Slide 1 Slide 2 Slide 3

HOMOSSEXUALIDADE

5 vantagens de ter sofrido uma grande desilusão amorosa.




A maioria das pessoas idealiza um relacionamento perfeito, sem brigas ou desentendimentos, no entanto, traições problemas financeiros, entre outro empecilhos, dão forma a uma dura realidade. Se a gente parar para refletir sobre esse assunto, é possível entender que todo o sofrimento que acompanha as dificuldades é benéfico, justamente porque proporciona crescimento e maturidade. Pelo menos deveria ser assim: nos tornamos mais sábios e seguros quando isso acontece!

No mundo dos separações, uma desilusão pode ter muitas origens. Resta a cada um de nós parar um instante, reformular as ideias, levantar a cabeça e seguir em frente, superando traumas e acreditando que um futuro melhor estar por vir. Claro, nem sempre isso é fácil de ser visualizado, porém, com um pouco de esforço a gente pode superar essa fase.

O medo e o desconforto em começar um outro relacionamento é muito grande, eu sei. O consolo vem através de estudos que mostram que as pessoas que passam por esta situação, quando trabalham para consertar seus próprios sentimentos, possuem mais vantagens do que as que não precisaram enfrentar tal desafio.

Cinco delas estão listadas a seguir:

1 – Aperfeiçoamento.

Ao sofrer a rejeição, perguntas infinitas invadem a mente. A vontade de descobrir o erro e o que poderia ter sido diferente leva a pessoa para uma autoanálise contínua. Ela passa a observar a maneira como trata as outras pessoas de sua convivência, perceber onde estão seus erros e consertá-los a fim de melhorar suas atitudes e ser uma pessoa mais agradável.

2 – Amor-próprio.

Esta introspecção fará com que a pessoa busque aceitar e amar a si mesma mais que antes, quando sua energia estava centralizada em fazer o relacionamento dar certo de forma muitas vezes desesperadora. O indivíduo ganha mais oportunidades para se cuidar e busca fazer coisas que antes não fazia por falta de tempo ou para não desagradar o companheiro. Ele tem a consciência de que para encontrar um amor de verdade, é preciso primeiro amar a si próprio. Ele também compreende melhor que não depende de outra pessoa para sua própria felicidade, mas que um complemento a fará mais feliz.

3  – Autoconfiança.

A maturidade que veio com o tempo de experiência do relacionamento anterior e suas decepções não permitirá que qualquer um te engane. Você saberá melhor a diferença entre uma investida para uma noite e algo mais sério. A tendência é que você passe a escolher melhor, pois sabe que esperar perfeição da pessoa com quem se relaciona não é válido. Sua experiência de vida vai mostrar que certas atitudes não mudam com o tempo e que a única pessoa que pode mudar alguém é você mesmo. Aí então, passamos a ter certeza do que queremos e só aceitaremos o que realmente buscamos.

4 – Resiliência

Normalmente, depois de passar pela decepção amorosa, as pessoas ficam mais fortes e ganham a consciência de que conseguem sair dos abismos que a vida impõe. Ela consegue se levantar mais fácil a cada novo tombo e sabe que sua capacidade para vencer outras dificuldades aumenta a cada nova conquista.

5 – Personalidade.

Se o sofrimento foi intenso e precisou de muito esforço para a superação, isso é um sinal claro de que houve amor verdadeiro, dedicação e investimento. Isso só é possível quando a pessoa tem uma boa personalidade. Com este conhecimento em pauta, é fácil perceber que a pessoa será vitoriosa para seus relacionamentos futuros.

Apesar de muitas pessoas visualizarem os romances de forma diferente e mais superficial, vale a pena reconhecer as qualidades que foram adquiridas com o tempo e as experiências boas e ruins que o relacionamento anterior proporcionou. Aprenda também a não contabilizar apenas o fracasso, mas olhar principalmente para o aprendizado e crescimento pessoal.

PERGUNTAS & RESPOSTAS

Vingança é uma prato que… não se come!

Vingança pra que?

Oi pessoal do blog;

O que eu devo fazer parar tirar o sentimento de vingança? Meu antigo amigo e o namorado dele estão rindo de mim e ficam me provocando e cada vez mais eu quero que o relacionamento deles acabe. Eles gostam de me ver sofrendo e eu quero o mesmo para eles.

Anônimo, via e-mail

~*~

Olá Anônimo,

Será realmente que o sentimento de vingança é algo bacana de se cultivar? Pergunto isso porque muitas vezes a vingança acaba nos consumindo tanto tempo que acabamos nos esquecendo de procurar a nossa própria felicidade.

Sabe uma boa forma de se vingar deles, mas de uma forma melhor sem causar problema nenhuma? Cuidando da sua felicidade. Aposto que quando eles verem você feliz, conquistando tudo que sempre sonhou ficarão sim é com inveja e passarão a pensar em como foram tolos em fazer o que fazem com você.

