Slide 1 Slide 2 Slide 3

MINHA VIDA GAY

Jogador de rugby profissional exibe namorado fora dos padrões.




As Olimpíadas Rio 2016 estão dando muito o que falar. Seja pelos jogos, por um jornalista hétero que expôs os atletas gays não assumidos, pelas as nudes de Amini Founa e Danell Levy, ou por um jogador que quebrou todas as barreiras após exibir ao mundo seu namorado fora dos padrões.

Sam Stanley, de apenas 23 anos, foi o primeiro jogador de rugby a se assumir homossexual. Sam pensou por diversas vezes tirar sua própria vida por conta do que as pessoas iriam achar sobre sua condição sexual.

“Pensei que não poderia ser um jogador de rugby macho do jeito que eu era, e não havia mais nada que eu quisesse fazer com a minha vida”.

Quando tudo parecia perdido, foi aí que ele conheceu Laurence Hicks. Quase 30 anos mais velho, Sam encontrou nele a segurança que precisava.

Os dois fogem do padrão de um casal “normal”, já que Sam é mais malhadinho, enquanto Laurence tem cabelos brancos e está acima do peso.

De acordo com uma pesquisa (e precisa de uma?), os americanos tem muito problemas com pessoas que estão mais gordas do que o normal, e muitos afirmam que não namorariam uma.

Os dois participaram de um ensaio para a revista Gay Times em Abril. Mas devido ao buzz dos Jogos, a história tem ganhado mais força só agora.


Africano gay e jogador de futebol pode ser deportado da Europa e corre risco de vida.




Um jogador de futebol gay da Libéria morava e jogava em um time da terceira divisão da Suécia quando foi detido na Parada Gay de Estocolmo em Julho, onde descobriram a sua condição irregular no país. O seu pedido de residência permanente no país foi negado e ele aguarda para ser deportado novamente para o país africano. Andrew Nagbe tem 22 anos e teme ser preso assim que chegar ao país, onde a homossexualidade é crime.

A notícia é espantosa, ainda mais considerando vir da Suécia, que é uma grande defensora dos direitos LGBTs na Europa. Segundo a instituição responsável pelo aval, Nagbe não ofereceu evidências suficientes de ser gay e, por isso, não pode oferecer a residência permanente. O jogador de futebol, que já competiu por um importante time de imigrantes do país, confessa ter medo de voltar, uma vez que todos sabem que ele é gay na Libéria e, chegando lá, seria preso, onde seria espancado e estuprado todos os dias até sair da cadeia.

“Eu quero jogar futebol e poder viver como um gay assumido na Suécia”, conta Nagbe. O meio campista está apelando para uma revisão da decisão e conta com o apoio de alguns políticos do país, como o prefeito Metin Rhawi, que afirmou que a decisão é sem coração e insensível. Vamos torcer para que Nagbe consiga sua oportunidade de viver com liberdade.

Casamento gay em resort de luxo encanta em Jurerê Internacional.




Florianópolis parou para acompanhar o casamento elegante entre Thiago e Paulo, que aconteceu no II Campanário Villagio Resort, em Jurerê Internacional, em maio deste ano. Entre amigos e familiares, 100 convidados presenciaram esse momento de alegria e amor que inspirou muitos jovens da capital catarinense a se aceitarem e viverem seus amores. A decoração de bom gosto preparada pela decoradora Jan Ribeiro foi outro destaque. As imagens captadas pelo fotógrafo Dhiego Silveira ilustram muito bem esse momento especial e foram gentilmente cedidas pelo profissional e pelo casal para a Revista Lado A.

Os funcionários públicos e moradores da capital catarinense, Thiago Ibagy e Paulo Zunino se conheceram no dia 14 de maio de 2011, quando um amigo em comum os chamou para sair. Eles contam que foi amor à primeira vista e que estão juntos desde então. Na época, nem o casamento gay era legalizado e nem a perspectiva de uma união civil fazia parte dos planos de Thiago. O Paulo, por outro lado, sempre almejou este momento. Eles foram amadurecendo a ideia e quando se sentiram prontos resolveram partir para esse momento.



“O dia estava lindo, com um céu limpo e um sol maravilhoso. Tudo ocorreu da melhor forma possível. A decoração estava impecável, a cerimônia super emocionante, as bebidas geladas, o jantar maravilhoso e os convidados, ah! os convidados estavam em perfeita sintonia conosco, super alegres, animado, emocionados e fizeram deste dia o mais memorável de nossos dias”, conta Thiago.

Sobre as diferenças do seu casamento para um heterossexual, eles afirmam que a mais gritante é a mensagem de que o amor gay é possível. Eles contam que depois da cerimônia, vários jovens os procuraram para contar como o momento serviu de inspiração para eles. “Tivemos alguns relatos incríveis de garotos que sofrem por não se aceitarem ou não terem a aceitação da família nos falando de como este momento foi importante para eles se aceitarem, buscarem aceitação e acreditar num futuro com mais amor e tolerância. Estes relatos mexeram muito conosco e nos deixaram extremamente extasiados”, revelam.
 
Agora, os planos são cuidar de Alvin e a Piper, os cachorros e considerados como filhos do casal, e, futuramente, adotar uma criança. “Somos apaixonados por crianças e, certamente, ter um filho fará nossa vida ainda mais feliz e completa”, planejam.

Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (0) Comente aqui!

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...