Slide 1 Slide 2 Slide 3

NOTICIAS DO MUNDO GAY

Transexual é encontrada  morta no Alabama, EUA.


Jazz Alford foi encontrada morta a tiros em quarto de hotel


Uma mulher trans foi morta a tiros em um quarto de hotel no Estado norte-americano do Alabama, em 23 de setembro.

Identificada como Jazz Alford, a vítima teve o corpo descoberto pela equipe de limpeza do local onde estava hospedada. 

Esta foi a 22ª transexual assassinada nos Estados Unidos este ano, um triste recorde no país. A irmã da vítima, também transexual, a descreveu como “amorosa” e disse que não conhecia ninguém que pudesse machucá-la.

“As pessoas pensam que as pessoas transexuais são monstros, mas nós só queremos ser aceitas”, disse Toya Milan, irmã de Jazz.

Transexual consegue alteração em  certidão sem cirurgia em SP.


Tribunal de Justiça de SP autorizou alteração em certidão de nascimento


Um transexual conseguiu na Justiça o direito de alterar a certidão de nascimento sem necessidade de se submeter à cirurgia de redesignação sexual.

A decisão, tomada pela 10ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de São Paulo, autorizou a retificação do sexo na certidão.

A ação foi movida por uma pessoas transgênero, que nasceu mulher mas se identifica tanto psicológica quanto socialmente com o gênero masculino.

Segundo o jornal O Tempo, o apelante justifica que é transexual desde a infância, quando já se identificava como do gênero masculino.

O autor da ação apresentou ao tribunal laudo psicológico que atesta o “transtorno de identidade sexual”, documento elaborado por profissionais do Ambulatório de Saúde Integral para Travestis e Transexuais, vinculado à Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo. Familiares e amigos foram ouvidos.

Depois de comentário homofóbico, deputado do PSC se elege prefeito de Cascavel.




Lonaldo Paranhos, PSC, tem um longo histórico de militância em Cascavel, PR, de 300 mil habitantes, a 500 km de Curitiba, onde se elegeu neste final de semana, no primeiro turno, como prefeito da cidade, com 51% dos votos válidos. Ex bóia fria, fez parte do movimento estudantil e depois da política da cidade até chegar à assembleia estadual, onde teve dois mandatos consecutivos. 

Durante debate na semana passada, Paranhos deu a seguinte resposta ao ser perguntado pelo candidato Aderbal de Mello (PT), sobre o que faria para diminuir a discriminação contra a comunidade LGBT de Cascavel: “Deus fez o conceito de família, homem e mulher. Aliás, diz isso na Bíblia e na Constituição. Eu respeito como cristão e como legislador. Esse é o formato de família, homem casa com mulher. Esse é meu conceito. Eu respeito, desde que fique longe das crianças, que não aconteça isso no shopping. Eu não gosto dessas coisas”.

Apesar dos protestos na cidade, o candidato se elegeu no primeiro turno. Entre as reclamações, está a do ator Matheus Roch, que participou das propagandas de Paranhos: “Poucos sabem, mas eu gravei um comercial para o candidato que, ontem mesmo, disse que os gays não deveriam chegar perto das crianças. Talvez o candidato não saiba, mas o ator do seu comercial é gay. Fiz o vídeo como um outro trabalho qualquer, mas isso me magoou, por emprestar minha imagem para alguém que não me representa. Por fim, o que tiro dessa experiência é que eu deveria realmente estar ali! No comercial uma aliança em meu dedo simboliza meu namoro, com outro homem, e agora? Vai desgravar o comercial candidato? Meu voto você não tem, e qualquer um com um pouco de sensatez também não votará em você! Quando assistir o comercial tão bem produzido por sua equipe, sinto em lhe informar que estará assistindo a um gayzinho”.

Rondônia: Transexual eleita vereadora diz que  foi chamada de 'veado' por ex-aliado.


Vereadora chegou a fazer B.O. contra empresário que a difamou


Eleita vereadora por Pimenta Buenos (520 Km de Porto Velho), a transexual Jordana Fonseca Ferreira revelou que sofreu discriminação durante a campanha e chegou a fazer boletim de ocorrência.

“Quando estava próximo de começar a campanha, um vereador de meu antigo partido me chamou de ‘veado’. Ao saber da atitude dele troquei de partido, pois para mim ‘veado’ é um animal que vive no mato e não uma pessoal homossexual, como ele estava se referindo de maneira pejorativa”, disse a vereadora eleita ao G1.

“Outro ataque que sofri aconteceu na campanha, quando um empresário da cidade fez montagens preconceituosas com minha foto e começou compartilhar pelas redes sociais, até que chegou a minha família”, contou. Ela fez boletim de ocorrência contra o homem.

Quinta mais votada no último pleito e eleita pelo PSD, Jordana não tem os LGBT dentre suas principais bandeiras. “Hoje a maioria dos homossexuais de Pimenta Bueno tem suas vidas bem resolvidas, através de esforços e méritos próprios. Por isso minha vitória como vereadora mostra que homossexual também é capaz de exercer qualquer cargo, como as demais pessoas.”

Wyllys diz que não há razões para ser  processado no Conselho de Ética.


Wyllys foi alvo de seis representações, duas delas do ator Alexandre Frota


Alvo de processo disciplinar aberto no Conselho de Ética da Câmara dos Deputados, Jean Wyllys (Psol-RJ) lamentou, na quarta-feira, 05, a ação e disse que não há motivos para ser acusado de quebra de decoro, segundo a Agência Estado.

“Como é possível um deputado com dois mandatos, um gay assumido, com prestígio internacional, honesto política e intelectualmente, ter ido ao Conselho de Ética?”, disse.

O processo foi instaurado na terça-feira, 04, pelo presidente do conselho, José Carlos Araújo (PSD-BA) e é fruto de seis representações feitas contra Wyllys, duas delas do ator Alexandre Frota. A razão foi um cuspe de Wyllys no deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) durante votação do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, no plenário, este ano.

Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (0) Comente aqui!

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...