Vingança é um sentimento pobre, pequeno e sem sentido, porque no fim das contas ninguém ganha na com isso. Nem você que se vingou, nem eles que que se sentirão infelizes e etc.

Você gostaria que alguém desejasse que seu relacionamento termine? Aposto que não e por mais que eles estejam pegando no seu pé se vingar não é a saída.

Um dia vocês já foram amigos pelo que você diz, então não é melhor tentar cultivar novamente essa amizade do que tentar dar um ponto final nela? Já tentou abrir o jogo com ele e perguntar o que aconteceu para encherem tanto seu saco?

De repente ele está magoado por alguma coisa que até mesmo você desconhece e tenta te fazer infeliz, assim como você quer a infelicidade dele. Sei lá, as vezes acontece.

Chegue na boa e pergunta o porque disso tudo. Se você fez alguma coisa, porque não entende porque disso tudo. Se não tiver nenhum motivo, simplesmente se afaste dele e esqueça que existe! Pessoas assim só tendem a afundar em seus próprios sentimentos baixos!

Bola pra frente que tem um monte de pessoas legais que podem ser suas amigas e nada de vingança, hein?

~*~

Devo contar para minha mãe evangélica, de 72 anos, que sou gay?



Olá, tenho 35 anos de idade, fui criado em Igreja Evangélica desde criança, minha mãe é idosa e tem 72 anos de idade (mais problemas de pressão alta controlada,diabetes, artrites,colesterol e etc) tenho mais 06 irmãos que moram ao lado dacasa que moro com minha mãe. 
Sempre senti atração por homens, meus familiares tem suas dúvidas, mas rejeitam tal idéia, pois eu não pareço um gay. Minha mãe tem juntado muito dinheiro, já até me mostrou onde guarda (uns 7 mil reais), tentei por várias vezes me libertar do homossexualidade, mas depois que vi que tinha me iludido, já dei amassos em vários homens, até masturbei e me deixei ser masturbado por alguns.
PERGUNTO: Devo dizer a minha mãe que nunca senti atração por mulher? Ou devo procurar um emprego e deixar que meus outros irmãos tomem conta dela? Pois acho que ela não vai aceitar ouvir esta confissão, então estou pensando que é melhor eu procurar um emprego e me mandar de casa, o que vocês me dizem?

Anônimo

~*~

Olá, anônimo.

Seguinte, nem a Bispa Sônia, nem o Bispo Edir Macedo, a anta do Pastor MALAfaia,  nem qualquer outro, conseguiria te libertar do homossexualismo. Porque a única liberdade que existe no nosso caso é aquela que conquistamos ao nos assumirmos (para nós mesmos) e ficarmos bem conosco. Sabe? Nos amar por sermos quem somos e ponto.

Pelo o que entendi, você não trabalha porque vive e faz às vezes de “enfermeiro” da sua mãe. Cuida dela e tals… Acho que chega a hora em que todo a passarinho sai do ninho… Talvez tenha chegado a sua hora mesmo. Mas, repense sobre o lance de contar para a sua mãe sobre ser gay. Ela já está idosa, cheia de problemas de saúde.… com certeza vai ser um baque grande para ela, evangélica como é, receber essa notícia. Evite essa dor de cabeça.

Se resolver sair de casa para viver sua vida, vá sim. E faça seus irmãos se mexerem e cuidarem da sua mãe um pouco também. Você já fez sua parte. Agora, apenas diga a ela que sente vontade de sair de casa, viver sua vida, trabalhar, estudar mais, ter privacidade. Ela vai entender o recado. No máximo pensará “meu filho cresceu e precisa viver a vida dele”.

Agora, se você disser “mamãe, sou gay, mas ainda sou de Deus”. Ela vai surtar e mandar te exorcizar porque para ela ser gay deve ser coisa do demo… enfim, deixe claro para ela que o fato de você sair de casa não significa que não a ama.. até porque, você pretende visitá-la sempre que puder e ajudá-la sempre que ela precisar, não?

Minha opinião é essa: vá se amar e se sentir livre, nem que seja longe da casa da sua mãe. Não há nada de errado em ser gay, mas a maioria das pessoas vê erro nisso. Uma das melhores táticas de guerrilha é a de bater em retirada quando sabe-se que o inimigo é mais forte e perigoso.. No seu caso, ele não é inimigo, nem tão forte e periga morrer com o seu “ataque”. Bata em retirada mesmo assim.

Ah, uma coisa, se você for mesmo embora de casa, deixe os R$ 7 mil com a sua mãe, ta? Nada de começar a vida gay dando a Elza na véia. (Dar a Elza significa roubar).

Beijos.

Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (0) Comente aqui!

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...