Slide 1 Slide 2 Slide 3

MINHA VIDA GAY

Casal gay tem filhos trigêmeos biológicos dos dois pais.





Um raro caso de paternidade biológica aconteceu com este casal gay sul africano que vive no Reino Unido: os trigêmeos gerados por inseminação artificial tem DNA dos dois pais.

Christo e Theo Menelou sonhavam em constituir uma família e conheceram uma vizinha que se dispôs a ser barriga de aluguel de ambos. Na inseminação, foi usado material biológico dos dois pais, como é de costume, já que um dos dois deveria vingar. Acontece que, dez semanas depois, durante a gestação, médicos descobriram que não apenas um, mas dois óvulos foram fecundados, e justamente, um com esperma de Christo e outro de Theo, gerando dois embriões. Um dos dois embriões ainda se dividiu, dando origem a um casal de gêmeos.

Médicos recomendaram que seria mais seguro que eles decidissem por um dos dois embriões e abortassem o outro, devido a gestação de trigêmeos ser de altíssimo risco para os três bebês. Eles decidiram ir contra as sugestões e apostar no trio, que acabou vingando. E nasceram o menino Joshua e o casal de meninas gêmeas, Zoe e Kate.

Os três bebês nasceram prematuros e, após três semanas no hospital, já estão em casa com os pais. Mesmo assim, Zoe deve voltar devido a um problema no coração que deve ser resolvido com uma pequena cirurgia dentro dos próximos seis meses.

Vale lembrar que se trata de um caso muito raro, não apenas pela geração de trigêmeos, mas ainda, pelos pais conseguirem duas fecundações em dois óvulos, um com esperma de cada um, gerando herdeiros com DNA de ambos.

Sobre a paternidade, Christo disse ao Sky News: “Quando você é gay, sempre acha que não vai ser possível se tornar um pai não importa o quanto você queira isso. E acaba achando que na adoção será preterido por casais heterossexuais que também querem adotar. Nunca pensamos que acharíamos uma pessoa que toparia ser barriga aluguel do filho de um casal gay.”

Casal gay descobre que na realidade são irmãos gêmeos separados.



Em New Jersey, nos Estados Unidos, Alex e Jason tinham tudo pra ser mais um casal gay apaixonado, não fosse o fato de serem tão parecidos e chamarem atenção das pessoas sempre que saíam juntos ou apresentavam o namorado para os outros. Ambos são modelos, muito parecidos, e se conheceram durante um trabalho em Nova York no ano passado, quando já começaram a namorar logo em seguida.

Mediante a pressão de amigos e parentes, ambos decidiram fazer um teste de DNA para checar se existia algum parentesco entre ambos. Para a surpresa, acabaram descobrindo que eram irmãos gêmeos. “Fizemos o teste meio como piada, de tanto que as pessoas insistiam que devíamos ser primos ou irmãos. Nunca esperei descobrir que o cara com quem decidi dividir minha vida, minha alma gêmea, seria meu irmão gêmeo na realidade. Não sabia se ria ou chorava”, disse Jason.

Investigando o passado da família, eles descobriram que foram separados no nascimento e criados por famílias diferentes. A novidade deixou Jason naturalmente chocado: “Foi só quando confrontei meus pais com o exame de DNA, que eles finalmente admitiram a verdade. Tive que lidar com duas verdades: a primeira, de que meu amor era na realidade meu irmão gêmeo, e depois, de que meus pais me adotaram e mentiram pra mim a vida toda. Bela maneira de comemorar meus 25 anos. As vezes preferia nunca ter feito este exame de DNA”. Mesmo assim, ele não gostaria de se separar do namorado.

Já Alex não encarou a notícia com tanta facilidade: “Alex se recusa a falar comigo. Chegou inclusive a cogitar frequentar uma dessas terapias de conversão sexual de gay pra hétero, dizendo que está chocado e quer ter uma vida normal como todo mundo”, revelou Jason com tristeza. “Tentei dizer pra ele que não seria um problema e que devíamos celebrar o fato de nos reencontrarmos, mas ele não enxerga dessa forma”.

Relação sexual entre parentes de primeiro grau são proibidas nos Estados Unidos, mas os dois não devem ser processados pelo Estado pela especificidade do caso, que não deixou de ser uma tremenda coincidência e surpresa gigante inclusive para ambos.

Para combater a homofobia, casal gay posta foto se beijando durante 365 dias.




Cansados de sofrem homofobia, um casal gay decidiu combater o ódio com amor. E foi aí que surgiu a ideia de postar uma foto por dia durante um ano, onde os dois aparecem se beijando.

Tudo se deu depois do massacre na boate Pulse, em Orlando, em Junho, atentado o qual deixou quase 50 pessoas inocentes mortas.

Juntos eles criaram a hashtag #TwoMenKissing. As fotos sempre são upadas com alguma frase motivacional. É possível notar que na maioria das vezes, eles estão com as mesmas roupas, deixando claro que as fotos foram tiradas no mesmo dia mas que o propósito em si não será deixado de lado.

Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (2) Comente aqui!

2 comentários:

  1. Alguém disse que essa notícia sobre os namorados que se descobriram irmãos é falsa. Será?

    ResponderExcluir
  2. Se essa noticia e´ falsa, eu nao sei, mas nao acredito que seja falsa. Ja vi caso de um irmao que se casou com a irma e tempos depois souberam que eram irmaos. Muito semelhante a essa estoria, e foram separados quando eram bebes porque a familia eram pobres e nao podiam ficar com as crianças.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...