Slide 1 Slide 2 Slide 3

NOTICIAS DO MUNDO GAY

Hillary Clinton faz  campanha em clube LGBT.


Hillary prometeu lutar contra terapias de cura gay e proteger moradores de sua LGBT


Candidata pelo Partido Democrata à presidência dos Estados Unidos, Hillary Clinton visitou o The Manor Complex, famoso point LGBT em Wilton Manors, na Flórida, no domingo, 30.

“Nós vamos trabalhar em conjunto para alcançar uma geração livre da aids, vamos cuidar dos sem-teto, bullying e violência, particularmente dos jovens sem teto, que prejudica machuca desproporcionalmente crianças LGBT”, disse.

“E nós vamos acabar com a prática nociva de cura gay já que crianças LGBT não precisam ser curadas de nada, elas só precisam ser aceitas e abraçadas e respeitadas.”

Hillary também disse que pretende reformar a lei de armamento para que armas não caiam mais em mãos erradas e que o massacre de Orlando (na boate LGBT Pulse, em junho, que deixou 49 mortos) jamais volte a ocorrer.

Marrocos: Duas menores de idade serão  julgadas por homossexualidade.


Homossexualidade é punida com até três anos de prisão no país, mas punições concentram-se principalmente entre gays, não lésbicas

Duas adolescentes marroquinas serão julgadas em Marrakech, no sul do Marrocos, acusadas de homossexualidade após terem sido fotografas por um familiar de uma delas, informou na quarta-feira, 02, à Agência Efe, o ramo local da Associação Marroquina de Direitos Humanos (AMDH).

As duas meninas, de 16 e 17 anos de idade, comparecerão em uma primeira audiência perante o Tribunal de Primeira Instância de Marrakech nesta sexta-feira, 04, explicou a nota.

As duas menores foram detidas em 28 de outubro depois que o parente de uma delas as fotografou desde o terraço de um edifício no bairro de Ha Mohamadi em Marrakech enquanto estavam se beijando e as denunciou perante a polícia.

O representante da AMDH Omar Arbib criticou o julgamento de qualquer pessoa por suas orientações sexuais e pediu libertação das duas jovens.

No Marrocos, a homossexualidade é punida com até três anos de prisão pelo Código Penal em seu artigo 489, que persegue a comissão de atos contra natureza com indivíduos do mesmo sexo.

Governo taiuanês diz apoiar  casamento gay no país.

Pela primeira vez, governo do país endossou proposta de união gay


O governo taiuanês manifestou, na segunda-feira, 31, pela primeira vez apoio ao casamento entre pessoas do mesmo sexo no país.

“O governo apoia a aprovação de uma legislação que permita o casamento entre pessoas do mesmo sexo”, disse o secretário-geral do governo, Chen Mei-ling, em entrevista coletiva, segundo a Agência Efe.

Segundo a reportagem, o Executivo pediu ao Ministério da Justiça que tome uma decisão sobre o casamento homossexual e apoiou o projeto de lei a favor da legalização desta união entre pessoas do mesmo sexo.

Há uma semana, 33 deputados apresentaram emenda ao Código Civil para autorizar a união entre pessoas do mesmo sexo. Na sexta-feira, 29, 80 mil pessoas participaram da 14ª Parada LGBT do país, a maior da Ásia.

Transsexual é esquartejada após pedido do pai na TV: ‘Matem na minha frente”.




Que a Rússia é um celeiro de homofóbicos, você já sabe e tem acompanhado histórias chocantes ao longo dos anos.

Mas, apesar de toda brutalidade que já vimos, ainda somos capazes de nos chocar com histórias como a de uma jovem transsexual muçulmana que foi morta e esquartejada dias após se casar e ver seu pai ir a uma emissora de TV para pedir: “Tragam meu filho aqui e matem-no na minha frente”.



Adam Aliev, de 25 anos, assumiu sua identidade de Raina após uma cirurgia de redesignação sexual, em Moscou, há um mês. Dias depois, ela se casou com um rapaz, também de origem muçulmana, identificado apenas como Victor.

