Slide 1 Slide 2 Slide 3

DIREITOS

Um homem que se relaciona com uma Transexual é gay?




por Lindsay Lohanne


A inversão de valores atinge todos os campos de nossa sociedade. Hoje, as pessoas confundem conceito com preconceito, liberdade com libertinagem. Para muitos, quanto pior, melhor. Há quem pense que a mentalidade evangélica sobre a prática do sexo seja ingênua ou suja. Pelo contrário, a Bíblia fala do sexo de forma direta. Deus é o criador do sexo, ele é bom. Na verdade, é um dos melhores prazeres que podemos usufruir nesta vida, e a Bíblia não esconde isso. O livro bíblico de Provérbios diz: “[…] Alegre-se com a esposa da sua juventude. Que os seios de sua esposa sempre o fartem de prazer, e sempre o embriaguem os carinhos dela” (Pv 5.18-19). A Bíblia ainda diz que marido e esposa devem satisfazerem-se sexualmente, que o corpo da mulher é de seu marido e da mesma forma o corpo do marido é de sua mulher. Que um não deve recusar-se ao outro, exceto por mútuo consentimento e apenas durante certo tempo, para que Satanás não os tente por ficarem mais vulneráveis pelo desejo durante a abstinência (1 Co 7.3-5). E isso não é tudo. Dos 66 livros que formam a Bíblia Sagrada, um deles tem uma linguagem bem erótica. Pegue uma Bíblia e leia o livro de “Cântico dos cânticos” e confira como Deus não tem problemas com o sexo.

A Sexualidade tendo como suas preferências, predisposições ou experiências sexuais, na experimentação ou até na descoberta da sua identidade ou atividade sexual, num determinado período da sua existência. Atualmente, ocorre por parte de alguns estudiosos a tentativa de afastamento do conceito de sexualidade a noção de reprodução animal associada ao sexo. Enquanto que esta noção se prende com o nível físico do homem enquanto animal, a sexualidade tenderia a se referir ao plano psicológico do indivíduo. Além dos fatores biológicos (anatômicos, fisiológicos, etc.), a sexualidade de um indivíduo pode ser fortemente afetada pelo ambiente sociocultural e religioso em que este se insere. Por exemplo, em algumas sociedades, na sua maioria oriental, promove-se a poligamia ou bigamia, é a possibilidade ou dever de ter múltiplos parceiros. Em algumas partes do mundo a sexualidade explícita ainda é considerada como uma ameaça aos valores político-sociais ou religiosos, não sendo uma ciência exata, então nada relacionada, ela nem pode ser padronizado. Entendendo isso, vamos compreender o fato do homem hétero se interessar afetivamente, sexualmente ou romanticamente por uma Transexual mais antes disso vamos explicar alguns tópicos como gênero e orientação sexual e qual diferença.





Gênero é à identidade adotada ou atribuída a uma pessoa de acordo com seus genitais (macho ou fêmea), na psicologia ou no seu papel na sociedade, Ainda que o gênero seja usado como sinônimo de sexo (masculino e feminino);


Orientação Sexual é à atração que se sente por outros indivíduos geralmente também envolvendo as questões sentimentais, e não somente sexuais, se as pessoas gostam de indivíduos do sexo oposto, falamos que ela é heterossexual (heteroafetiva). Se a atração é por aqueles do mesmo sexo, sua orientação é homossexual (homoafetiva). Há também aqueles que se interessa por ambos: os bissexuais (biafetivos). Pessoas do gênero masculino com orientação homossexual geralmente são chamadas de gays; e as do gênero feminino, lésbicas.


O papel sexual está relacionado ao comportamento de gênero que a pessoa desempenha na sociedade, não necessariamente se apresenta relacionado à orientação sexual, todos eles podem ser heterossexuais, exemplo, o “homem másculo” pode ter atração por outros homens (orientação homo, bi ou pansexual), embora seu papel sexual mostre o contrário. Assim, envolve muitos clichês, como por exemplo: Uma mulher “feminina”: tem o comportamento de forma condizente (que se maquia, se depila é delicada) com o que a sociedade geralmente espera em outro sentido a mulher que não é vaidosa e adota de esportes violentos ou atividades praticadas por homens é “masculinizada”; Num homem delicado, sensível, “afeminado”, ou homem rude, viril, é “masculino”, “másculo”;


A pratica Sexual e o ato sexual em si como suas variações independe de esta só ou com outra pessoa do seu fetiche sexual para prática do ato sexual, essa relação sexual sendo prazerosa se desenrola necessariamente em quatro fases. A fase do desejo, da excitação, de orgasmo e resolução. O desejo envolve o querer o outro e os pensamentos sexuais que levam a ter vontade de contato. A excitação inclui sensações de prazer com a preparação do corpo para o ato sexual. É o momento da ereção do pênis, nos homens, e da lubrificação da vagina, nas mulheres. O orgasmo é o ponto máximo da relação sexual. Ele ocorre sob a forma de descarga de energia ou da tensão sexual represada nas duas fases anteriores, a qual produz no corpo sensação de prazer intenso. A resolução é a fase de bem-estar e relaxamento proporcionada pelo exercício sexual como um todo.


