Slide 1 Slide 2 Slide 3

CONFISSÕES DO DIVÃ





Os textos apresentados nesta seção buscarão ilustrar situações, angústias, problemas e experiências vivenciadas por alguns homens gays. Não existem experiências universais, comuns a todos os homens gays, cada um de nós é constituído e atravessado por diversas características que tornam a sua experiência única.  Nossa principal idéia aqui é pensar em possibilidades de enfrentamento para as questões aqui representadas, que em menor ou maior grau podem ser semelhantes com alguma das histórias vivenciadas por você. Essas histórias não são uma representação literal de histórias reais e sim textos fictícios.
O Dr. Alexandre é formado em Psicologia pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Atua como psicólogo clínico no Espaço Recontar na região de São José / SC. Fundamenta seu trabalho pelos princípios da Psicologia Sistêmica. Compreender os fenômenos psicológicos sistemicamente significa, literalmente, “colocá-los” dentro de seu contexto, estabelecendo a natureza das suas relações.

Você pode fazer perguntas e sugerir temas que nosso psicólogo responderá com todo prazer.

Bem, vamos ao tema de hoje:

Tenho levado muitos namorados em casa e tenho medo do que meus pais pensam sobre isso
Alexandre de Souza Amorim, Psicólogo
alexandresouza.psicologo@gmail.com

 

Eu e meus pais temos uma ótima relação, eles me aceitaram muito bem desde quando me revelei gay  para eles aos 16 anos. Porém, eu sempre tive muitos namorados. Eu já tive namorados de apenas 2 meses e para ser bem honesto eu já perdi a conta de quantos namorados apresentei para eles. É difícil para mim permanecer em uma relação se não estou feliz e por isso não tenho parado muito tempo com ninguém e estou sempre conhecendo pessoas novas. Meus pais nunca tocaram no assunto, mas sinto que eles têm tratado com indiferença os últimos namorados que apresentei. Estou começando a me preocupar com o que eles pensam e se isso pode mudar a maneira deles me aceitarem. Isso pode acontecer?
Pedro Henrique, 23 anos


Olá Pedro. Existem muitas perguntas reflexivas que você pode fazer a si para entender um pouco melhor a sua situação.

A primeira delas poderia ser: Por que você criou esse hábito de levar todos os seus namorados para a sua casa se você tem mantido uma rotatividade grande em seus relacionamentos?

Um velho ditado já diz que todos os pais são iguais... Isso porque é comum que eles se preocupem com o bem estar de seus filhos e a principio acredito que essa deva ser a condição dos seus pais.

O que você quer dizer quando diz que eles te aceitaram muito bem? Vocês já conversaram abertamente sobre isso? Faço essas perguntas por que fiquei com dúvida se você estaria preocupado (como você disse) se eles não tivessem dado algumas pistas para isso.

Veja bem, não conheço você ou seus pais, mas posso lhe garantir que não temos nenhum controle sobre os sentimentos dos outros.

Quando digo que você deve fazer esses questionamentos é por que penso ser importante que questione suas atitudes, suas emoções e principalmente suas necessidades internas para melhor se conhecer e entender melhor o que sente e a situação a sua volta.

Às vezes mudamos para sermos aceitos o que não quer dizer que o que fazíamos era errado. Mudar por medo do que os outros vão pensar a seu respeito é um grande passo. Nem sempre seus pais ou as pessoas a sua volta irão aceitar seus comportamentos. Como você se sente em relação a isso?

Entenda que você não precisa dar satisfação ou justificar tudo em sua vida o tempo todo, você deve cuidar também da sua liberdade e da sua privacidade. Pense no seu direito de ser você, de ser feliz ao seu modo.

Cuidado para não tornar-se vulnerável demais ao que os outros pensam a seu respeito, isso pode ser muito mais prejudicial a você.

Como uma ultima sugestão eu diria que pode valer a pena você sentar com seus pais e conversar abertamente sobre o que você e eles pensam sobre tudo isso para depois você tirar as suas conclusões e decidir o que acha ser o melhor para você.





Poderá gostar também de:
Postado por Mac Del Rey | (1) Comente aqui!

Um comentário:

  1. Cara, se você troca de namorado como troca de roupa, é logico que não somente seus pais mas todos a sua volta vão começar a ignorar seus pseudo namorados. Afinal se você não dá importancia ao próximo, por que eles dariam? Acredito que para os pais só devemos apresentar as pessoas que possuem alguma importancia para nós (o que não acontece com os caras que você anda levando para casa, que são pelo que aparenta apenas transas ocasionais. Cara, você está precisando rever seus conceitos.

    helioi

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...