O crime ocorreu após o pai da jovem, Alimshaikh Aliev, descobrir os planos de Raina. Então, em uma entrevista a uma emissora local, apelou: “Podem matá-lo, eu não quero vê-lo”.

Como você sabe, a Rússia tem uma bizarra lesgilação (sim, lei!) que proíbe fazer “propaganda gay” nas ruas, na TV e em qualquer outro local do gigantesco país. Parada LGBT, por exemplo, são reprimidas com a ação da polícia. Nós já chamamos a atençã para isso no primeiro vídeo abaixo!

Voltando a falar de Raina: ela nasceu no Daguestão, região de forte ascendência islâmica localizada entre o Mar Cáspio e a Chechênia, na Rússia. Segundo informações da emissora de TV russa “REN TV”, Raina já era discriminada por sua condição sexual, o que foi agravado após sua decisão sobre a cirurgia.

Conversando com alguns vizinhos da família de Raina, a emissora relatou que o pai da jovem teria sofrido um AVC ao descobrir sobre a cirurgia da filha, realizada em Moscou. “Ele o traiu. Foi a Moscou, se operou e passou de menino para menina”, disse uma vizinha. A polícia de Moscou investiga o caso e ainda não identificou nenhum suspeito pelo crime.

Crivella diz que eleição dele, de Doria e Kalil é sinal em favor dos valores tradicionais.




Para o prefeito eleito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (PRB), a eleição dele e dos novos prefeitos de São Paulo, João Doria (PSDB), e Minas Gerais, Alexandre Kalil (PHN) é "uma mensagem contra a legalização do aborto, liberação das drogas e discussão de gênero nas escolas”.

A declaração foi feita nesta terça-feira (1º), no Senado Federal. O senador disse ainda que os três tem em comum a "preservação dos valores tradicionais da civilização ocidental”. “Vejo convergência nas nossas posições”, ponderou.

Ainda em comparação com os outros dois, ele afirmou que “insistem em dizer que é conservadorismo, mas conservadorismo tem a ideia de intolerância, o que não ocorre. Nós três somos bem democráticos na maneira de ser, agir”. 

Apesar da mensagem aos setores mais conservadores, ele afirmou que sua gestão será democrática. 

Professora veta trabalho sobre  LGBT em universidade do Rio.


Em nota, instituição afirma que não tolera nenhum preconceito

Uma aluna de comunicação social da PUC-Rio relatou que a professora vetou a escolha de um tema de trabalho que abordaria a realidade LGBT dentro da universidade. De acordo com a estudante, a professora alegou que o assunto “traria problemas com o reitor”. Mesmo diante da comoção dos outros alunos, o tema foi censurado.

Segundo o R7, o assunto escolhido pela estudante do oitavo período, foi “a comunidade LGBT na PUC-Rio” e tinha objetivo de mostrar que a universidade é um espaço democrático, com grupos ligados à causa, e também denunciar casos de homofobia ocorridos na instituição.

A PUC-Rio informou, em nota, que, após as polêmicas envolvendo professores e alunos do departamento, uma carta de orientação foi enviada a todos os professores no início deste ano. No documento, a instituição ressalta que não tolera “nenhum preconceito de gênero, orientação sexual, etnia, classe social, filiação religiosa e política será tolerado”.

Família aguarda DNA para saber se corpo achado é de jovem desaparecido.


Guilherme Duarte desapareceu após sair de madrugada em Uberlândia


Guilherme Duarte saiu de madrugada para encontrar um rapaz em Uberlândia e não voltou.

A família de Guilherme Duarte Pagotto, de 23 anos, desaparecido desde a última segunda-feira (24), aguarda o resultado do exame de DNA para saber se o corpo encontrado nesta quarta-feira (26) na MGC-455 é do jovem. Pagotto desapareceu após sair de casa por volta das 3h para se encontrar com um homem.

A família de Pagotto preferiu não se pronunciar. O corpo, ainda sem identificação, foi encontrado por transeuntes em avançado estado de decomposição no fim da manhã desta quarta-feira, às margens da rodovia. A área fica próxima ao bairro Jardim Holanda, na zona oeste da cidade.