A identidade sexual a forma que o indivíduo se percebe em relação ao gênero que possui, quando a pessoa de determinado gênero se sente mais como se fosse de outro, independentemente de sua orientação sexual (às vezes até mesmo de seu papel sexual), falamos que ela é transexual. A transexual independente da sua forma de se vestir ou ate mesmo de sua orientação sexual sendo (homoafetiva, heteroafetiva e biafetiva) seria aquele cuja identidade sexual não é a mesma que seu sexo biológico; sendo normalmente aquele que recorre a cirurgias de mudança de sexo. Logo, transexuais costumam sentir atração por pessoas do mesmo gênero que o seu (ex.: pessoa de gênero masculino, identidade sexual feminina, e que se sente atraída por indivíduos de gênero masculino), mas para a sexualidade humana não existem regras e nem muito categóricas, Crossdresser não são aqueles cuja identidade sexual é mista, se sentem tanto homens quanto mulheres. Assim, costumam vestir-se e se comportar como se fossem do gênero oposto (papel sexual), “equilibrando sua ‘dupla identidade’”.


Depois de todos esses contextos explicativos vamos para o que interessa, será que um homem que tem algum tipo de envolvimento sexual ou sentimental ele tem tendência homoafetiva ou heteroafetiva fica aí a duvida de muitos homens, quando uma Transexual se apresenta socialmente como mulher a sua expressão de gênero se aproxima muito da expressão de gênero feminina – Aquela que é tida pelo meio sociocultural em que essa pessoa está inserida existe vários tipos de feminilidade nas diversas culturas – a desempenho de gênero da Transexual binária na grande maioria das vezes é a mesma da Mulher Cis. Não é de se espantar que o Homem Heterossexual tenha atração pela Transexual pelo fato de busca feminilidade sendo a mesma que encontra numa Mulher. O que ocorrer sempre é um bloqueio após Homem saber que ela é uma Transexual devido a noção cultural de que elas são na realidade supostos homens.

“Ah, mas e se ele for passivo?” Então, Vamos esclarecer isso?

Todo homem nasce com próstata independente de ser gay ou hétero, somente os Homens Trans não nascem com uma, mas não é a ausência dela que irá impedir que o prazer estivesse presente. A biologia não muda de acordo com a sexualidade. Gay continua sendo homem e hétero continua tendo próstata. O que quer dizer que todo homem, independente com quem ele se relacione, ele irá ter prazer anal se estimular essa área. Óbvio que… Se um homem for estimulado pelo ânus por outro homem (Cis ou Trans) já parte de outra questão, O que não impede que um hétero possa ter prazer anal com uma mulher (Trans ou Cis) ou com um vibrador, dedo, pepino … Existe uma sopa de opções, há uma noção limitada de que apenas o gay pratica o sexo anal, mas existem até praticas sexuais que não o praticam sexo anal como os Goy ou pratica sexual Gouinage (que consiste em sexo sem penetração, não existem ativos nem passivos, ambos possuem a mesma vantagem sexual) . (Mulheres Cis e homens heterossexuais praticam sexo anal, lésbicas, transexuais, travestis, bissexuais… Todo mundo dá o cu!). Então precisamos nos esclarecer para não cairmos no sexismo. Achar que sexo anal é degradante para o “homem hétero” é reproduzir machismo. Apenas a própria pessoa quem poderá definir-se “Gay, Bissexual, Hétero, Assexual, etc”. Tudo dependerá da maneira que o indivíduo enxerga sua própria orientação e não pela pratica sexual, como acontece na inversão de casal.



O pegging (Inversão de Casais) é uma das muitas formas de desfrutar do sexo para muitos é uma coisa simplesmente impensável, mas outras pessoas fantasiam com a ideia e grande parte delas realiza essa fantasia com um prazer incrível. O sexo anal basicamente, mas não homem com mulher e nem entre um casal do mesmo sexo, e sim algo um pouco diferente: consiste na mulher usar um cinto um dildo (pau de borracha) e penetrar seu parceiro (heterossexual) de forma anal, O prazer que o homem obtém ao ser penetrado é múltiplo, próstata encontra-se o ponto P que quando é estimulado produz enorme satisfação para os homens sendo necessário ter uma mente aberta e lembrar que não por causa disso um homem deixa de ser homem é simplesmente uma nova forma de obter satisfação e orgasmos intensos com sua parceira. Inversão de papéis não é coisa para gay como muitas pessoas pensam. Muitos homens não têm coragem de experimentar com medo de se tornarem gays, ou com o medo da parceira achar que ele é gay porque senti prazer assim. A região anal é uma fonte erógena como qualquer outra e no homem pela existência da próstata é ainda mais intensificado o prazer. A homossexualidade nasce com a pessoa e não é por inverter papéis na hora do sexo que ele se tornará gay.





