Slide 1 Slide 2 Slide 3

HOMOSSEXUALIDADE

A hora de receber os pais dele.




Espumante num jantar com os pais do namorado.

Chegou a hora de receber os pais dele ou os seus na casa de vocês? Então é hora de mostrar a sua elegância e a formalidade que o momento possa ter.

Nada de servir cerveja ou caipirinha, vamos mostrar que o mundo gay é fino e sabe impressionar.

Primeiro arrume uma mesa bonita, use branco, é clássico e sempre de bom tom. Prime pela simplicidade com bom gosto. Mesa limpa com uma louça bonita e lindos arranjos com flores.

Esteja bem e confortável, use uma roupa discreta e um perfume neutro. Esteja preparado para questionamentos e muitas colocações, é típico e justo do momento.

Depois disso tudo você me pergunta e o que servir? Espumante!

Espumante de todos os vinhos, são os mais fáceis de servir, combinam com tudo e vão da entrada à sobremesa. Espumante é clássico, fresco e vai bem em dias frios e dias quentes. Harmonizam bem com tudo.

Como escolher um espumante.




Se você pretende servir o mesmo espumante do começo ao fim opte por um que passeia entre o seco e o doce, um Sec é sempre muito bom, ele tem açúcar na medida certa e não vai interferir no paladar dos convidados.

Para o serviço tente sempre utilizar uma taça flute, que serve todos os espumantes.

Se você pretende impressionar ainda mais uma boa combinação pode ser:

Entrada: Espumante Brut, quase não se sente doçura e deve estar extremamente gelado.

Prato Principal: Espumante Sec, sente-se uma leve doçura, mas que não interfere nos sabores.

Sobremesa: Demi Sec ou Doux, espumante mais adocicado que casa perfeitamente com a doçura, quase sempre, extremada da sobremesa.

O mercado está recheado de bons espumantes e pode confiar nos nacionais, são premiadíssimos e cumprem MUITO bem o seu papel.

Com isso, faça dessa noite algo leve, sofisticado e agradável.

Salute!

PERGUNTAS & RESPOSTAS

Apaixonado por um homem casado.



No natal fiquei com um rapaz que namora há mais de 6 anos, mora junto, um casamento na verdade. E antes de qualquer comentário, SIM, eu sabia disso e fui encontrá-lo por minha conta e risco.

Foi tudo perfeito, pelo menos pra mim: o papo, o beijo, o sexo. Conversamos bastante não deixou de mencionar como a relação com o atual estava desgastada e que ele tinha necessidade de buscar fora de casa algo mais, já que o sexo com o atual nunca foi bom. A bem da verdade, me pareceu que ele quer chutar o balde já, mas falta coragem ou está acomodado e tem preguiça de mudar, ou simplesmente mentiu pra me levar na lábia.

Ele explicou que não passa telefone, nem facebook pra ninguém, para evitar problemas com o marido. Compreensível. Mas disse também que eu poderia deixar mensagem no msn dele que por ali ele responderia, apesar de não entrar muito.

Pois bem, no dia seguinte vi que ele estava online, mas ausente; não resisti e mandei uma msg falando que tinha adorado conhece-lo, que ele tinha superado as expectativas e que teria um amigo pra quando viesse pra cidade, já que ele se queixava de se sentir deslocado aqui.

Deixei a msg e saí, esperando que qdo voltasse teria uma resposta dizendo pelo menos q também tinha gostado de me conhecer. Errado. Não tinha mensagem nenhuma. Foi o suficiente pra eu pirar e fazer a louca, literalmente.

Baixou o Sherlock Holmes em mim e acabei descobrindo o facebook, o endereço que ele fica aqui, peguei o carro e fui atrás pra achar a casa, nem sei pra quê. Fiz a fina e me segurei. Não bati na porta, não cutuquei no facebook, nada, até mesmo porque ele tinha falado que o marido vinha pra cidade passar o reveillon com a família dele. Numa dessas acabei vendo ele e o marido na rua, mas não fui visto.

Agora cá estou agoniado, sem saber do cara. Sem saber se ele me deletou, se ele simplesmente não entrou mais no msn, se não gostou de ter ficado comigo ou se eu fui só uma transa como qualquer outra que não significa nada. Não tenho a ilusão de que ele largue o marido para ficar comigo, mas tenho vontade de repetir o encontro mais uma vezinha que fosse.

Estou pensando em dar um tempo e mandar uma mensagem inbox no facebook dele, perguntando algo trivial, do tipo “oi, tranquilo? Te achei por aqui, mas relaxa que não vou add”. Acho q ele vai se assustar e corro o risco de ser bloqueado, mas pelo menos eu esgoto qualquer dúvida que possa ter na minha cabeça de um possível revival e sigo com minha vida.