De acordo com a perícia da Polícia Civil, a morte aconteceu há três ou quatro dias, e a exposição do corpo ao ar livre pode ter acelerado o processo de decomposição. Ainda não é possível atestar as causas da morte, porém há sinais de um provável estrangulamento.

O corpo foi levado para o cemitério Campo do Bom Pastor onde aguarda reconhecimento. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil (PC). 

Kellen conta que é amiga de infância de Guilherme

Segundo Kellen Morais, amiga de infância do jovem, ele passou o domingo em casa com a mãe. A noite ficou conectado na internet e por volta das 2h30 avisou à mãe que iria sair para encontrar com um rapaz. “Ele tem costume de sair de madrugada, por isso a mãe dele não achou estranho. Mas não voltou no outro dia e procuramos todos os amigos, ninguém tinha visto ele”, contou.

Guilherme saiu de carro, sem levar os documentos. Na segunda-feira ele tinha dentista e iria ao trabalho, mas não apareceu. Conforme a amiga, a mãe não soube explicar quem era a pessoa com quem ele foi encontrar. “Não soube dizer se é alguém que ele tem contato há muito tempo ou recente. Ele conhece muita gente, já fez amizades por aplicativos no celular e já encontrou muitas dessas pessoas pessoalmente, mas isso não é frequente”, disse Kellen.

Sem vestígios
A amiga de infância de Guilherme conta que após o desaparecimento ela mexeu no computador do jovem, mas não tinha nenhuma rede social conectada. O carro dele, um Corsa Sedan prata, também não foi encontrado e a mãe está impossibilitada de falar devido ao estresse com o fato.

“A gente realmente não sabe o que aconteceu. Estamos sem acreditar, as vezes nos desesperamos e choramos. Não conseguimos acreditar que ele tenha feito algo, pois não sairia sem avisar, sabe que a mãe depende dele e se viaja sempre leva ela. Então a gente fica aflito”, comentou.

Guilherme Duarte trabalha em uma empresa de telemarketing, perdeu o pai e mora somente com a mãe. Segundo Kellen, ele estava afastado por problemas de saúde, mas voltaria nesta semana ao trabalho. “Como todo jovem, ele tem os dias bons e ruins, mas nada que pudesse levar ele a fazer o pior”, concluiu.

Investigação
Após o fato, a família registrou um Boletim de Ocorrência na Polícia Militar. Nesta terça-feira (25), o caso foi levado para a Polícia Civil. Conforme a delegada Daniela Novais Santana, equipes já estão nas ruas em buscas de notícias sobre o jovem.

“As providências já estão sendo tomadas e investigadores estão nas ruas em busca de imagens de câmeras de segurança e outras pistas. Já estou interrogando amigos que tiveram acesso à vítima, além da família, em busca de qualquer novidade ou identificação. Já temos um caminho traçado para investigar o caso”, explicou.

Homofobia? Estudante é espancado em baile  funk em Vila Velha (ES).

Vítima está em coma em hospital de Vitória


Um estudante de curso técnico de Enfermagem de 27 anos foi espancado durante um baile funk em Vila Velha (ES) e está em coma.

O rapaz, que não teve nome divulgado, estava em um evento clandestino conhecido por Baile do Mandela, na madrugada do domingo, 30. Segundo o site A Tribuna, testemunhas teriam visto a vítima em companhia de três homens indo em direção a um beco no bairro Cobi de Baixo.

O estudante foi encontrado por um amigo, caído, e foi levado ao Hospital São Lucas, em Vitória. O caso dele é considerado grave.

Para os familiares, o jovem foi vítima de uma emboscada por ser homossexual. “Se a agressão foi por ele ser homossexual, foi uma covardia sem tamanho, porque meu filho é nascido e criado aqui em Cobi e nunca teve problemas com ninguém por causa da orientação sexual. Só pode ter sido gente de outro lugar, porque nessa festa vem gente de vários lugares”, disse a mãe do estudante, de 62 anos, à reportagem.

A Polícia Civil revelou que o jovem tem passagem na polícia por tráfico de drogas. O caso será investigado pela Delegacia de Crimes Contra a Vida (DCCV) de Vila Velha.

Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (0) Comente aqui!

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...