Slide 1 Slide 2 Slide 3

DIREITOS

EM 2017, MEC vai lançar curso sobre homofobia para professores.



Educação em direitos humanos tratará de bullying, homofobia, racismo e violência contra mulher.


O Ministério da Educação (MEC) deve lançar um curso de direitos humanos para professores da educação básica. A informação é do diretor de Políticas de Educação em Direitos Humanos e Cidadania, da Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão do MEC, Daniel de Aquino Ximenes.

Segundo ele, o treinamento terá módulos de estudo on-line nos quais os professores terão acesso a temas como racismo, homofobia e bullying. A intenção é que eles tenham subsídio tanto para lidar com essas questões na escola quanto para levar os temas para a sala de aula.

Educação em direitos humanos é um guarda-chuva amplo que trata de bullying e violências, de ética e cidadania, de garantias de direitos, racismo, violência contra a mulher e temas afins, disse o diretor à Agência Brasil.

O curso será destinado a professores do ensino fundamental e médio. Ao participar eles receberão uma certificação, que poderá ser de extensão aperfeiçoamento ou até mesmo especialização, o que ainda será definido. As aulas deverão ser elaboradas no ano que vem por universidades e entidades, ainda a serem definidas, e começarão a ser disponibilizadas a partir do segundo semestre de 2017.

Bullying contra LGBT na escola é tema de audiência pública no Senado.



Debate foi proposto pela ABGLT e será apresentado resultado de pesquisa sobre ambiente escolar com jovens arco-íris.


A prática do bullying contra LGBT em ambiente escolar é tema de audiência pública nesta terça-feira, 22, às 14h, no plenário 3 do Senado.

Realizado pela Comissão de Legislação Participativa, o debate “Bullying – Reprove esta prática” foi sugerido pela Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (ABGLT).

No evento serão apresentados e discutidos os resultados da Pesquisa Nacional sobre o Ambiente Educacional com Adolescentes e Jovens LGBT no Brasil. A pesquisa faz parte de uma iniciativa conjunta realizada com outros seis países da América Latina, realizada em âmbito nacional via internet com adolescentes e jovens LGBT sobre suas experiências no ambiente educacional no ano de 2015.

Foram convidados representante do Ministério da Educação; o representante da Gays, Lesbian and Straight Education Network , Julio Dantas; o representante da Associação Brasileira de Gays, Lésbicas e Transexuais, Toni Reis; o representante da União Nacional de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais, Andrey Lemos; a diretora do UNAIDS Brasil, Georgiana Braga-Orillard; e o presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação, Roberto Franklin de Leão.

Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (0) Comente aqui!

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...