Vcs acham que é uma atitude muito extrema? Vou parecer mto desesperado? Sei que o conselho mais sensato seria que eu desencanasse, mas acho q enquanto não esgotar qualquer chance não vou sossegar. Não aguento mais ir dormir e acordar pensando nele. Diz aí… é muita loucura?

Bjao

Anselmo, 29 anos – Ubá/MG

~*~

Anselmo, menino, você tá procurando sarna pra se coçar, né?

Não sou a pessoa mais indicada para responder o que você quer escutar, mas darei minha opinião mesmo assim já que você nos pediu conselho:

Eu, não me envolvo de jeito nenhum com cara comprometido [seja namoro ou casamento]. Não curto realmente esse tipo de coisa, até porque se acontecer de curtir muito o cara a probabilidade de eu ficar com ele no fim das contas é menor e outra… ‘Não faça com os outros o que você não gostaria que fizessem com você‘.

Essa de ficar procurando o cara, mandar mensagem, inbox ou cutucar será apenas pior para você [e para ele se o namorado dele descobrir].

Sim, eu acho uma atitude extrema e desesperada. Ok que ele transou gostoso, o beijo encaixo e tudo mais que você descreveu mas desde o princípio você deveria saber que seria uma fast foda e não algo que desse para repetir eternamente.

Acho que você deveria realmente tentar esquece-lo e partir para outra. Na realidade acho que você só ficou afim dele por conta dessa dificuldade a mais, do jogo de conquistar algo que já tem dono… Parece que as pessoas só vão atrás de coisas impossíveis, para tentar provar para si mesmo alguma coisa.

Querido, tem um monte de cara bacana por aí. Saia um pouco de casa, conheça outros caras… quem sabe você não acha um homem bacana para chamar apenas de seu?

Desculpe a franqueza mas realmente não curto essa de ficar com caras comprometidos, por isso que disse que não seria a melhor pessoa para te dar conselhos, mas ‘amigos‘ são aqueles que nos dão puxões de orelha quando precisamos.

Beijos e boa sorte! Seja com ele ou com qualquer outro.

~*~

Como faço para ser feliz como sou?




Sou formado, fiz especialização (residência), tenho um bom trabalho e tudo mais. Mas sempre deixei minha vida sexual/amorosa de lado (na verdade nunca namorei de fato), porque nas poucas vezes que dei uns amassos (com garotas) nem sei de fato se sentia atração por elas. Mas aí aquela tia chata pergunta – E aí cadê a namorada?!; e minha mãe diz – “Meu filho pode se abrir, você gosta de garotas?” (Vejo uma luz?! Que situação ridícula, ela sabe que não), – “agora eu prefiro lhe ver morto do que gay!”
E assim vou levando, desconversando, fingindo ser quem eu não sou, abdicando por uma paz (como diz a música “paz sem voz, que não é paz, é medo). Até que numa gelateria um cara lindo me deu bola  (logo pra mim!), me atendeu todo gentil, tocou na minha mão na hora de passar o sorvete com os olhos brilhando, e disse: “- posso te fazer um elogio?! / eu: – claro, pode sim / ele: – você está tão bonito, parece um conhecido meu.”

Mas após alguns instantes, meus medos e receios voltam à tona, e eu fico inerte e só digo um obrigado (pelo elogio) e vou embora, como se nada tivesse acontecido. Sinto-me um pouco covarde por conta disso, minha vida está passando (tenho 25 anos) e nada de interessante nesse tempo, tenho me permitido. O que vocês acham dessa situação?

Peter

~*~

Oi, Peter, tudo bem?

Seguinte, a vida passa depressa mesmo e como você já é um hominho, está na hora de tomar um rumo.Ser gay não é o fim do mundo. Se sua mãe não aceitar, azar o dela. Ela não precisa entender, mas respeitar é o mínimo.

Enfim, viva sua vida em função da sua felicidade sim. Não deixe para amanhã o que pode fazer hoje, o que no caso é: me chamar pra sair! :p hahaha!

Com muita dor no coração vou dizer: “volta nessa sorveteria e pergunta pro moço se ele tem sorvete de uva porque você quer chupar pra ficar com a língua roxa”. Enfim, apenas volte, se ele te cantar, pergunte como quem não quer nada “a que horas você sai?”, se ele perguntar o motivo, você diz que é pra eu ficar sabendo e ir quebrar a cara dele pra eliminar a concorrência! Ai que eu não to me segurando hoje! Você entendeu, vai lá, vê se ele te canta de novo, se cantar, dê mole ao invés de ficar duro como uma pedra e sem reação como um banana. Mostre ao mundo que corre sangue nessas veias! Mostre ao mundo que você existe e que está afim de ser feliz. Se fosse pra viver em osmose, você teria nascido planta… e ia estar aqui no meu jardim, CERTEZA!!!

Acorda pra vida!

Beijos!

Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (0) Comente aqui!

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...