilhamento da notícia veio acompanhada de comentários negativos. A primeira análise foi realizada através da pesquisa de postagens com termos como homofobia, homossexualidade, homossexualismo, etc. Mais de 53 mil posts foram lidos e analisados. Dentre eles, o compartilhamento da notícia do professor se destacou.

“Quando as pessoas são colocadas diante de alguma situação que as tira da zona de conforto, o comportamento se torna menos tolerante (...) Mais de 90% dos comentários, na ocasião, condenavam a atitude. Os argumentos mais comuns remetiam à necessidade de ‘a escola se ater aos conteúdos e matérias obrigatórios’ e também à Bíblia, que segundo usuários, condena a homossexualidade”, revela a pesquisa.

Em paralelo, outra pesquisa foi realizada entrevistando cerca de 1500 pessoa de todo o país. A pergunta dizia respeito ao nível de aceitação dos pais caso descobrissem que o professor do filho é homossexual. 64% afirmaram se sentirem confortáveis com isso. Apesar de haver um leve equívoco da pesquisa em relacionar a aceitação com a orientação sexual e uma questão de gênero, ela parte do princípio de que a sociedade considera que tudo está no mesmo pacote - o que aparenta ser verdade.
 
“Entendemos que a diferença entre os dois estudos se deve às características básicas de cada um: o questionário faz o respondente refletir sobre o assunto, o que aumenta a probabilidade de as pessoas darem respostas socialmente desejáveis, mas que vão de encontro às suas reais opiniões, enquanto as redes sociais se caracterizam por ser um ambiente em que a espontaneidade prevalece”, explica Felipe Schepers, COO da Opinion Box.
Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (0) Comente aqui!

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...