Se ele estiver se relacionando com uma transexual para compensar o temor e o medo que teria ao se relacionar com outro homem, então ele estaria usando a Travesti como válvula (medo de assumir sua homoafetividade) sendo escape para realizar suas fantasias sem sentir um peso na consciência após isso, sendo que ele estiver se relacionando com uma transexual vendo-a como uma mulher a sua feminilidade e essência – independente do seu órgão genital – se declarando hétero, então ele é hétero depende de suas praticas sexuais. Não muito comum vermos homossexuais com interesse afetivo, sexual ou romântico por Transexuais, mais tem muitas transexuais com interesses afetivos – seja por homens homo, lésbica feminina ou masculina, transexuais, mulheres Cis,e homens hétero ou homens trans. Até porque, por regra não se aplica ao sentimento de seus desejos e praticas sexuais o gênero não diz nada, quem sente atração por exames de sangue ou órgãos (Creio que existe fetiche pra tudo!), mas sim por pessoas em sua completude. Não temos visão de raio-x para saber os genes das pessoas. O que pode ocorrer é uma resistência por muitos não assumirem uma relação com uma transexual por que vivemos em uma sociedade preconceituosa que exclui todos que não seguem a normativa da sociedade pelas questões sociais, familiares, pessoais e etc. Já que transexual são consideradas piadas pela sociedade sendo excluídos até do próprio meio LGBT, onde vemos isso nos casos de homens heterossexuais que são flagrados (Já que 99% das vezes só saem com elas escondido) com transexuais viram manchete na mídia (Ronaldo, Romário e etc.) ou até mesmo entre um circulo fechado de amigos, aquele que tiver “se enganado” na balada e beijado uma transexual é tido como alvo de chacota. A noção de que elas são anomalias, aberrações, imitações e quimeras ainda persiste.


Quem disse que existe maneira certa ou errada de ter prazer desta ou daquela forma? A construção de um tabu acontece e se estabelece de maneira velada ao longo de gerações. O indivíduo crê, mesmo sem uma opinião própria formada, que determinado comportamento é errado e sequer questiona, apenas assume como verdade. Acho que independente de assumirmos (ou não) determinadas preferências e levantarmos bandeiras (estar em evidência nem sempre é algo confortável) é importante manter uma mente livre para as possibilidades, aceitando ou não, Apesar de eu acreditar que todo indivíduo é potencialmente bissexual, opinião extremamente particular, admito também que existem homossexuais convictos, assim como heterossexuais também. A bissexualidade pode ser uma ótima opção para quem quer uma vida sexual diversificada, mas não necessariamente é uma opção generalizada. Portanto, é extremamente preconceituoso de qualquer parte, homo ou Hétero, achar que um homem que tenha prazer com a estimulação anal seja essencialmente homossexual.


Buscar informações é sempre importante. Vivemos em uma época maravilhosa, onde a informação é difundida muito democraticamente através de revistas, livros ou mesmo aqui, na internet, ainda que, eventualmente, nem toda fonte seja confiável, mas ter alguma informação é sempre melhor que não ter nenhuma, Eventualmente o prazer com a estimulação anal vem acompanhado de outras fantasias. O strap-on vem a ser a fantasia de ser literalmente fodido dependendo qual tipo de parceira com o auxílio de um acessório que é um dildo (pau de borracha) adaptado a uma cinta que anatomicamente firma o acessório ao corpo. no caso transexual próprio pênis. Alguns homens submissos têm a fantasia de ser humilhado dessa forma, ser forçado a isso por uma transexual ou mulher. Outros têm, não apenas este desejo, como também o da feminização forçada. Ser obrigado a vestir-se como mulher, constranger-se e paradoxalmente excitar-se com a prática. Definitivamente a mente humana é uma caixinha de surpresas. Nenhuma precisa ter prazer com estas práticas, mas existem algumas que tem um prazer especial com a fantasia da Dominação .


Oswaldo Rodrigues Junior terapeuta sexual e psicólogo

Segundo Oswaldo Rodrigues Junior, terapeuta sexual e diretor do Inpasex (Instituto Paulista de Sexualidade), culturalmente aprendemos a enxergar os homens como viris, seres que dão ordens e são obedecidos, e as mulheres como submissas, Para muitas pessoas, entretanto, seguir os papéis que a sociedade impõe tem um custo emocional alto. Por isso, em algumas situações elas buscam exercer o papel oposto ao exigido, o que se denomina inversão de papéis. Explica o psicólogo. Os homens podem se deixar conduzir, enquanto algumas se sentem mais poderosas, masculinizadas, no comando da situação. Não se pode ignorar que existem aqueles que sentem vontade de transar com outro homem, e ficam somente no plano da fantasia. “Homens que têm dúvidas sobre as próprias preferências sexuais provavelmente terão preocupações sobre ser ou não ser heterossexuais com essas brincadeiras”, conta Oswaldo.

Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (0) Comente aqui!

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...